Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Edital SGT Completo EB

Edital SGT Completo EB

Ratings: (0)|Views: 1,827|Likes:
Published by Emanuel Omena
Concurso Sargento do Exército.
Concurso Sargento do Exército.

More info:

Published by: Emanuel Omena on Jul 17, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/17/2012

pdf

text

original

 
 Nº 137, terça-feira, 17 de julho de 2012
23
 ISSN 1677-7069 
Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html , pelo código 00032012071700023Documento assinado digitalmente conforme MP n
o
-
2.200-2 de 24/08/2001, que institui aInfraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
3
12/07/2012 . WILLIAMS JOSE SOARES . Cmt 5¨ Rm 5¨ de . Valor Global: R$ 749.400,00 . CNPJ CONTRATADA : 00.789.378/0001-16BLUFISIO CLINICA DE FISIOTERAPIA S/S LTDA. . Valor: R$13.000,00. CNPJCONTRATADA: 02.894.584/0003-83IMAGEMCL INICA DE DIAGNOSTICOS LTDA. . Valor: R$ 1.400,00 . CPFCONTRATADA : 044.567.139-41 LARISSABAUER. . Valor: R$6.000,00 .CPF CONTRATADA : 068.509.299-25ALINE SCHREI-BER. .Valor: R$6.000,00 .CNPJ CONTRATADA:72.406.002/0002-77 CENTROCA TARINENSEDE MEDICINA NUCLEAR S/S LTDA.. Valor: R$ 13.000,00. CNPJ CONTRA-TADA: 82.624.776/0002-28UNIMEDDE BLUMENAUCOOPE-RATIVADETRABALHOMEDICO.. Valor:R$80.000,00.CNPJCONTRATADA: 82.624.776/0004-90UNIMED DEBLUMENAUCOOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO. . Valor: R$ 80.000,00 .CNPJ CONTRATADA: 82.624.776/0006-51 UNIMEDDE BLU-MENAU COOPERATIVADE TRABALHOMEDICO. .Valor: R$80.000,00 . CNPJ CONTRATADA : 82.624.776/0007-32 UNIMEDDEBLUMENAU COOPERATIVADETRABALHO MEDICO..Valor:R$ 20.000,00. CNPJCONTRATADA :83.883.306/0011-32SOCIEDADE DIVINA PROVIDENCIA. . Valor: R$ 450.000,00(SIDEC - 16/07/2012) 160440-00001-2012NE800001
AVISO DE LICITAÇÃOPREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/2012 - UASG 160450
 Nº Processo: 64683000350201269 . Objeto: Pregão Eletrônico - Re-gistrode preçospara eventualcontratação deserviços paramanu-tenção de bens móveis e imóveis, conforme condições, quantidades eexigências estabelecidas no edital e seus anexos. Total de Itens Li-citados: 00061 . Edital: 17/07/2012 de 08h00 às 11h30 e de 13h às16h00 .Endereço: Rua WillyBarth 67 -Progresso__sao MiguelD'oeste Centro - SAO MIGUEL D'OESTE- SC . Entrega das Pro- postas: a partirde 17/07/2012 às 08h00no site www.compras-net.gov.br. . Abertura das Propostas: 27/07/2012 às 09h00 sitew w w. c o m p r a s n e t . g o v. b r.AMARO SOARES DE OLIVEIRA NETOOrdenador de Despesas do 14º R C MEC(SIDEC - 16/07/2012) 160450-00001-2012NE800055
RESULTADOS DE JULGAMENTOSPREGÃO Nº 4/2012
Prestes com. de mat. para escritorio ltda, itens:3, 5, 8, 9, 11 a 14, 16, 21,22,26, 47a49,56, 57,65,74,82, 84,valorr$7.657, 30;comercialfarias me, itens:17, 18, 23, 24, 29, 34, 58, 60 a 62, 76, 77, 79 a 81, 83,85, 94a 96,100, 101,104, 108, valorr$ 25.183,90; m.k. tranjanetiquetas epp, itens:38, 39, 40, valor r$ 1.080, 00; crystal com. adesivosltda, item: 93, valorr$ 352, 00; dageal - com.de material de escritorioltda, itens:2, 4, 10, 19, 78, 87, 98, 99, valor r$ 3.106, 90;silvia & dumaltda, item: 75, valor r$ 699, 00; j galvan & cia ltdaepp, itens: 31, 33, 92,valorr$905,28;officedo brasilequipparaescritorioltdaepp;item:115, valor r$ 249, 75; multi cores suprimen tos para informatica ltda me,item: 88, valorr$ 200, 00; luiz fernando g.papelaria e informatica,itens:28, 30,37, 41,43, 44, 45,63, 64,66, 72, 73,86, 103,valor r$4.725, 40; alexandra dospassos epp, itens: 35, 53, 54,valor r$ 1.040,00; papelaria dimensionalltda me, itens: 7,25, 27, 32, 46,50, 51, 52,59, 102,105, 106,107, valor r$3.137, 31;moraes vendasltda me,itens:1,6,20,55,89,90,91,valor r$964,41;jduarte&cialtda,item:36, valor r$ 118, 32; pregoeiro wlademir carlos quaglioto.(SIDEC - 16/07/2012) 160378-00001-2012NE800059
PREGÃO Nº 7/2012
Otriala com. atac. de prod. medicos hospitalares, itens: 2,3,4, valor r$4.400,00; precisao absoluta- balanças ltda me, item1, valor r$808,00; hospdental equip. med. e odontologicos ltda, item 6, valor r$390,00;e bioanalitica ltdame, item5, valorr$ 488,00.pregoeirowlademir carlos quaglioto.GUSTAVO DANIEL COUTINHO NASCIMENTOOrdenador de Despesas(SIDEC - 16/07/2012) 160378-00001-2012NE800059
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO
EXTRATO DE TERMO ADITIVO Nº 1/2012 - UASG 160067
 Número do Contrato: 91/2010. Nº Processo: 67/2009.PREGÃO SRP Nº 17/2009 Contratante: DEPARTAMENTO DE EN-GENHARIA E -CONSTRUCAO. CNPJ Contratado:72643836000115.Contratado :POSITIVEIDIOMASLTDA ME-Objeto: Prorrogar a vigência do Contrato Nr 91/2010. FundamentoLegal: Parágrafo único do Artigo61 da Lei 8666/93. Vigência:02/07/2012 a 01/07/2013. Data de Assinatura: 02/07/2012.(SICON - 16/07/2012) 160067-00001-2012NE800006
DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURADIRETORIA DE ENSINO PREPARATÓRIOE ASSISTENCIALCOLÉGIO MILITAR DE CAMPO GRANDE
RESULTADO DE JULGAMENTOPREGÃO Nº 5/2012/SRP
Foi adjudicado à firma:PORTO SEGURO COMPANHIA DESEGUROS GERAIS,Itens 01e 02, no valor totaldaATA de R$1.454,00.Responsável pelo julgamento: Everton Luiz Pereira Martins-1¨ Ten Pregoeiro.Cel GIL DE MELO ESMERALDO ROLIMOrdenador de Despesas(SIDEC - 16/07/2012) 167078-00001-2012NE800028
DIRETORIA DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTOESCOLA DE COMANDO E ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO
EXTRATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 12/2012 - UASG 160313
