Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila Cálculo 1-1-1

Apostila Cálculo 1-1-1

Ratings: (0)|Views: 165 |Likes:
Published by Glaycon Cristiano

More info:

Published by: Glaycon Cristiano on Aug 12, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/28/2012

pdf

text

original

 
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁESCOLA POLITÉCNICACurso Engenharia Civil
ALUNO(A):___________________________________________________
Professor Gilmar Bornatto
 
CLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I
 
Cálculo Diferencial e Integral 
1
AULA 01
1 - FUNÇÕES
1.1 - Conceito matemático de função
Definição 1: 
Domínio da função é o conjunto de todos os valores dados para a variávelindependente.
Definição 2: 
Imagem da função é o conjunto de todos os valores correspondentes da variáveldependente.Como, em geral, trabalhamos com funções numéricas, o domínio e a imagem são conjuntosnuméricos, e podemos definir com mais rigor o que é uma função matemática utilizando alinguagem da teoria dos conjuntos.Para isso, temos que definir antes o que é um produto cartesiano e uma relação entre doisconjuntos.
Definição 3: 
Produto cartesiano:
Dados dois conjuntos não vazios
 A
e
 B
, denomina-se produtocartesiano (indica-se:
 A
×
 B
) de
 A
por
 B
o conjunto formado pelos pares ordenados nos quais oprimeiro elemento pertence a
 A
e o segundo pertence a
 B
.
(Eq.1)
 
 A
×
 B
=
{(
 x
,
y
)/
 x
A
e
 y
 B
}.
Definição 4: 
Relação:
Dados dois conjuntos
 A
e
 B
, dá-se o nome de relação
de
 A
em
 B
aqualquer subconjunto de
 A
×
 B
.
(Eq.2)
 
é relação de
 A
em
 B
 
 
A
×
 B
.
Exemplo:
Sejam os conjuntos
 A
=
{0,1,2,3},
 B
=
{0,2,4,6,8,10} e a relação
de
 A
em
 B
, tal que
 y
=
2
 x
,
 x
A
e
 y
 B
. Escrever os elementos dessa relação
.
 
Como
 x
A
:
 x
=
0
 
 y
=
0
(0,0)
A
×
 B
;
 x
=
1
 
 y
=
2
(1,2)
A
×
 B
;
 x
=
2
 
 y
=
4
(2,4)
A
×
 B
;
 x
=
3
 
 y
=
6
(3,6)
A
×
 B
.Então,
=
{(0,0), (1,2), (2,4), (3,6)}.
3210123456
 y x
78910
 
[Fig.1]: Representação da relação por diagrama. [Fig.2]: Representação da relação por sistema cartesiano.
00
 AB
123246810
 r
 
Cálculo Diferencial e Integral 
2
Obs.:
Podemos observar que, numa relação
de
 A
em
 B
, o conjunto
é formado pelos pares(
 x
,
y
) em que o elemento
 x
A
é associado ao elemento
 y
 B
mediante uma lei de associação(no caso,
 y
=
2
 x
).
1.2 - Definição de função
Definição 5: 
Sejam
 A
e
 B
dois conjuntos não vazios e
 f 
uma relação de
 A
em
 B
. Essarelação
 f 
é uma função de
 A
em
 B
quando a cada elemento
 x
do conjunto
 A
está associadoum e apenas um elemento
 y
do conjunto
 B
.Nos exercícios a seguir, verifique se as relações representam função de
 A
em
 B
. Juntifique suaresposta e apresente o diagrama da relação.
Exemplos:
1)
Dados os conjuntos
 A
=
{0,5,15} e
 B
=
{0,5,10,15,20,25}, seja a relação de
 A
em
 B
expressapela fórmula
 y
=
 x
+
5, com
 x
A
e
 y
 B
.
00
 AB
515510152025
 
 x
=
0
 
 y
=
5
(0,5)
A
×
 B
;
 x
=
5
 
 y
=
10
(5,10)
A
×
 B
;
 x
=
15
 
 y
=
20
(15,20)
A
×
 B
.
 
Todos os elementos de
 A
estão associados a elementos de
 B
.
 
A cada elemento de
 A
está associado um único elemento de
 B
.Neste caso, a relação de
 A
em
 B
expressa pela fórmula
 y
=
x
+
5 é uma função de
 A
em
 B
.
2)
Dados os conjuntos
 A
=
{
2,0,2,5} e
 B
=
{0,2,5,10,20}, seja a relação de
 A
em
 B
expressapela fórmula
 y
=
 x
, com
 x
A
e
 y
 B
.
0
 
 AB
250251020-2
 
 x
=
0
 
 y
=
0
(0,0)
A
×
 B
;
 x
=
2
 
 y
=
2
(2,2)
A
×
 B
;
 x
=
5
 
 y
=
5
(5,5)
A
×
 B
.
 
O elemento
2 de
 A
não está associado a nenhum elemento de
 B
.Neste caso, a relação de
 A
em
 B
não é uma função de
 A
em
 B
.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->