P. 1
Cnc

Cnc

Ratings: (0)|Views: 1,230 |Likes:
Published by mineirom7

More info:

Published by: mineirom7 on Aug 05, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/04/2013

pdf

text

original

 
Curso de Controle Numérico Computadorizado i
 
XXIII SEMANA DE ENGENHARIA MECÂNICA
 
 – unes – Ilha Solteira – 26 a 31/08/2002APRESENTAÇÃO
Este curso faz parte da programação da XXIII Semana da Engenharia Mecânica(SENGMEC-2002) da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, promovida pelo GrêmioEstudantil do Curso de Engenharia Mecânica e pelo Departamento de Engenharia Mecânica, como apoio do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, no período de 26 a 31 deagosto de 2002.O curso é destinado a alunos de graduação, de pós-graduação, de escolas técnicas, ex-alunos, técnicos e professores.Todo o material aqui impresso estará também disponível em um CD-ROM que conteráainda toda a programação do evento.Esperamos que este curso possa contribuir para a formação e/ou especialização de todosos participantes inscritos. Atenciosamente,
COMISSÃO ORGANIZADORA DA SENGMEC - 2002Carlos Alexandre Z. Vilchez
-
 
Grêmio Estudantil da Engenharia Mecânica (Presidente)
Ricardo Carvalhal
-
 
Grêmio Estudantil da Engenharia Mecânica (Vice-Presidente)
Alexandre Camargos Koguchi
-
Grêmio Estudantil da Engenharia Mecânica (1
o
Secretário)
Alessandro Tomio Takaki
-
Grêmio Estudantil da Engenharia Mecânica (2
o
Secretário)
Geraldo Vidotto Junior
-
Grêmio Estudantil da Engenharia Mecânica (1
o
Tesoureiro)
Claudio A. V. Barbosa
-
Grêmio Estudantil da Engenharia Mecânica
 
(2
o
Tesoureiro)
Rogério Erbereli
-
Grêmio Estudantil da Engenharia Mecânica
 
(Suplente)
 
Ricardo Alan Verdú Ramos
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Chefe)
Vicente Afonso Ventrella
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Vice-Chefe)
João Antonio Pereira
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Coord. PPGEM)
 
Amarildo Tabone Paschoalini
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Colaborador)
André Luiz Seixlack
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Colaborador)
Aparecido Carlos Gonçalves
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Colaborador)
Cássio Roberto Macedo Maia
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Colaborador)
Hidekasu Matsumoto
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Colaborador)
Ruís Camargo Tokimatsu
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Colaborador)
Elias Amaral dos Santos
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Webmaster)
Érika Renata B. Lomba
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Desenhista)
 
Sandra L. M. Pereira
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Secretária)
Alex Sander Borges
-
Departamento de Engenharia Mecânica (Aux. Administrativo)
 
Gilmar Pereira da Silva
-
Escola Técnica de Ilha Solteira (Estagiário)
 
Curso de Controle Numérico Computadorizado ii
 
XXIII SEMANA DE ENGENHARIA MECÂNICA
 
 – unes – Ilha Solteira – 26 a 31/08/2002ÍNDICE
1. UM BREVE HISTÓRICO DO DESENVOLVIMENTODAS MÁQUINAS-FERRAMENTAS DE CONTROLE NUMÉRICO 1
 