 Nº Processo: 64498002221201201 . Objeto: Serviço de fornecimentodesnatural canalizado.TotaldeItensLicitados: 00001.Fun-damento Legal: Art. 24º, Inciso XXII da Lei nº 8.666 de 21/06/1993.. Justificativa: Fornecimento de gás natural canalizado . Declaraçãode Dispensa em 16/07/2012 . JULIO CESAR EVANGELISTA DOSSANTOS. Ordenadorde Despesas. Ratificaçãoem 16/07/2012.SERGIO JOSE PEREIRA . Comandante da Eceme . Valor Global: R$74.400,00 .CNPJ CONTRATADA :33.938.119/0002-40 COMPA- NHIA DISTRIBUIDORA DE GAS DO RIO DE JANEIRO - CEG.(SIDEC - 16/07/2012) 160313-00001-2012NE800002VII - não ter sido considerado isento do Serviço Militar, seja porlicenciamento eexclusão deOM abem dadisciplina, sejapor incapacidade física ou mental definitiva ("Incapaz C"), condição estaa ser comprovada pelo certificado militar que recebeu. Se atender aeste requisito, deve possuir o Certificado de Reservista, Certificado deDispensa de Incorporação (CDI) ou Certificado de Alistamento Mi-litar (CAM), dentro dos limites de sua validade; se, ao contrário, for isento, deve possuir o Certificado de Isenção;VIII -se civil,sem terprestado oServiço MilitarInicial,estar na situação de alistado ou dispensado da incorporação, conformeseu (CAM) ou (CDI);IX - se ex-aluno deestabelecimento de ensino de formaçãode oficiais ou de praças do Exército, da Marinha, da Aeronáutica, dePolíciaMilitar oudeCorpode BombeirosMilitar,nãoter sidodes-ligado por motivo disciplinar, tendo sido classificado, no mínimo, nocomportamento "bom", por ocasião do seu desligamento;X- estaremdia comsuasobrigaçõesperante oServoMilitar e a Justiça Eleitoral;XI -ter pagoa taxa deinscrição, sedela nãoestiver isen-to;XII - não ser oficial, aspirante-a-oficial ou guarda-marinhaque esteja na ativa das Forças Armadas ou das Forças Auxiliares, podendo ser da reserva não-remunerada (de 2
a
classe, R/2);XIII-ter,nonimo, 1,60m(ummetroesessentacen-tímetros) de altura;XIV -se menorde 18(dezoito) anos,estar autorizadoposeuresponsável legala submeter-seao CAe, casoseja aprovadoeclassificado nas vagas estabelecidas, a ser matriculado no CFS;XV -possuir aptidãofísica eidoneidade moralque oha- bilitem ao ingresso na carreira de sargento do Exército Brasileiro e,ainda, não exercerou não ter exercidoatividades prejudiciais ou perigosas à segurança nacional, conforme o art. 11 da Lei nº 6.880, de1980 (Estatuto dos Militares);XVI- apresentardeclaração deprópriopunho quantoaoexercício ou não de outro cargo, emprego ou função pública e sobrerecebimento de proventos decorrentes de aposentadoria e pensão; eXVII - não apresentar tatuagens que, nos termos de de-talhamento constante de normas do Comando do Exército:a) faça alusão a ideologia terrorista ou extremista contrária àsinstituições democráticas, a violência, a criminalidade, a ideia ou atolibidinoso, a discriminação ou preconceito de raça, credo, sexo ouorigem ou, ainda, a ideia ou ato ofensivo às Forças Armadas; ou b)pelas suasdimensões ounaturezaprejudiquem acamu-flagem e comprometam as operações militares.Art. 4º Do Processamento da Inscrição.§ 1º O pedido de inscrição do candidato, civil ou militar, seráfeito pormeio deficha de inscrição,disponibilizada nosítio daEscoladeSargentos dasArmas(EsSA)naInternet, dentrodoprazoestabelecidonoCalendário AnualdoCA,o qualsepublicado juntamente com portaria específica do Departamento de Educação eCultura do Exército (DECEx) e com o respectivo edital de aberturado CA.§2º Afichade inscriçãopodeserobtida tammvia postal, mediante solicitaçãodo candidato à EsSA pormeio de cartaou telefone. Nesse caso, o candidato deverá postar o formulário pre-enchido dentro do mesmo prazopara inscrições efetuadas pela In-ternet.§Opreenchimentoda Fichadeinscriçãosefeitoemformulário eletrônico padronizado e elaborado pela EsSA, de acordocom orientaçãocontida noManual do Candidato,o qualestará dis- ponibilizadono sítiodaquela Escolaou seráfornecido comoim- presso, via postal. Deverão constar da ficha de inscrição:I - as informações pessoais do candidato;II - a opção do candidato quanto à organização militar sededeexame (OMSE),dentre asprevistas noedital deabertura doCA,onde deseja realizar o exame intelectual;III -declaração do candidatode queaceita, de livree es- pontânea vontade, submeter-seàs normas do CA eàs exigências docurso pretendido e da profissão militar, caso seja matriculado, se-gundoascondõesestabelecidasna SeçãoVdoCATULOII,destas instruções; eIV -o númerode inscriçãono Cadastrode PessoaFísica(CPF).V - Deverá ser observado pelo candidato que as áreas Com- batente, Logística-Técnica e Aviação estão reunidas num único con- junto para efeito do EI e das demais etapas do CA.VI- Aoacessar osítio daEsSA naInternet, noendereçoeletrônico http://www.esa.ensino.eb.br , o candidato deverá:a) preencher corretamente a ficha de inscrição; b) imprimir a guia de recolhimento da união (GRU) e pagá-la em uma agência bancária, se dela não estiver isento;c) lero Manual do Candidato,disponibilizado eletronica-mente; ed)imprimiro CartãodeConfirmaçãode Inscrição(CCI),oqual estará disponibilizado no referido sítio, dentro do prazo previstono Calendário Anual do CA.§4º Operíodo deinscrição parao concursoconstará dorespectivo Calendário Anual do CA, referido ao edital correspon-dente. Não serão aceitas inscrições realizadas fora desse prazo. Parafinsde comprovaçãodo prazoparaa inscriçãoefetuada viapostal,seconsideradaadataregistrada pelosCorreios,constantedoca-rimbo de postagem.§5ºA inscriçãosomente seefetivadae confirmadame-diante o pagamento da taxa de inscrição em qualquer agência ban-cária,sítio debanco naInternet oucorrespondente, atéo últimodiado período de inscrição, ou após o deferimento do comando da EsSAquantoa requerimentodesolicitação deisençãode pagamentodataxa de inscrição, em conformidade com esta Portaria.
