Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Eu Ensinei Os Meus Profetas

Eu Ensinei Os Meus Profetas

Ratings: (0)|Views: 15 |Likes:
Do livro “Imitação de Cristo”
(Lib. 3, Cap. 3)
Eu ensinei os meus profetas

Ouve, filho, minhas palavras suavíssimas, que superam toda a ciência dos filósofos e sábios deste mundo. Minhas palavras são espírito e vida (cf. Jo 6,63), não ponderáveis por humanas inteligências.
Não devem ser puxadas para a vã complacência, mas escutadas em silêncio, acolhidas com total humildade e afeição íntima.
Eu disse: Feliz a quem instruis, Senhor, e lhe ensinas tua lei para que o alivies nos dias maus (Sl 93,12-13) e para que não se sinta abandonado na terra.
Eu, diz o Senhor, ensinei no início aos profetas e até hoje não cesso de falar a todos. Porém muitos, à minha voz, são surdos e endurecidos.
Muitos se comprazem em atender ao mundo mais que a Deus; com maior facilidade seguem os apetites de sua carne do que a vontade de Deus.
O mundo promete coisas temporárias e pequeninas e é servido com imensas cobiças. Eu prometo bens sublimes e eternos e se entorpecem os corações dos mortais.
Quem me serve e obedece com tanto empenho em todas as coisas, quanto se serve ao mundo e aos seus senhores?
Cora de vergonha, servo preguiçoso e descontente, porque aqueles estão mais prontos para se perderem do que tu para viveres.
Mais se alegram aqueles com a vaidade do que tu com a verdade.
E, no entanto, por vezes se frustra sua esperança,ao passo que jamais falha a alguém minha promessa, nem sai de mãos vazias quem em mim confia.
O que prometi, darei; o que falei, cumprirei.
Sou eu o remunerador dos bons e inabalável acolhedor de todos os fiéis.
Escreve minhas palavras em teu coração e rumina-as com cuidado; serão muito necessárias no tempo da tentação.
O que não entendes ao ler, entenderás quando te visitar.
Costumo visitar de dois modos meus eleitos: pela tentação e pela consolação.
E lhes leio diariamente duas lições: uma, argüindo seus vícios; outra, exortando a progredir na virtude.
Quem tem minhas palavras e delas faz pouco caso, terá quem o julgue no último dia (cf. Jo 12,48).

Responsório
Cf. Pr 23,26; 1,9; 5,1
R. Meu filho, entrega a mim teu coração
e teus olhos observem meus caminhos,
* Porque isto servirá para o teu bem.
V. Meu filho, ouve bem os meus conselhos
e escuta este homem experiente.
* Porque isto servirá para o teu bem.

Oração

Deus do universo, fonte de todo bem, derramai em nossos corações o vosso amor e estreitai os laços que nos unem convosco para alimentar em nós o que é bom e guardar com solicitude o que nos destes. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Do livro “Imitação de Cristo”
(Lib. 3, Cap. 3)
Eu ensinei os meus profetas

Ouve, filho, minhas palavras suavíssimas, que superam toda a ciência dos filósofos e sábios deste mundo. Minhas palavras são espírito e vida (cf. Jo 6,63), não ponderáveis por humanas inteligências.
Não devem ser puxadas para a vã complacência, mas escutadas em silêncio, acolhidas com total humildade e afeição íntima.
Eu disse: Feliz a quem instruis, Senhor, e lhe ensinas tua lei para que o alivies nos dias maus (Sl 93,12-13) e para que não se sinta abandonado na terra.
Eu, diz o Senhor, ensinei no início aos profetas e até hoje não cesso de falar a todos. Porém muitos, à minha voz, são surdos e endurecidos.
Muitos se comprazem em atender ao mundo mais que a Deus; com maior facilidade seguem os apetites de sua carne do que a vontade de Deus.
O mundo promete coisas temporárias e pequeninas e é servido com imensas cobiças. Eu prometo bens sublimes e eternos e se entorpecem os corações dos mortais.
Quem me serve e obedece com tanto empenho em todas as coisas, quanto se serve ao mundo e aos seus senhores?
Cora de vergonha, servo preguiçoso e descontente, porque aqueles estão mais prontos para se perderem do que tu para viveres.
Mais se alegram aqueles com a vaidade do que tu com a verdade.
E, no entanto, por vezes se frustra sua esperança,ao passo que jamais falha a alguém minha promessa, nem sai de mãos vazias quem em mim confia.
O que prometi, darei; o que falei, cumprirei.
Sou eu o remunerador dos bons e inabalável acolhedor de todos os fiéis.
Escreve minhas palavras em teu coração e rumina-as com cuidado; serão muito necessárias no tempo da tentação.
O que não entendes ao ler, entenderás quando te visitar.
Costumo visitar de dois modos meus eleitos: pela tentação e pela consolação.
E lhes leio diariamente duas lições: uma, argüindo seus vícios; outra, exortando a progredir na virtude.
Quem tem minhas palavras e delas faz pouco caso, terá quem o julgue no último dia (cf. Jo 12,48).

Responsório
Cf. Pr 23,26; 1,9; 5,1
R. Meu filho, entrega a mim teu coração
e teus olhos observem meus caminhos,
* Porque isto servirá para o teu bem.
V. Meu filho, ouve bem os meus conselhos
e escuta este homem experiente.
* Porque isto servirá para o teu bem.

Oração

Deus do universo, fonte de todo bem, derramai em nossos corações o vosso amor e estreitai os laços que nos unem convosco para alimentar em nós o que é bom e guardar com solicitude o que nos destes. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

More info:

Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as ODT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/04/2012

pdf

text

original

 
22ª Semana do Advento – Segunda-feira
Segunda Leitura
Do livro “Imitação de Cristo”(
 Lib. 3, Cap. 3
)
 Eu ensinei os meus profetas
Ouve, filho, minhas palavras suavíssimas, que superam toda aciência dos filósofos e sábios deste mundo.
 Minhas palavras sãoesrito e vida
 (cf. Jo 6,
63
), o ponderáveis por humanasinteligências. Não devem ser puxadas para a complacência, masescutadas em silêncio, acolhidas com total humildade e afeiçãoíntima.Eu disse:
 Feliz a quem instruis, Senhor, e lhe ensinas tua lei para que o alivies nos dias maus
 (Sl 93,
12-13
)e para que não sesinta abandonado na terra.Eu, diz o Senhor, ensinei no início aos profetas e até hoje nãocesso de falar a todos. Porém muitos, à minha voz, são surdos eendurecidos.Muitos se comprazem em atender ao mundo mais que aDeus; com maior facilidade seguem os apetites de sua carne doque a vontade de Deus.O mundo promete coisas temporárias e pequeninas e éservido com imensas cobiças. Eu prometo bens sublimes eeternos e se entorpecem os corações dos mortais.Quem me serve e obedece com tanto empenho em todas ascoisas, quanto se serve ao mundo e aos seus senhores?Cora de vergonha, servo preguiçoso e descontente, porqueaqueles estão mais prontos para se perderem do que tu paraviveres.Mais se alegram aqueles com a vaidade do que tu com averdade.E, no entanto, por vezes se frustra sua esperança,ao passo que jamais falha a alguém minha promessa, nem sai de mãos vaziasquem em mim confia.O que prometi, darei; o que falei, cumprirei.(Séc. XV)

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->