Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Águas Pluviais metodo de Cálculo do reservatório e conceitos para um bom aproveitamento

Águas Pluviais metodo de Cálculo do reservatório e conceitos para um bom aproveitamento

Ratings: (0)|Views: 8 |Likes:
Published by jocelino1986

More info:

Published by: jocelino1986 on Aug 02, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/11/2013

pdf

text

original

 
I
I
N
N
T
T
R
R
O
O
D
D
U
U
Ç
Ç
Ã
Ã
O
O
Com os recorrentes problemas de escassez devidoàs crescentes demandas e problemas de poluição dosmananciais, o desenvolvimento de medidas destinadasa promover o adequado uso da água, privilegiandousos mais nobres, aliadas à necessidade de estimulo aodesenvolvimento industrial no país, é um dos atuaisdesafios da gestão dos recursos hídricos existentes.O aproveitamento de águas pluviais é uma opçãoque pode se mostrar muito atrativa para a minimiza-ção dos efeitos da escassez de água nos grandes centrosurbanos e também dos custos, gerados pelo consumode água obtida a partir de fontes tradicionais, osquais incidem sobre o preço final dos produtos. Esta condição é relevante para o caso do uso de água ematividades industriais, uma vez que as industriaisapresentam condições que favorecem a implantaçãode sistemas para aproveitamento de águas pluviais,ou seja, processos com elevado consumo de água egrandes áreas de cobertura para captação.Ressalta-se que, em geral, as águas pluviais apresen-tam qualidade elevada, sendo esta muito influenciada pelas condições locais, como proximidade às rodovias,presença de vegetação arbórea e atividades industriais,entre outras, o que pode ser constatado nos trabalhosdesenvolvidos por May (2004) e Vivacqua (2005).
R
R
E
E
S
S
U
U
M
M
O
O
:
:
Com base em dados pluviométricos, área decobertura para captação e demanda de água, foi desenvol-vido um estudo detalhado para avaliação do potencial doaproveitamento de águas pluviais para utilização no processoprodutivo em uma indústria localizada na região do ABCDpaulista. Para tanto foram apresentadas opções para diferen-tes demandas e volumes de reservatórios, relacionando-oscom os custos de implantação. Este estudo resultou em umnovo critério para o dimensionamento de reservatórios para armazenagem de água pluvial para aproveitamento em em-preendimentos urbanos e sua utilização, uma vez que pelosmétodos tradicionais o conceito básico é o de regularizaçãode vazão, resultando em reservatórios de grandes dimensões.No método proposto é priorizado o máximo aproveitamentode água pluvial no período mais chuvoso, que vai de outubroa fevereiro, resultando em um maior potencial para a reduçãoda demanda de água de fontes tradicionais.
P
P
A
A
L
L
A
A
V
V
R
R
A
A
S
S
-
-
C
C
H
H
A
A
V
V
E
E
:
:
 
águas pluviais, reservatório dearmazenagem, aproveitamento.
A
A
B
B
S
S
T
T
R
R
A
A
C
C
T
T
:
:
 
is work presents a methodology forrainwater storage reservoir volume estimation for in-dustrial facilities. It considers the balance between daily water precipitation and industrial water demand, forobtaining maximum rainwater use according the reservoirvolume. is methodology was evaluated for an industrialfacility located in Sao Paulo Metropolitan Region. eresults obtained clearly demonstrated the feasibility of this method for rainwater storage reservoirs dimension-ing, as well as the way that this criteria could be used.e proposed methodology is quite different from thetraditional ones, which are used for the dimensioning of reservoirs focusing the system reliability. Instead totry regulating rainwater flow for use, it is prioritized themaximum use o rainwater when it is available, mainly in the raining weather. is approach results in smallerstorage reservoir, higher rainwater catchment potential,and in a low investment costs.
K
K
E
E
Y
Y
W
W
O
O
R
R
D
D
S
S
:
:
rainwater, storage reservoir, catchment.
Águas pluviais: método de cálculodo reservatório e conceitospara um aproveitamento adequado
J
J
o
o
s
s
é
é
 