ESCOLA DE SARGENTOS DAS ARMAS
EDITAL N
o
-
3, DE 16 DE JULHO DE 2012CONCURSO PÚBLICO PARA ADMISSÃO E MATRÍCULANOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS (EXCETOOS DE SAÚDEE MÚSICOS), REFERENTES AO PROCESSO SELETIVOPARA MATRÍCULA EM 2013
O EXÉRCITO BRASILEIRO, por meio do Departamento deEnsino e Cultura do Exército (DECEx), amparado na Lei nº 9.786, de08Fev 99- LeidoEnsino noExércitoe suasalterações, epointermédio da Escola de Sargentos das Armas (EsSA), faz saber queestão abertas, no período de 9 de julhoa 10 de agosto de 2012, asinscrições para o Concurso Público de Admissão aos Cursos de For-maçãode Sargentos(excetoosde SaúdeeMúsicos)com inícioemmaio de 2013e término em novembro de 2014observadas as ins-truções a seguir.TÍTULO IDISPOSIÇÕES GERAISArt. 1º O presente concurso será regido pelas InstruçõesReguladoras do Concurso de Admissão e da Matrícula aos Cursos deFormação de Sargentos (exceto os de Saúde e Músicos), referentes aoProcesso Seletivopara matrícula em2013, aprovadaspela POR-TARIA Nº 77-DECEx, DE 4 DE JULHO DE 2012.Art. O concursodestina-se a preencher1200 (mile du-zentas), para alunos do Curso de Formação de Sargentos do Exército(excetoos deSaúde eMúsicos) quefuncionaráa partirde maiode2013,com términoem novembrode 2014,das ÁreasCombaten-te/Logística-Técnica e Aviação.TÍTULO IIINSCRIÇÃOArt. 3º Dos requisitos exigidos.Parágrafo único. O candidato à inscrição no concurso pú- blico de admissão aos Cursos de Formação de Sargentos do Exército- exceto da QMS de Saúde e Músico - deverá satisfazer aos seguintesrequisitos, a serem comprovados até a data da matrícula:I - ser brasileiro, do sexo masculino;II-ter concldooEnsinodio,na formadalegislãofederal que regula a matéria. Se estiver cursando a última série dessenível escolar (3
a
série) no ano da inscrição para o concurso, somenteserá habilitadoà matrícula seconcluí-la comaproveitamento, antesdo encerramento do CA;III-possuir nonimo,17(dezessete)e, noximo,24(vinte e quatro) anos de idade, referenciados a 31 de dezembro do anoda matrícula;IV- sereservista, tersidolicenciado eexcluído daúltimaorganização militar(OM) em queserviu, estandoclassificado, nomínimo, no comportamento "bom";V- sepradaativa deFoaArmada,Pocia MilitarouCorpo de Bombeiros Militar, estar classificado, no mínimo, no com- portamento "bom",e possuirautorização eparecer favorávelà ins-crição, atestadospor seu Comandante,Chefe, Diretorou respectivasautoridades competentes;VI - nãoter sido julgado, em inspeção desaúde (IS), "in-capaz definitivamente" para o serviço ativo do Exército, da Marinha,da Aeronáutica,de Polícia Militar oude Corpo deBombeiros Mi-litar;
 
Nº 137, terça-feira, 17 de julho de 2012
24
 ISSN 1677-7069 
Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html ,pelo código 00032012071700024Documento assinado digitalmente conforme MP n
o
-
2.200-2 de 24/08/2001, que institui aInfraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
3
§6º O candidato deverá solicitar a isenção do pagamento dataxa de inscrição por meio de requerimento ao Comandante da EsSA,enviando-o diretamente à Seção de Concurso, via SEDEX, dentro doprazoestabelecidonoCalendárioAnual doCA.oseoaceitosrequerimentos via fax ou correio eletrônico.§7º O Manualdo Candidato conterá todasas normas re-lativas ao CA aos CFS, de acordo com estas instruções, o calendárioanual aprovado pelo DECEx e o respectivo edital de abertura.§8º O candidato que contrariar, ocultar ou adulterar qualquerinformação relativa às condições exigidas para a inscrição e matrícula- constantes do art. 3
o
destas instruções - será considerado inabilitadoao concurso, sendodele eliminado e excluído, tãologo seja des-cobertaecomprovadaairregularidade. Casooproblemaosejaconstatado antes dadata da matrícula e esta forefetuada, o alunoenquadradonesta situaçãoserá excluídoe desligadodo CFS,emcaráter irrevogável eem qualquer época. Osresponsáveis pela ir-regularidade estarão sujeitos às sanções disciplinares cabíveis ou aresponderem a inquérito policial, se houver indício de crime.§9º O candidato militar deverá informar oficialmente ao seucomandante, chefeou diretor sobresua inscrição parao concurso,para que sejamtomadas as providências cabíveis porparte da ins-tituição aque pertence, de acordocom as normas vigentes.O co-mandante,chefe oudiretor queviera verificarque seusubordinadonão satisfaz a um ou mais dos requisitos constantes do art. 3
o
, destasinstruções,deverá informartal fatoà EsSAque, deposse dasin-formações, anulará a inscrição do candidato.§10O candidatoinscrito porterceirosou procuradorno-meado assume total responsabilidade pelas informações prestadas naFicha de Inscrição, arcando com todas as consequências de eventuaiserros de seu procurador.§11Caberá àEsSA realizaro cadastramentofinal doscan-didatos.§12 A informação ao candidato acerca do deferimento de suainscriçãoseregistrada pelaEsSAemseuCCI, quedeveserobtido pelo candidato mediante recebimento via postal (inscrição rea-lizada por carta ou telefone) ou pelo acesso ao sítio da EsSA (ins-crição realizada pela Internet), após o pagamento da taxa de inscrição.AimpressãodoCCI,disponibilizado noendereçoeletrônicodaEs-SA, será de responsabilidade do próprio candidato.§13 Quando da confirmação dos dados da ficha de inscrição,o candidato receberá uma senha, com a qual poderá ter acesso à fichae, se for o caso, realizar alterações em seus dados até o último diaprevistonoCalendário AnualdoCAparaalteraçãode dadosparaarealização do EI.No caso da realização de inscriçãovia telefone, ocandidato deverá solicitar à EsSA a alteração de dados novamente portelefoneouatras dotiodaEsSA,obedecendo omesmoprazoestabelecido acima.