Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
05126_10_Decisao_kmontenegro_PPL-TC.pdf

05126_10_Decisao_kmontenegro_PPL-TC.pdf

Ratings: (0)|Views: 1|Likes:

More info:

Published by: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba on Sep 04, 2012
Copyright:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/02/2013

pdf

text

original

 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 05126/10
 
1/11
Origem: Prefeitura Municipal de PaulistaNatureza: Prestação de Contas – exercício de 2009Responsável: Severino Pereira DantasRelator: Conselheiro André Carlo Torres Pontes
PRESTAÇÃO DE CONTAS
 
DE
 
PREFEITO
. Municípiode Paulista. Exercício de 2009. Competência para apreciar ascontas de governo, prevista na CF, art. 71, inciso I, e naLOTCE/PB, art. 1º, inciso IV. Falhas não atrativas dereprovação das contas. Parecer favorável à aprovação.
PARECER PPL – TC 00149/12RELATÓRIO
1.
 
O presente processo trata da prestação de contas anual do Senhor
SEVERINO PEREIRADANTAS
, na qualidade de
Prefeito do Município de Paulista
, relativa ao exercício de 2009.2.
 
A matéria foi analisada pelo Órgão de Instrução deste Tribunal, lavrando-se o relatório de fls.112/126, com as colocações e observações a seguir resumidas:2.01.
 
Apresentação da prestação de contas
no prazo legal, em conformidade com aResolução RN - TC-99/97;2.02.
 
A
lei orçamentária anual
estimou a receita e fixou a despesa em R$ 15.050.000,00, eautorizou a abertura de créditos adicionais suplementares no montante de R$12.040.000,00, correspondendo a 80% da despesa fixada;2.03.
 
A receita arrecada no exercício totalizou R$ 10.646.889,72, já deduzido o montantereferente à contribuição ao FUNDEB, sendo R$ 10.496.889,72 em receitas correntes eR$ 150.000,00 em receitas de capital;2.04.
 
A
despesa executada
totalizou R$ 10.841.462,76, sendo R$ 10.258.889,07 em despesascorrentes e R$ 582.573,69 em despesas de capital;2.05.
 
Créditos adicionais
abertos e utilizados com autorização legislativa e com fontes derecursos suficientes para a cobertura;
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 05126/10
 
2/11
2.06.
 
Repasse ao Poder Legislativo
no montante de R$ 572.771,52, representando 8,00% dareceita tributária do exercício anterior;2.07.
 
DESPESAS CONDICIONADAS
:2.07.1.
 
Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (MDE):
aplicação do montante deR$ 1.912.406,60, correspondendo a
27,21%
das receitas de impostos maistransferências, que totalizaram R$ 7.029.526,06;2.07.2.
 
Ações e Serviços Públicos de Saúde (SAÚDE)
: aplicação do montante de R$1.244.139,26, correspondendo a
17,7%
das receitas de impostos maistransferências;2.07.3.
 
PESSOAL:
gastos com pessoal o montante de
R$ 5.135.126,94
, sendo R$5.016.880,37 e R$ 118.246,57 da administração direta e indireta,respectivamente, correspondendo a
48,64%
da receita corrente líquida (RCL),que totalizou no exercício o valor de R$ 10.556.659,59;2.07.4.
 
FUNDEB:
aplicação no montante de R$ 1.496.709,86 correspondendo a
62,08%
dos recursos do FUNDEB (R$ 2.410.912,80) na remuneração domagistério;2.08.
 
Os gastos com obras e serviços de engenharia, no total de
R$ 400.836,59
,corresponderam a
3,7%
da DOTG, totalmente pagos no exercício;2.09.
 
Normalidade no pagamento dos subsídios do Prefeito e do Vice-Prefeito (R$108.000,00 e R$ 54.000,00, respectivamente);2.10.
 
Foi realizada diligência in loco no período de 17/10/11 a 21/10/11;2.11.
 
Quanto à gestão fiscal,
foi observado o
NÃO ATENDIMENTO
às disposições daLRF, haja vista a falta de manutenção do equilíbrio entre receitas e despesas;2.12.
 
Quanto aos demais aspectos examinados, foram identificadas
irregularidades
,conforme descrição a seguir: os balanços consolidados estão incompatíveis com osdados encaminhados ao sistema SAGRES; realização de despesas sem o devidoprocesso licitatório; balancetes encaminhados à Câmara Municipal fora dos prazoslegais e com ausência de documentação obrigatória (Denúncia); não empenhamento deobrigações patronais; e despesas elevadas com contratação de pessoal;
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 05126/10
 
3/11
2.13.
 
A d. Auditoria ainda fez as seguintes recomendações: realizar tombamento dos bensmóveis de forma adequada; observar a legislação quanto à cobrança de IPTU; eproceder a reavaliação da frota de veículos municipal, ante o elevado custo com peças;3.
 
Intimada, a autoridade responsável apresentou defesa às fls. 131/138 e 1283/1290, acrescida decomplementação de fls. 2437/2594, sendo analisadas pela Auditoria em seu relatório às fls.2596/2601, concluindo pela permanência das seguintes irregularidades:3.01.
 
Ausência de manutenção do equilíbrio entre receitas e despesas;3.02.
 
Balanços consolidados apresentados a este Tribunal incompatíveis com os dadosencaminhados ao sistema SAGRES e os balanços informados no TRAMITA;3.03.
 
Despesas realizadas sem os devidos procedimentos licitatórios, no valor de ao total deR$ 263.216,14, equivalendo a 2,43% da despesa total;3.04.
 
Os balancetes não estão sendo encaminhados no prazo estabelecido na Resolução RN -TC 007/2009, bem como não estão acompanhados de cópias dos extratos bancários(Denúncia);3.05.
 
Não empenhamento das obrigações patronais repassadas ao INPEP, na modalidade 91,em desacordo com as Portarias STN nº 338/06 e 688/05;3.06.
 
Despesas elevadas com contratados no exercício de 2009 (R$ 1.819.762,90), querepresentam 37,5% da despesa total com pessoal;3.07.
 
A Unidade Técnica reiterou as recomendações;4.
 
Os autos foram encaminhados ao exame do
Ministério Público junto ao Tribunal
de onderetornaram com o Parecer de fls. 2605/2611, da lavra do Procurador Dr. Marcílio ToscanoFranca Filho, no qual opinou pela:4.01.
 
Emissão de parecer contrário à aprovação
das contas anuais de responsabilidade doSr.
Severino Pereira Dantas
, Prefeito Municipal de Paulista, relativas ao exercício de2009;4.02.
 
Declaração de
atendimento parcial
às exigências da LRF;4.03.
 
Aplicação de multa
ao Sr. Severino Pereira Dantas, Prefeito de Paulista, com fulcro noart. 56 da LOTCE;

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->