C
C
a
a
r
r
l
l
o
o
s
s
 
M
M
i
i
e
e
r
r
z
z
w
w
a
a
I
I
v
v
a
a
n
n
i
i
l
l
d
d
o
o
 
H
H
e
e
s
s
p
p
a
a
n
n
h
h
o
o
l
l
 
M
M
a
a
u
u
r
r
í
í 
c
c
i
i
o
o
 
C
C
o
o
s
s
t
t
a
a
 
C
C
a
a
b
b
r
r
a
a
l
l
 
d
d
a
a
 
S
S
i
i
l
l
v
v
a
a
 
L
L
u
u
a
a
n
n
a
a
 
D
D
i
i
 
B
B
e
e
o
o
 
R
R
o
o
d
d
r
r
i
i
g
g
u
u
e
e
s
s
 
30
R
E
G
A
A
– Vol. 4, no. 1, p. 29-37, jan./jun. 2007
Esta condição é bastante favorável para incentivaro uso de águas pluviais como fonte alternativa deabastecimento para as indústrias.Para que seja possível viabilizar o aproveitamento deáguas pluviais pelas indústrias um dos maiores desafios éa definição do volume do reservatório de armazenagem. Atualmente, o dimensionamento desses reservatórios éfeito com a utilização de métodos de regularização devazão, tradicionalmente utilizados para o dimensiona-mento de reservatórios para abastecimento público ougeração de energia. Contudo, esta metodologia quandoaplicada às indústrias podem conduzir a resultados in-compatíveis com as necessidades e condições existentesno local, pois o objetivo principal não é desenvolveruma nova fonte de abastecimento com elevado nívelde confiabilidade, mas sim possibilitar a redução da demanda de outras fontes.Com base nas considerações apresentadas, foiestudado um método alternativo para a obtençãoda capacidade de reservatórios de armazenagem deágua pluvial em unidades industriais. Este métodoé baseado em balanço de vazões, no qual são anali-sadas diferentes demandas de água e dimensões dereservatórios de acordo com o índice pluviométricoe a área de captação disponível, através de simulaçõesdiárias. A demonstração é feita para o caso de uma indústria localizada na região do ABCD paulista,região metropolitana de São Paulo. Além do dimensionamento do reservatório dearmazenagem, o conceito do máximo uso da água pluvial na estação chuvosa é apresentado neste estu-do, demonstrando que é possível obter um maioraproveitamento desta fonte alternativa, com ganhosconsideráveis dos volumes acumulados.
M
M
E
E
T
T
O
O
D
D
O
O
L
L
O
O
G
G
I
I
A
A
Para cálculo do reservatório de acúmulo foiutilizada uma simulação de vazões de entrada e dedemandas diárias, de acordo com área de cobertura ecom índice pluviométrico da região estudada.O volume de precipitação diária, vazão de entrada,pode ser calculado com base na seguinte expressão:Vp = A.P/1000(1)Onde,Vp = Volume de precipitação interceptado (m³);P = Precipitação (mm); A = Área de captação (m²). A partir de uma planilha elaborada em aplicativocomputacional Excel
®
, da Microsoft, é estudado ovolume de água potencialmente aproveitado emfunção da capacidade do reservatório e da demanda de água, com base no balanço diário de vazões noreservatório, de acordo com a expressão 2.(2)onde:=variação do volume no reservatório de arma-zenagem com o tempo;Vp =volume de precipitação diário interceptado;C
e
=Coeficiente de aproveitamento da água inter-ceptada (adimensional);Demanda = Demanda de água exercida (m
3
).O coeficiente de aproveitamento de água inter-ceptada leva em consideração as perdas de água porabsorção, infiltração, espalhamento e descarte.Nesta planilha de cálculo são considerados doistipos de dados de entrada.I) Fixos:a. Área de cobertura (m²);b. Precipitação diária (mm);c. Coeficiente de aproveitamento da água inter-ceptada;d. Área para implantação do sistema (m²).II) Variáveis:a. Demanda (m³/dia) e;b. Volume do reservatório (m³).Uma vez estabelecidos os dados de entrada sãoobtidos os volumes de água potencialmente apro-veitados em função da capacidade do reservatório eda demanda a ser atendida.Pelo balanço de vazões é possível obter a varia-ção do volume de água no interior do reservatório,enquanto o volume coletado no ano é obtido pela soma das demandas atendidas pelo reservatório, ouseja, para a condição na qual o volume acumuladono reservatório é maior ou igual à demanda de água exercida.Com esta planilha também é possível estimar osdias em que haverá déficit de água, ou seja, o númerode dias no ano em que haverá necessidade de supri-mento de água pelas fontes tradicionais.Para viabilizar o aproveitamento da água pluvialé necessário ainda o descarte do que é chamado de
 