§14 O candidato que tiver o seu CCI recebido por terceiros(pela Internet ou carta) assume total responsabilidade pelas infor-mações contidas naquele documento, arcando com todas as conse-quências de eventuaiserros em seus dados constantesda Ficha deInscrição. Devetambém conferirse aOMSE, escolhidapelo can-didato para realizar o EI está correta, bem como o endereço do localdo EI.§15Adocumentãoaser apresentadapelocandidatoeataxaquedeverá pagarparaasuainscrição somenteteovalidadepara o CA (que abrange o EI) ao qual se referirem.§16 -Caberá aoComandante daEsSA odeferimento ouindeferimento das inscrições requeridas.§17- A EsSA poderá, a seucritério, prorrogar o período deinscrição, caso ocorram situações excepcionais que possam prejudicaro processo de inscrição.§18 - Constituem causas de indeferimento da inscrição:I - Nãorealização do pagamento dentrodo prazo dispo-nibilizado; eII - contrariar quaisquer dos requisitos exigidos ao candidato,previstos no Art. 3º, deste edital.§ 19 O Manual do Candidato prestará esclarecimentos geraissobreasáreas aseremescolhidaspeloscandidatos easrespectivasQMS.§ 20 Na cidade do Riode Janeiro, haverá diversos locaisparao candidatorealizar oEI. Noentanto, paraa realizaçãodainscrição, o candidato apenas irá selecionar a opção "Rio de Janeiro".Visando a necessáriadistribuição do número deinscritos para oslocais de exame na cidade, a EsSA fará a referida distribuição com adevida antecedência.Art. Das áreas aserem escolhidas peloscandidatos eperíodos dos cursos.§ 1º A área a ser escolhida pelo candidato será referente àsseguintes QMS:
ÁREAQMS
Combatente/ Logística-Técnica/ Av i a ç ã o
InfantariaCavalariaArtilhariaEngenhariaComunicaçõesMaterial Bélico - Manutenção de Viatura AutoMaterial Bélico - Manutenção de ArmamentoMaterial Bélico - Mecânico OperadorManutenção de ComunicaçõesTo p o g r a f i aIntendênciaAv i a ç ã o - M a n u t e n ç ã o
§ 2º A condução do CA será encargo da EsSA. No entanto,osCFSseo realizadosemdoispeodosde instrão,distintosesucessivos, e em diferentes organizações militares de corpo de tropa(OMCT) e estabelecimentos de ensino (Estb Ens). Os períodos deinstrução e sua duração são os seguintes:I - Período Básico, com duraçãoprevista de 34 (trinta equatro) semanas; eII - Período de Qualificação,com duração prevista de 43(quarenta e três) semanas.§Astabelas2e 3mostramospeodos deinstrução,asOMCTeosestabelecimentosde ensinoondefuncionaooscur-sos:
PERÍODO BÁSICOORGANIZAÇÃO MILITARCORPO DE TROPALOCALIZAÇÃO1
o
Grupo de Artilharia Antiaérea (1
o
GAAAe)Rio de Janeiro - RJ4
o
Grupo de Artilharia de Campanha (4
o
GAC)Juiz de Fora - MG4
o
Batalhão de Polícia do Exército (4
o
BPE)Recife - PE6
o
Regimento de Cavalaria Blindado (6
o
RCB)Alegrete - RS10
o
Batalhão de Infantaria (10
o
BI)Juiz de Fora - MG12
o
Grupo de Artilharia de Campanha (12
o
GAC)Jundiaí - SP13º Regimento de Cavalaria Mecanizado (13º RC Mec)Pirassununga - SP14
o
Grupo de Artilharia de Campanha (14
o
GAC)Pouso Alegre - MG23
o
Batalhão de Caçadores (23
o
BC)Fortaleza - CE23
o
Batalhão de Infantaria (23
o
BI)Blumenau - SC20
o
Regimento de Cavalaria Blindado (20
o
RCB)Campo Grande - MS41
o
Batalhão de Infantaria Motorizado (41
o
BI Mtz)Jataí - GO51
o
Batalhão de Infantaria de Selva (51
o
BIS)Altamira - PAPERÍODO DE QUALIFICAÇÃOEstabelecimento deEnsinoLocalizaçãoQMSEscola de Sargentosdas Armas(EsSA)Três Corações- MG- Infantaria- Cavalaria- Artilharia- Engenharia- ComunicaçõesEscola de Sargentosde Logística (EsS-Log)Rio de Janeiro- RJ- Material Bélico-Manutenção de Armamento- Material Bélico-Mecânico Operador- Material Bélico-Manutenção de Viatura Auto- Manutenção de Comunicações- Topografia- IntendênciaCentro de Instruçãode Aviação do Exér-cito (CIAvEx)Taubaté - SPAv i a ç ã o - M a n u t e n ç ã o
Art. 6º Da taxa de inscrição§ 1º A taxa de inscrição destina-se a cobrir as despesas coma realização do CA e terá seu valor fixado anualmente pelo DECEx,para cada CA.§ 2º O pagamento da taxade inscrição será efetuado emfavor da EsSAe somente em dinheiro, medianteGRU, cujo for-mulário enormas serãodisponibilizados nosítio daquelaEscola, deacordo com as prescrições contidas no art. 4º destas instruções.I- Excepcionalmente,no casodesolicitar adocumentaçãodeinscrição diretamenteà EsSApor viapostal outelefone, ocan-didato deverá receber o boleto bancário já impresso, juntamente como formulário da ficha de inscrição.§ 3º Não haverá, em qualquer hipótese, restituição da taxa deinscrição.§ 4º Estão isentos do pagamento da taxa de inscrição, após odeferimento do Comandante da EsSA ao requerimento enviado pelocandidato, dentro do prazo estabelecido no Manual do Candidato:I-os filhosmenores deex-combatentesda SegundaGuerraMundial, falecidos ou incapacitados em ação, em consequência de suaparticipação efetiva em operações bélicas, como integrante da Forçado Exército, da Força Expedicionária Brasileira (FEB), da Força Aé-rea Brasileira (FAB), da Marinha de Guerra ou da Marinha Mercante,de acordo com a Lei nº 5.315, de 12 de setembro de 1967, e oDecreto nº 26.992, de 1949, desde que apresentem anexos ao seurequerimento, os seguintes documentos comprobatórios:a)certidão de nascimento/casamento, documentos referentes àtutela, adoção, termode guarda e responsabilidadeou outras ex-pedidas pelo juiz;b)comprovante da participação de seu genitor(a) na SegundaGuerra Mundial; ec)certidãode óbitode seugenitor(a),com comprovaçãodeesteter ocorridoem consequênciade suaparticipação efetivaemoperações bélicas, como integrante da Força do Exército, da FEB, daFAB, da Marinha de Guerra ou da Marinha Mercante.II- ocandidato que for membrode família debaixa renda,nos termos do Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007, desde