2. USINAGEM DOS METAIS 1
 
2.1. Velocidade de Corte (Vc) 2
 
2.2. Velocidade de Avanço (V
a
) 2
 
2.3. Profundidade de Corte (p) 3
 
3. FERRAMENTAS PARA USINAGEM DOS METAIS 3
 
4. ESTRUTURA DE PROGRAMAÇÃO CNC 5
 
5. ASPECTOS TECNOLÓGICOS DO TORNO CNC EMCO C5 8
 
6. PROGRAMAÇÃO NO TORNO CNC EMCO C5 9
 
6.1. Instruções Auxiliares da Máquina - Funções M 9
 
6.2. Instruções para Usinagem de Superfícies - Funções G 11
 
7. ASPECTOS TECNOLÓGICOS DA FRESADORA CNC EMCO F1 20
 
8. PROGRAMAÇÃO NA FRESADORA CNC EMCO F1 21
 
8.1. Instruções Auxiliares da Máquina - Funções M 21
 
8.2. Instruções para Usinagem de Superfícies - Funções G 21
 
9. PREPARAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS E USINAGEM NAS MÁQUINAS CNC EMCO 26
 
10. EXERCÍCIOS DE PROGRAMAÇÃO CNC - TORNEAMENTO 28
 
11. EXERCÍCIOS DE PROGRAMAÇÃO CNC FRESAMENTO 39
 
12. BIBLIOGRAFIA BÁSICA 49
 
 
Curso de Controle Numérico Computadorizado 1
 
XXIII SEMANA DE ENGENHARIA MECÂNICA
 
 – unes – Ilha Solteira – 26 a 31/08/2002
1. UM BREVE HISTÓRICO DO DESENVOLVIMENTO DAS MÁQUINAS-FERRAMENTAS DE CONTROLE NUMÉRICO
 A “Guerra Fria”, iniciada após o término da 2
ª
Guerra Mundial, significou uma nova corridaarmamentista entre 2 blocos políticos: o capitalista e o socialista. A necessidade crescente denovos armamentos, com elevados níveis de tecnologia, era evidente. Projetos deveriamrapidamente “sair do papel”, empregando-se processos de fabricação que proporcionassem cadavez mais maior produtividade, sem qualquer comprometimento da qualidade.No início da década de 1950 um convênio foi firmado entre a Força Aérea Norte-Americana(U.S.A.F.) e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (M.I.T.) para desenvolvimento de umanova máquina-ferramenta, capaz de fabricar rapidamente peças com geometria extremamentecomplexa. A equipe do Dr. John Pearson adaptou a uma fresadora convencional um complexosistema eletro-mecânico, que controlava a movimentação das ferramentas e peças na máquina.Esse sistema utilizava, basicamente, um grande número de relês, conectados por cabos. Estavasendo desenvolvida a primeira máquina de comando numérico.Pesquisas em eletrônica tornavam obsoletas as válvulas eletrônicas, que foramgradualmente sendo substituídas por transistores de estado sólido. Os transistores, por sua vez,foram sendo aprimorados e novos componentes, denominados circuitos integrados, que reuniamcentenas ou milhares de transistores em um espaço minúsculo foram lançados no mercado.Esses desenvolvimentos na eletrônica permitiu a miniaturização e o barateamento dos sistemaslógicos de computação, tornando viável a utilização do computador juntamente com os processosde usinagem dos metais, caracterizando a máquina de controle numérico computadorizado(CNC). A produção de máquinas-ferramenta de controle numérico computadorizado temregistrado um aumento significativo a partir de 1975. Indubitavelmente as razões para essaconstatação estão vinculadas ao desenvolvimento dos microprocessadores, que tornaram osistema menor e mais eficaz e com um custo 25 vezes menor do que em 1968. Estima-se que afabricação e instalação de máquinas com controle numérico computadorizado nas linhas deprodução aumente em 500% na década de 1990, se comparado ao período anterior. Atualmente as empresas investem maciçamente em tecnologia, procurando aumentar aprodutividade e qualidade dos produtos sem aumento nos custos de fabricação, condiçõesessenciais para a sua sobrevivência em uma economia em fase de globalização. Estastecnologias requerem pessoal altamente qualificado e treinado, revestindo de grande importânciaa formação profissional nas Escolas de Engenharia.
2. USINAGEM DOS METAIS
Na fabricação de peças e componentes metálicos podem ser realizadas operações emduas das mais importantes classes de trabalho mecânico:- usinagem;- conformação plástica;Entende-se como processos de usinagem operações que conferem à peça metálicaformas, dimensões e acabamento requisitados em projeto, através da retirada de material naforma de cavaco. Os processos de conformação plástica caracteriza-se por garantir formas,dimensões e acabamento através da deformação plástica do material, normalmente comreduzidas perdas de massa. Na verdade, grande parte dos componentes mecânicos produzidosatualmente utilizam operações combinadas de conformação plástica e usinagem dos metais.Entre os processos de usinagem destacam-se o torneamento e o fresamento, pela grandeimportância tecnológica e volume de produção. O torneamento é um processo de usinagemdestinado a obtenção de superfícies de revolução: cilíndricas, cônicas, esféricas e/ou curvilíneas,com a utilização de uma ou várias ferramentas de corte. Na máquina operatriz, denominada torno,a peça gira em relação a um eixo de rotação, enquanto as ferramentas montadas sobre o carroprincipal deslocam-se sobre um plano, que contém o eixo de rotação da peça bruta.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->