Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
100Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A INFLAÇÃO E SEUS INDICADORES

A INFLAÇÃO E SEUS INDICADORES

Ratings:

4.73

(11)
|Views: 23,098 |Likes:

More info:

Published by: Carlos Roberto Danker on Jan 14, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/10/2013

pdf

text

original

 
 
A INFLAÇÃO E SEUS INDICADORES
Carlos Roberto DankerProf.Natal Dolzan Júnior
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVIGestão/Administração de Empresas (EMD0731) – Matemática Financeira23/08/06
RESUMO
Inflação é o aumento persistente dos preços, crescimento anormal e contínuo dos meios de pagamento(moeda e crédito) em relação às necessidades de circulação dos bens de consumo. (FERREIRA, 1986)que envolve o conjunto da economia e do qual resulta uma contínua perda do poder aquisitivo damoeda. Medido com seus índices, temos vários tipos que citaremos a seguir.
Palavras-chave: Inflação; Índices; Economia.
INTRODUÇÃO
Veremos o real significado deste termo que é tão utilizado e supostamente conhecido.Tecnicamente podemos definir Inflação como sendo “Uma taxa de variação relativa dos preços”.Dentro deste contexto surge o termo indexação de uma determinada economia como forma de eliminar o efeito inflacionário do contexto econômico. Também veremos seus índices e medidores.
1 INFLAÇÃO
Inflação é o aumento persistente dos preços, que envolve o conjunto da economia e do qualresulta uma contínua perda do poder aquisitivo da moeda. Em sua forma extrema (hiperinflação), os preços aumentam tanto que as pessoas não procuram reter dinheiro, nem mesmo por poucos dias, dadaà rapidez com que diminui seu poder de compra. O caso mais grave de hiperinflação (um trilhão por cento entre agosto de 1922 e novembro de 1923) ocorreu na Alemanha, após a primeira guerra mundial.''Este quadro... é o da inflação gerando a própria inflação, e tendendo a perpetuar-se em patamares.'' (Simonsen, 1978, p. 85-86).
2 TIPOS DE INFLAÇÃO
 
Existem basicamente em uma economia, três tipos distintos de inflação. Na verdade,geralmente, um desses três tipos é mais preponderante em uma determinada economia, entretanto,dificilmente existirá somente um tipo de inflação na economia. Os tipos de inflação também mantêmcerta relação com a estrutura de mercado (oligopolista, monopolista, monopsonista, etc.) onde estejaocorrendo. Os tipos de inflação se classificam, portanto em:Julho de 1970 é também a data do prefácio ao livro
 Inflação: “Gradualismo x Tratamento deChoque”
(Simonsen, 1970), onde seu autor volta ao tema:''... a correção monetária atua como um realimentador automático de inflação.'' (p. 16; hásentença semelhante na p. 191)
2.1 Inflação de Demanda
A inflação de demanda é acarretada basicamente por certa defasagem entre a quantidadeofertada e a quantidade demandada, sendo esta última bem maior do que a primeira, causando dessaforma uma pressão nos preços em função de certo patamar de demanda reprimida. Dentro destecontexto a inflação da moeda estreitamente relacionada com a inflação de demanda, pois quando ogoverno pratica a emissão de moeda (aumentando a base monetária) cria na população, em curto prazo,a idéia do aumento do poder aquisitivo. Esse aumento, entretanto é bastante ilusório, pois a própriamoeda quando chega à economia, já está com valor menor do que aquele que esta deveria representar. No entanto essa "riqueza" inesperada poderá efetivamente pressionar determinados segmentos demercado que apresentam baixa elasticidade (baixa capacidade de absorver variações na demanda semrepassá-las para os preços dos produtos).Um outro efeito também negativo associado a essa questão de elasticidade, se refere ao fato doempresário não ter capacidade de repassar para o produto um certo aumento de custo (impostos por exemplo) pois o seu segmento de mercado se apresenta extremamente inelástico. Neste caso atendência no sentido de uma falência, infelizmente, é bastante forte.
2.2 Inflação de Custos
2
 
Este tipo de inflação se caracteriza basicamente por uma majoração exógena de determinadoscomponentes do produto, tais como matéria prima, salários, impostos, combustível, etc. Nestes casos ocomportamento da demanda não é um fator muito determinante do preço final das mercadorias.Geralmente a inflação de custos está bastante associada a estruturas de mercado oligopolizadas onde adisputa por segmentos de mercado não é feita através dos preços. Com uma significativa elevação doscustos de produção, os preços finais da mercadoria, consequentemente ficarão fixados num patamar mais elevado, independentemente do nível de demanda no segmento de mercado. Um ótimo exemplodeste tipo de inflação pode ser verificado no setor automobilístico, que é fortemente oligopolizado(formado por cartéis). Neste setor mesmo em períodos nos quais as vendas baixem significativamente,os preços não seguirão essa tendência.O que muitas empresas ou particularmente revendedoras fazem para sobreviver durantedeterminadas crises é promover certas ofertas ou promoções, entretanto sem baixar os preços, que sãoconseqüência direta dos custos de fabricação, montagem, distribuição e comercialização. Obviamente,mesmo neste tipo de mercado oligopolizado, a questão da elasticidade deve ser considerada. Todoempresário trabalha com certa margem de lucro ou como também é denominada
mark-up
. Esta margemde lucro pode representar nesses momentos de esfriamento do mercado uma importante "armaestratégica" para se manter no mercado. Dessa forma a elasticidade do empresário em absorver a criseem seu setor esbastante associada à sua capacidade de reduzir sua margem de lucro semcomprometer sua sobrevivência empresarial. Tanto a determinação do percentual da margem de lucrocomo o quanto e quando reduzir, não deve ser arbitrado empiricamente.
2.3 Inflação Estrutural
A inflação estrutural está estreitamente relacionada com a ineficiência de serviços fornecidos pela infra-estrutura de uma determinada economia. Essa ineficncia, obviamente elevadesnecessariamente os custos dos serviços prestados pelo governo, acarretando dessa maneira umamajoração dos custos de produção e em seguida o aumento dos preços das mercadorias no mercado.Fica claro perceber que se as estradas de um determinado país estão em péssimo estado deconservação, consequentemente os custos de transporte e distribuição ficarão mais elevados. Se os portos são ineficientes, as exportações acabarão ficando mais caras e o produto ficará poucocompetitivo no mercado internacional. Assim como esses exemplos, uma série de outros podem ser 3

Activity (100)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Tó Tesoura liked this
Leonardo Sampaio liked this
Ester Andrade liked this
adriasouza liked this
Renan Cardoso liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->