queapresentem, anexos ao seurequerimento, os seguintes documentoscomprobatórios:a)cópia doscomprovantes derendimentos relativosao mêsde abril ou maio do corrente ano de todas as pessoas que compõem ogrupo familiar eque residam no mesmo endereço.Para este fim,constituem-se documentos comprobatórios:-de empregados:cópia docontra-chequeou carteirapro-fissional ou declaração do empregador;- de aposentados, pensionistas, auxílio-doença e outros: cópiadoextratotrimestral doanoemcursoou comprovantedesaquebancário, contendo o valor do benefício do INSS ou de outros órgãosde previdência;- deautônomos e prestadoresde serviço: cópiado últimocarnê de pagamento de autonomia junto ao INSS e declaração depróprio punho contendo o tipo de atividade exercida e o rendimentomédio mensal obtido; e- dedesempregados: cópiada carteiraprofissional, formu-lário de rescisãode contrato de trabalho,declaração informando otempo em que se encontram fora do mercado de trabalho e como têmse mantido e comprovantes do seguro desemprego.b)cópiado comprovantede ImpostodeRenda. Ocandidatodeverá apresentar o formulário completo da declaração e notificaçãodo imposto de renda do corrente ano (com base no ano anterior), detodas as pessoas maiores de 18 (dezoito) anos descritas no quadro decomposição familiar.c)cópiados comprovantesde despesas(relativasao mêsdeabril ou maio do corrente ano):-com habitação(prestãoda casaprópriaou aluguelecondomínio);- com instrução (mensalidadesescolares, cursos, compro-vante de concessão de bolsa de estudos);- com contas de consumo (luz, gás, telefone convencional ecelular, água, IPTU). No caso em que as contas de energia elétrica ouágua forem divididas entre duas ou mais residências, se faz necessáriaaapresentãodedeclarão(pode serdeprópriopunho),justi-ficando o fato; e-com outrasdespesas quepossamser comprovadas(planode saúde, IPVA e outros).d)cópiadoscomprovantes relativosàcomposiçãofamiliar:documento deidentidade eCPF, paraos maioresde 18anos (desdeque não tenhatrazido nenhum outro documento);certidão de nas-cimento ou comprovante de escolaridade (para menores de 18 anos);certidão decasamento e, nocaso de casaisseparados, comprovaçãodessa situação;certidão de óbito,em caso defamiliares falecidos;certidão ou documentos referentes à tutela, adoção, termo de guardae responsabilidade ou outras expedidas pelo juiz.III-ocandidato queestiver inscritonoCadastro ÚnicoparaProgramas Sociaisdo Governo Federal- Cadastro Único,desde queapresentem,anexa aoseu requerimentoa cópiados documentosci-tados nasletras a) eb) do inciso IIdeste artigo, podendoser subs-tituída por uma declaração de que atende à condição estabelecida noinciso IIdo art. 1ºdo Decreto nº6.593, de 2008,informando oNúmero de Identificação Social - NIS, atribuído pelo Cadastro Único.Neste caso, a EsSA consultará o órgão gestor do Cadastro Único paraverificar a veracidade das informações prestadas pelo candidato.§5°osepermitidoao requerente,apósoenvioe/ouaentregada documentação,acrescentare/oualterar informações.AEsSA não se responsabiliza por extravio da documentação enviadapelo correio. O envio desta documentação não garante ao candidato aisenção de taxa. O não cumprimento de uma das etapas estabelecidasou a faltade alguma informação e/oudocumentação, resultará naeliminação automáticado processode isenção.Caso opedido deisençãoseja aceito,a SeçãodeConcurso daEsSA informaráaocandidato o deferimento ou não da solicitação, até a data constante noCalendário Anual do CA, cabendo ao solicitante a responsabilidadedetomar ciênciadasolução dospedidos atravésdeconsulta aessarelação. Caso o pedido de isenção seja indeferido, o candidato deverásolicitarsuainscrição conformeasprescriçõescontidas naSeçãoII,do Capítulo II, destas instruções, e até a data constante no CalendárioAnual do CA.Art. 7º Da Submissão do Candidato às Normas do Concursode Admissão e às Exigências do Curso e da Carreira Militar§ 1º Ao solicitar sua inscrição, o candidato estará atestandoque aceita submeter-se voluntariamente:I- àsnormasdo CA,o lheassistindodireito aqualquertipo de ressarcimento decorrente de indeferimento de inscrição, in-sucesso na seleção ou não-aproveitamento por falta de vagas;II-às exigênciasdo cursopretendido,caso sejaaprovado,possuindo condições para permanecer em regime de internato, acom-panharos trabalhosescolares(inclusive emexercíciosno campoemanobras),adquirir manuaisematerial didáticodeuso pessoale,ainda, para participar das demais atividades características das ins-tituições militares;III - às exigências do curso pretendido, caso não obtenha osíndices mínimos exigidos,quer seja no Período Básicoou no deQualificação, será considerado reprovado e desligado do CFS; eIV -às exigênciasfuturas daprofissão militar,podendo serclassificado em qualquer OM do EB, ser movimentado para outrassedes e designado para atividadesdiferentes das relacionadas à suaespecialização, de acordo com as necessidades do Exército, conformeo Regulamento de Movimentação para Oficiais e Praças do Exército(R-50) e outras normas da instituição.§ 2º O candidato deve estar ciente de que, se for aprovado,matriculado e, futuramente, vier a concluir com aproveitamento umdos CFS, será promovido à graduação de 3
o
sargento e terá seu tempode serviço prorrogado de acordo com a legislação de pessoal doExército,obrigando-se apermanecer noserviçoativo ao fimdoprazomínimoestabelecidode1 (um)ano,paraessaprorrogaçãoinicial. Após issopoderá ou não obter novase sucessivas prorro-gações de tempode serviço, de acordo comseu desempenho pro-fissional. Casovenha acompletar 10 (dez)anos deefetivo serviçoadquirirá o direitoà estabilidade, dentro dascondições exigidas nalegislação específica.
