Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Psicologia Como Ciência Evolução Histórica

Psicologia Como Ciência Evolução Histórica

Ratings: (0)|Views: 1,331 |Likes:
Published by Luana Barbosa
Psicologia como ciência: evolução histórica
Psicologia como ciência: evolução histórica

More info:

Published by: Luana Barbosa on Aug 07, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/12/2014

pdf

text

original

 
 0
Unidade I:
Unidade: Psicologia ComoCiência: Evolução Histórica
 
 1
   U  n   i   d  a   d  e  :   P  s   i  c  o   l  o  g   i  a   C  o  m  o   C   i   ê  n  c   i  a  :   E  v  o   l  u  ç   ã  o   H   i  s   t   ó  r   i  c  a
 
Unidade: Psicologia Como Ciência: Evolução Histórica
 
Embora seja uma ciência recente, a psicologia é constituída de umahistória bastante extensa, uma vez que a investigação de aspectos pertinentesao homem, objeto de estudo desta ciência, dá-se de longa data. Assim, aoconsiderar a psicologia como uma ciência independente faz-se necessário,primeiramente, avaliar a história das práticas e dos conhecimentos produzidosa partir da busca de compreensão do homem e de suas relações entre si e como ambiente que o cerca.Um ponto a ser considerado nesse resgate histórico é o conhecimentofilosófico, uma vez que não se pode compreender a psicologia, sem a análisedas indagações filosóficas sobre o homem e o mundo. O desenvolvimento dopensamento filosófico, no que concerne ao entendimento do ser humano, comcontraposições entre os estudiosos, apontando maneiras diferentes deconceber e descrever o universo da existência humana, deve ser consideradona análise da evolução da psicologia enquanto ciência.Keller ressalta a importância do olhar atento ao pensamento filosófico nacompreensão da evolução da ciência psicológica ao afirmar:
Muito antes que a psicologia viesse a ser tratada como ciência experimental havia homens interessados nestes assuntos que hoje seriam chamados de psicológicos. A influência destes homens sobre as gerações posteriores foi bem grande e não é demais que se deva abordar a questão de definir a psicologia moderna pela menção de suas opiniões e descobertas. (KELLER, 1974, p. 3)
Os pensamen
tos acerca do que Keller chama de “
assuntos que hoje seriam chamados psicológicos 
” são encontrados na análise detalhada das
discussões tanto dos filósofos antigos, quanto dos contemporâneos.
Filósofos Antigos
São considerados filósofos antigos, os pensadores desde o período pré-socrático, mas trataremos nesse texto a partir do período socrático, uma vezque, conforme elucida Andery, Micheleto e Sério:
 
 2
   U  n   i   d  a   d  e  :   P  s   i  c  o   l  o  g   i  a   C  o  m  o   C   i   ê  n  c   i  a  :   E  v  o   l  u  ç   ã  o   H   i  s   t   ó  r   i  c  a
 
Sócrates, Platão e Aristóteles contrapunham-se aos pensadores jônicos 
1
 porque traziam para o centro de suas preocupações o homem, em lugar da natureza física dos jônicos, e porque viam este homem como capaz de produzir conhecimento por possuir uma alma 
 –
absolutamente diferenciada do corpo, mas essencial.
(ANDERY, MICHELETO e SÉRIO,1988, p. 63 e 64).E essa preocupação em entender o homem é que faz com que taispensadores sejam importantes para o desenvolvimento de uma psicologia na Antiguidade.
Sócrates
(469-399 a.C. aproximadamente) contribui para a psicologia aovoltar seu interesse ao homem, mais especificamente ao que esse homemabriga: sua alma. Sócrates propôs a distinção entre o conhecimento danatureza e o conhecimento do homem, valorizando a razão. Para Sócrates, sópor meio do pensamento é que se podia chegar ao conhecimento de si próprio.
Platão
(426-348 a.C. aproximadamente), discípulo de Sócrates, mantéma busca, do mestre, pelo conhecimento verdadeiro, busca a essência dascoisas, o conhecimento provindo da alma do homem.
“A coisa mais indispensável a um homem é
reconhecer o uso que 
deve fazer do seu próprio conhecimento.” 
PlatãoPlatão acreditava que o homem era formado por um corpo mortal, mastambém por uma alma que não morre e de onde provém todo conhecimento.Define o mundo das ideias e instaura a preocupação com a localização daalma no corpo do homem, estabelecendo esse lugar como sendo a cabeça.Para Platão, a medula era o componente de ligação da alma com o corpo.
Aristóteles
(384-322 a.C.), discípulo de Platão, é considerado overdadeiro pai da psicologia. Chegou a estudar as diferenças entre a razão,percepção e sensação. Diverge de seu mestre, Platão, ao postular que corpo ealma são elementos indissociáveis.
1
Povo helênico oriundo da antiga Jônia.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->