31
Mierzwa, J. C.; Hespanhol, I.; Silva. M. C. C. da; Rodrigues, L. Di B.
 
Á
Á 
g
u
a
s
 
p
l
u
v
i
a
i
s
:
 
m
é
é 
t
o
d
o
 
d
e
 
c
á
á 
l
c
u
l
o
 
d
o
 
r
e
s
e
r
v
a
t
ó
ó 
r
i
o
.
.
.
.
.
.
“primeira chuva”, ou “água de lavagem do telhado”,para a eliminação da maior carga de contaminantes.Para isso, o sistema deve ser munido de um reserva-tório auxiliar, com dreno de fundo, que terá a funçãode descartar essa água contaminada durante umperíodo de tempo pré-estabelecido, para o sistema de drenagem pluvial, impedindo que a mesma siga para o reservatório principal. Outra função para estereservatório é a de impedir que a água resultante deprecipitações abaixo de um valor limite seja condu-zida ao reservatório de armazenagem.Com base na equação 3, desenvolvida por especia-lista da Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica – FCTH (Souza, 2003), é possível dimensionar oreservatório de descarte.
»»¼º««¬ª¸¸ ¹ ·¨¨© § 
i Lhi LQhQQ A
**ln**2
2
aaaa
(3)Onde,t – tempo para que seja atingida a cota de transferência da água para o reservatório de armazenagem (s); A – Área superficial da caixa (m
2
);Q – Vazão de entrada do reservatório (m
3
/s), resul-tante da área de coleta e da intensidade de chuva admitida;h – Cota a partir da qual a água pluvial é transferida ao reservatório (m);L – Comprimento da tubulação de descarte (m);i – Inclinação da tubulação de descarte (m/m).
D
– coeficiente de correção hidráulicosendo,
 g  D
*2*1*4*
2
pa
(4)
 K  D L f  
*1
(5)onde,D – diâmetro da tubulação de saída do reservatóriode descarte;g – aceleração da gravidade e;C – coeficiente relacionado com aos fatores de atrito(f e K);f – fator de atrito da perda distribuída;L – comprimento da tubulação de descarte da caixa de sedimentação;K – fator de atrito da perda localizada; A figura 1, mostra uma representação esquemá-tica do sistema de aproveitamento de águas pluviaisproposto neste trabalho.
Reservatório deArmazenagem
Reservatóriode DescarteDescarteRede PluvialSistema deFiltraçãoProcessoTubulaçãode Descarte
F
F
I
I
G
G
U
U
R
R
A
A
 
1
1
.
.
R
R
e
e
p
p
r
r
e
e
s
s
e
e
n
n
t
t
a
a
-
-
ç
ç
ã
ã
o
o
 
e
e
s
s
q
q
u
u
e
e
-
-
m
m
á
á
t
t
i
i
c
c
a
a
 
d
d
o
o
 
s
s
i
i
s
s
t
t
e
e
m
m
a
a
 
d
d
e
e
 
a
a
p
p
r
r
o
o
v
v
e
e
i
i
t
t
a
a
m
m
e
e
n
n
-
-
t
t
o
o
 
d
d
e
e
 
á
á
g
g
u
u
a
a
s
s
 
p
p
l
l
u
u
v
v
i
i
a
a
i
i
s
s

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->