 
Nº 137, terça-feira, 17 de julho de 2012
25
 ISSN 1677-7069 
Este documento pode ser verificado no endereço eletrônico http://www.in.gov.br/autenticidade.html ,pelo código 00032012071700025Documento assinado digitalmente conforme MP n
o
-
2.200-2 de 24/08/2001, que institui aInfraestrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil.
3
TÍTULO IIIDAS ETAPAS E DOS ASPECTOS GERAIS DO CON-CURSSO DE ADMISSÃOArt. 8º Das etapas do concurso de admissão§OCAparaa matrículanosCFSvisa àavaliaçãoeclassificação dos candidatos, de acordo com o número de vagasfixado pelo Estado-Maior do Exército (EME) para cada um dos cur-sos. Será realizado, simultaneamente, em localidades distribuídas portodo o território nacional, selecionando os candidatos que demons-trarempossuir capacidadeintelectual, conhecimentosfundamentais,vigorfísico econdiçõesde saúdequelhes possibilitemacompanharosestudos esuportar osesforçosexigidos durantea realizaçãodosCFS.§ 2º O CA para matrícula nos CFS terá as seguintes fases:I - 1
a
fase (realizada nasguarnição de exame e OMSE), decarátereliminatórioeclassificatório, compostopelasseguinteseta-pas:a)exame intelectual(EI), paratodosos candidatosinscri-tos;b)valoração detítulos,da qualparticiparãoapenas oscan-didatos aprovados no EI;c) inspeção de saúde (IS), para os candidatos da área Com-batente/Logística-Técnica/Aviação. Estainspeção temcaráter elimi-natórioe sedestinaaos aprovadosno EIeclassificados dentrodasvagasdestinadasà área,bemcomoaosincluídos namajoraçãoqueforem convocados pela EsSA para continuarem no CA; ed)exame deaptidão física(EAF),de carátereliminatório,para oscandidatos de todasas áreas, aprovadosno EI eaptos naIS.II- 2
a
fase(realizada nasOMCT):revisãomédica ecom-provação dos requisitos biográficos dos candidatos, de caráter eli-minatório.Art. 9º Dos aspectos gerais do concurso de admissão§1ºOEI, aISeoEAFserão realizadossobarespon-sabilidade de diferentesguarnições de exame (GuExm) e OMSE,designadas na Portaria do DECExrelativa ao Calendário Anual doCA.§2º Ocandidato realizaráas provasdo EIem localsobresponsabilidade da OMSE escolhida no ato de sua inscrição - desdequetenha sidoconfirmadaem seuCCI- nasdatase horárioses-tabelecidos no Calendário Anual do CA.§ 3º Caberá à EsSA elaborar a relação dos aprovados no EIe convocar aqueles que serão submetidos às demais etapas do CA.§ 4º A majoração (lista de reservas), quando existir, destinar-se-á a recompletar o número total de candidatos a serem selecionados- classificados dentro das vagas estabelecidas - em caso de desis-tências, inaptidões ou contra-indicações, em quaisquer das etapas doCA. Será constituída com base no histórico de desistências e deinaptidões dos processos realizados nos últimos anos.§ 5º A IS e o EAFterão caráter eliminatório e serão su-cessivamente realizados apenas peloscandidatos convocados para oprosseguimento do CA, que forem aprovados no EI e classificadosconforme o previsto nestas instruções.A EsSA divulgará a relaçãodos candidatos convocados para as demais etapas do CA, que deveráser disponibilizada na Internet.§ 6º A classificação geral do EI constará numa relação combase naordem decrescentedas notasobtidas pelosomatório dasNotas Finais/ExameIntelectual (NF/EI),com asrespectivas pontua-ções referentesà valoraçãodos títulos, sendoreferência paraa cha-mada (convocação) e o preenchimento das vagas. Com base nessaclassificação, que será divulgada na Internet pela EsSA, no endereçoeletrônico http://www.esa.ensino.eb.br, e também por intermédio dosCmdoGuExm edasOMSE,oscandidatos serãoconvocadospararealizarem asdemais etapasdo CA,de acordocom aquantidade devagas, por área, estabelecidas pelo EME.§7ºOs candidatosincluídos namajoraçãorealizarão aseta-pas do CA posteriores ao EI - IS e EAF - e passarão à situação declassificados à medida que houver necessidade para recompletamentode vagas, eventualmente abertas, em decorrência de desistências e/oueliminação decandidatos inicialmente classificados, dentrodo nú-mero de vagas da área Combatente/Logística-Técnica/Aviação.§8ºOscandidatos aprovadosnoEI,naISe noEAFqueforem convocados pela EsSA para se apresentarem nas respectivasOMCTdeverãorealizar, comoúltimasetapasdoCA, arevisãomé-dicae acomprovaçãodos requisitosbiogficosexigidos paraamatrícula,deacordo comodispostonaSeçãoII doCatuloVIIIdestas instruções. Caso seja constatado, nessa revisão, algum pro-blema de saúde pela equipe médica da OMCT - adquirido após a IS- o candidatoenquadrado neste caso seráencaminhado para novainspeção(a cargodoMédico Peritoda Guarniçãooupor JuntadeInspeção de Saúde Especial (JISE), nomeada pelo C Mil A, a fim deser confirmada, ou não, sua contra-indicação para a matrícula.§9ºA chamadade candidatospararecompletamento deva-gas - eventualmente abertas por candidatos desistentes ou eliminadosem alguma etapa posterior ao EI - ocorrerá, se for o caso, até a dataprevista no Calendário Anual do CA, em uma das OMCT designadaspara realizarem oPeríodo Básico dos CFS. Apartir dessa data,nenhum candidato será convocado para recompletar vagas.§º10 Imediatamenteapós a conclusãode todas asetapas doCA, aEsSA elaboraráa relação doscandidatos habilitadosà ma-trícula, a ser estabelecida com basena classificação geral do CA enos resultados das demais etapas.Art. 10 Dos critérios de desempate§ 1ºEm caso de igualdadena classificação finaldo EI(mesmo somatório de NF/EI e valoração de títulos para mais de umcandidato) serão utilizados os seguintes critérios de desempate, deacordo com a ordem de prioridade abaixo estabelecida:I- maiornota naparte daprova referenteà quesodis-cursiva de Português (redação);II -maior nota na parteda prova referenteàs questõesobjetivas de Português;III- maiornotana partedaprovareferente àsquesesobjetivas de Matemática; eIV -maior notana parteda provareferente àsquestõesobjetivas de História e Geografia do Brasil.