Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
H. P. Lovecraft - O Terrivel Velho

H. P. Lovecraft - O Terrivel Velho

Ratings: (0)|Views: 11|Likes:
Published by Oeric

More info:

Published by: Oeric on Aug 22, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/04/2014

pdf

text

original

 
BBiibblliiootteeccaa  V  V iirrttuuaallbbooooss
 
OOTTeerrrrí í vveell VVeellhhoo 
HH..PP.. LLoovveerrccrraafftt 
 
 2
********************************
 
Edição especial para distribuição gratuita pela Internet,através da Virtualbooks.
A VirtualBooks gostaria de receber suas críticas e sugestões sobresuas edições. Sua opinião é muito importante para o aprimoramentode nossas edições:
Vbooks02@terra.com.br
Estamos à espera doseu e-mail.
Sobre os Direitos Autorais:
Fazemos o possível para certificarmo-nos de que os materiaispresentes no acervo são de domínio público (70 anos após a mortedo autor) ou de autoria do titular. Caso contrário, só publicamosmaterial após a obtenção de autorização dos proprietários dosdireitos autorais. Se alguém suspeitar que algum material do acervonão obedeça a uma destas duas condições, pedimos: por favor,avise-nos pelo e-mail:
 
vbooks03@terra.com.br para que possamosprovidenciar a regularização ou a retirada imediata do material dosite.
www.virtualbooks.com.br
Copyright© 2000/2003 Virtualbooks
 Virtual Books Online M&M Editores Ltda.Rua Benedito Valadares, 429 – centro35660-000 Pará de Minas - MG
Todos os direitos reservados. All rights reserved.
****************************** 
 
 3
OOTTeerrrrí í vveellVVeellhhoo 
Era intenção de Angelo Ricci, Joe Czanek e Manuel Silvafazerem uma visita ao Velho Ruim. Esse ancião morava sozinhoem uma casa antiquíssima na Rua d’Água, perto do mar, etinha a reputação de ser ao mesmo tempo muito rico e muitofrágil. Tratava-se de uma combinação de qualidades muitoatraentes para homens da profissão dos senhores Ricci, Czaneke Silva, que ganhavam a vida praticando aquela atividade queo tempo dignificou: o roubo.Os habitantes de Kingsport diziam e pensavam muitascoisas sobre o Velho Ruim que, em geral, o mantiam a salvodas atenções de cavalheiros como o Sr. Ricci e seuscompanheiros, apesar do fato quase certo de que ele ocultavauma fortuna de grandeza indefinida em algum local de suamorada bolorenta e venerável. Com efeito, era pessoaestranhíssima, de quem se acreditava ter sido no passadocapitão de clípere das Índias Orientais; era tão velho queninguém se lembrava do tempo em que era jovem, e tãotaciturno que poucos conheciam seu verdadeiro nome. Entre asárvores retorcidas do pátio fronteiro de sua vetusta edesleixada vivenda, ele conservava uma estranha coleção degrandes pedras, agrupadas de maneira esquisita e pintadas demodo a se assemelharem aos ídolos de um obscuro templooriental. Essa coleção afugentava, amedrontados, a maioriados meninos que gostavam de implicar com o Velho Ruim porcausa de seus cabelos e de sua barba branca, ou de quebrar as janelas de pequenas vidraças de sua casa com perversospetardos. No entanto, haviam outras coisas que assustavam aspessoas mais velhas e mais curiosas que às vezes seesgueiravam até a casa para olhar pelas vidraças empoeiradas.Diziam essas pessoas que sobre uma mesa no andar térreoviam-se várias garrafas singulares, cada uma delas tendo emseu interior um pedacinho de chumbo suspenso por um fio, àguida de pêndulo. E diziam que o Velho Ruim conversava com

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->