§ 2º Caso persista o empate, após utilizados os critérios dosincisos de I a IV do §1º deste artigo, será melhor classificado ocandidato que possuir maior idade.Art. 11 Da publicação dos editais§ 1ºA EsSAprovidenciará apublicação, emDiário OficialdaUno(DOU), doeditaldeabertura,contendo todasasinfor-mações do CA, e do edital de homologação do resultado do CA.§2º Nãoserá fornecidoaocandidato qualquerdocumentocomprobatório de aprovação no CA, valendo, para este fim, a ho-mologação publicada no DOU.TÍTULO IVDO EXAME INTELECTUALArt. 12 Da constituição do exame intelectual§ 1ºO EI constará deuma prova escrita, constituídade 4(quatro)partes,valendo cadaumade0,000(zero vírgulazerozerozero) a 10,000(dez vírgula zero zero zero), aplicadaa todos oscandidatos inscritos, versando sobre os assuntos relacionados no edi-tal de aberturado CA e no Manual doCandidato, estando assimdividida:I - 1ª parte - Matemática (questões objetivas);II - 2ª parte - Português (questões objetivas);III-3ªparte- HistóriaeGeografiadoBrasil(questõesobjetivas); eIV - 4ª parte - Português (questão discursiva - redação).§ 2º O candidato deverá assinalar suas respostas às questõesobjetivas naFolha deRespostas (FR), queserá oúnico documentoválido para a correção.§Osprejuízosadvindos demarcaçõesincorretas naFRserãodeinteiraresponsabilidade docandidato.Serãoconsideradasmarcações incorretas as que nãoforem feitas com qualquer canetaque não seja esferográfica com tinta preta ou azul e que estiverem emdesacordo comestas instruçõese como modeloda FR,tais como:dupla marcação,marcação rasurada,marcação emendada,campo demarcação não preenchido integralmente, marcas externas às quadrí-culas, indíciosde marcações apagadas,uso de lápis,entre outras.Marcações incorretas ou a utilização de qualquer outro tipo de canetapoderão acarretar erro de leitura por parte do equipamento de leituraótico-eletrônicaaser utilizadonacorreção,cabendo aocandidatoaresponsabilidade pelaconsequente pontuação 0,0 (zerovírgula zero)atribuída à respectiva questão ou item da prova.§ 4º A parte discursiva de Português será constituída de umaredação e terá o objetivo de avaliar a capacidade de expressão escritae o uso das normas do registro formal culto da Língua Portuguesa. Ocandidatodeverá produzir,combase notemaindicado naquestãodiscursiva, uma redaçãocom extensão mínima de 20(vinte) e má-ximade 30(trinta)linhas, semcontar otítulo,primando pelacoe-rência, correção epela coesão. Será distribuídaao candidato umafolha de rascunho para que, caso assim deseje, possa fazer anotações,organizar suas idéias e/ou elaborar o esboço de sua redação. Contudo,talrascunho deveser passadoa limpona Folhade Redação.So-mente o texto produzido na Folha de Redação será corrigido.§Narealizãoda redação,ocandidatodeveutilizarapenas canetaesferográfica de tintaazul oupreta. Em casode uti-lização de caneta de outra cor ou lápis, a redação não será corrigidae será atribuída ao candidato a pontuação 0,0 (zero vírgula zero)nessa parte da prova.§ 6º Durante a realização da prova, não será admitida qual-quer espécie de consulta pelo candidato.§ 7º Emcaso de algum candidato não assinara Folha deRespostasouaFolhadeRedação noslocaisparaissodestinados,arespectiva prova será anulada e ele será eliminado do concurso.Art. 13Dos procedimentos aserem adotados noslocais doEI, da sua organização, datas e horários§ 1º A aplicação do EI será feita nos locais preparados pelasOMSE,emsuas própriasinstalõesouemoutros locaissobsuaresponsabilidade, na data e nos horários estabelecidos no CalendárioAnual do CA (conforme a hora oficial de Brasília).§ 2ºOs candidatos inscritos nacidade do Riode Janeiroterão seus locais de realização de prova equalizados pela EsSA paraatender à capacidade máxima de cada OMSE.§ 3º O local destinado a cada candidato para a realização doEI constará de seu CCI, bem como, se for o caso, orientação para queele conduza prancheta, visando à resolução da prova. É extremamenteimportante, por ocasião da disponibilização do CCI, o candidato ob-servar o local designado para realização da prova.§ 4º São de responsabilidade exclusiva do candidato a iden-tificação correta de seu local de realização da prova, de acordo comos dados constantes do seu Cartão de Confirmação de Inscrição, bemcomo o seu comparecimento ao local de realização do EI, nas datas ehorários determinados, de acordo com o Calendário Anual do CA.§ 5º O candidato deverá comparecer ao local designado (lo-cal deprova) comantecedência de2 (duas)horas emrelação aoinício do EI,na data prevista, considerando ohorário oficial deBrasília, munido de seu documento de identificação (original e dentrodavalidade)e domaterialpermitidopararesolução dasquesesemarcação das respostas. Tal antecedência é imprescindível para aorganização dos locais do EI, permitindo que os candidatos sejamorientados pelos encarregados de sua aplicação e distribuídos nos seuslugares, ficando em condições de iniciarem as provas pontualmentenos horários previstos.§6º OCartãode ConfirmãodeInscrição (CCI)ficadisponível do site da EsSA para acesso e nova impressão, se houvernecessidade, até o horário de fechamento dos portões por ocasião darealização do ExameIntelectual (EI). Para oscandidatos que rea-lizaremasinscriçõesviapostal,o CCIseremetidoemumaúnicavia através correio.§ 7º Será permitida a mudança de OMSE, após a sua escolhapelo candidato no ato de inscrição,desde que seja solicitada até oúltimodiaprevisto noCalendárioAnualdoCApara aalteraçãodedados para o EI.§8º O CCI ficará disponível no sítio da EsSA para acesso enova impressão, se houver necessidade, até o horário de fechamentodos portões por ocasião da realização do EI. Para os candidatos querealizaremasinscrições viapostal,oCCIseremetidoemumaúnica via pelo correio.§9º Os portões de acesso aos locais de provas serão fechados1 (uma) hora antes do início do EI, conforme previsto no CalendárioAnual doCA eno respectivo editalde abertura,considerando ohoráriooficial deBrasília,momentoa partirdoqualnão maisserápermitida a entrada de candidatos.§10 O candidato deverá comparecer aos locais de realizaçãodo EI com trajes compatíveis com a atividade, não sendo permitido ousodebrincos, gorro,chapéu,boné,viseira,cachecol eoutros,de-vendo os cabelos e as orelhas do candidato estar sempre visíveis, casocontrário, sua entrada será impedida no local do exame.§11 Não haverá segunda chamada para a realização da prova.O não comparecimento para a sua realização implicará na eliminaçãoautomática do candidato.Art. 14 Da identificação do candidato§ 1ºSomenteserá admitido ao localde prova, parao qualesteja designado, ocandidato inscrito no concurso,o qual deveráapresentar àComissão de Aplicaçãoe Fiscalização (CAF),além doCCI,ooriginaldeum dosseguintesdocumentosdeidentificão,dentrodoseu períododevalidade,quecontenha nome,filiaçãoefotografia: carteira de identidade expedida pelo (a) Ministério daDefesa, Marinhado Brasil, Exército Brasileiro,Aeronáutica, Secre-taria Estadual de Segurança Pública, Polícia Militar, Corpo de Bom-beiros Militar ou por órgãos fiscalizadores de exercício profissional(tais comoordens e conselhos);carteira funcional doMinistério Pú-blico;carteira funcionalexpedida porórgão públicoque, porleifederal, seja válida como identidade; Carteira Nacional de Habilitaçãocom fotografia; Passaporte Internacional e Carteira de Trabalho. Cer-tificado de Reservista, CAM ou CDI.§Seráexigida aapresentação dodocumento deiden-tificação original, não sendo aceitas cópias, ainda que autenticadas.Também não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros documen-tos (crachás, identidade funcional, título de eleitor, Carteira Nacionalde Habilitação sem fotografia, etc.) diferentes dos acima estabele-cidos. O documento deverá estar em perfeitas condições, de forma apermitir, com clareza, a identificação do candidato. Caso o candidatonão possua nenhumdos tipos de documentos citadosno art. 63,destasinstruções,deverá providenciaraobtençãodeum delesatéadatada realizaçãodo EI.Nãoserá aceito,em qualquerhipótese,boletim ouregistro de ocorrênciaem substituição aodocumento deidentificação..Art.15Domaterialpermitido noslocaisdeprovasedasrestrições de comunicação§ 1º Para a realização da prova, o candidato somente poderáutilizar o seguinte material: lápis (apenas para rascunho); borracha;régua; prancheta, sem qualquer tipo de inscrição e/ou equipamentoeletrônico; e caneta esferográfica de tinta preta. A utilização de canetaesferográfica de tinta azul será permitida, apenas, para a realização daprova discursiva de português (redação). O material não poderá con-ter qualquer tipo de equipamento eletrônico ou inscrição, exceto as decaracterização (marca, fabricante, modelo) e as de graduações (ré-gua).§ 2º O candidato poderá conduzir, até o local de prova, apósverificadas pelos membros da CAF, bebidas não alcoólicas para seremconsumidas durante a realização das provas.§osepermitido aocandidatoadentraro localdeprova portando armas, bolsas, mochilas, livros, impressos, anotações,cadernos, folhas avulsas de qualquer tipo e/ou anotações, bem comoqualquer outro item diferente do listado como autorizado. Também,não lhe será permitido portar aparelhos eletro-eletrônicos, tais comomáquinas fotográficas,calculadoras ou similares,"bips", telefonescelulares,walkman,aparelhos rádio-transmissores,palmtops,pagers,receptores de mensagens, relógios com calculadoras, gravadores,ipod, ipad, laptop ou qualquer tipo de material que não os autorizadosnestas instruções.§ 4ºA CAFpoderá vetar ouso derelógios ououtros ins-trumentos sobre os quais sejam levantadas dúvidas quanto a pos-sibilidades de recebimento de mensagens de qualquer natureza pelocandidato.§ 5º Não serão permitidos, durante a realização da prova:I-oempréstimode materialdequalquerpessoaparacan-didato, ou entre candidatos; eII - a comunicação entre candidatos.§ 6º É obrigatória autilização de caneta esferográfica detinta preta ou azul para o preenchimento da FR e para a realização daquestão discursiva de Português (redação).§Osencarregadosda aplicãodoEIo serespon-sabilizarão pela guarda de material do candidato, cabendo-lhe con-duzir apenas o que for permitido para o local de prova.Art. 16 Da aplicação da prova§1ºA aplicaçãoda provaserá conduzidapor ComissõesdeAplicação e Fiscalização, (CAF), constituídas de acordo com as Nor-mas para as Comissões de Exame Intelectual (NCEI), aprovadas pelaPortaria nº 045-DECEx,de 2010, alteradas pelaPortaria nº 095-DECEx, de 2011, e nomeadas pelos respectivos comandantes das GuExm.

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->