Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
68Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
3 - 11 escandalos para conquistar o coração de um duque

3 - 11 escandalos para conquistar o coração de um duque

Ratings: (0)|Views: 2,625 |Likes:
Published by Sara Tavares
3º Livro da Série Love by numbers... Traduzi (mecanicamente), mas não revisei... Pra quem não conseguir esperar... Estou amando...
3º Livro da Série Love by numbers... Traduzi (mecanicamente), mas não revisei... Pra quem não conseguir esperar... Estou amando...

More info:

Published by: Sara Tavares on Sep 06, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/16/2013

pdf

text

original

 
Onze Escândalos para ganhar o coração de um duque 
3º - Love by Numbers - MacLean Ela vive para a paixão Ousada, impulsiva e um ímã para o problema, Juliana Fiori era senhora nada mais simplista Inglesa. Ele se recusa a viver de acordo com as regras da sociedade, fala o que pensa, não se importa de obter aprovação de ninguém e pode dar um soco com uma precisão notável. Sua natureza escandalosa torna o objeto preferido de todas as fofoqueiras londrinas ... e apenas o tipo de mulher que o Duque de desdém quer manter bem longe dele.Para ele, a reputação é tudo... A última coisa que Simon Pearson quer em sua vida ordenada é um escândalo. O Duque de desdém é muito focado em manter seu título livre de toda a mancha e seus segredos seguros. Mas quando ele descobre que Juliana está se escondendo em seu carro tarde da noite na parte da manhã,colocando em risco tudo o que ele valoriza, jura para ensinar a beleza imprudente uma lição de decoro. Mas ela tem outros planos: quer duas semanas para provar que mesmo o duquimperturbável não vive sem paixão.
 
Capítulo 1
As árvores são apenas um disfarce para o escândalo.
 
Senhoras elegantes ficar em casa à
noite.
 
-Um Tratado sobre o melhor de senhoras 
 
Nós ouvimos que as folhas não são as únicas coisas que caem nos jardins ...
 
-A Folha de Escândalo, outubro 1823 
 Em retrospecto, havia quatro ações Srta Juliana Fiori deveria ter apresentadonaquela noite.Primeiro, eu provavelmente deveria ter ignorado o desejo de deixar o partido desua queda irmã em favor dos jardins menos pegajosos, mais aromático e muitomenos iluminado de Ralston House.Em segundo lugar, provavelmente deve ter hesitado quando esse mesmo impulsoempurrou para caminhos mais escuros que marcaram o exterior da casa de seuirmão. Terceiro, e quase certamente deveria ter retornado para a casa no momento emque Senhor Grabeham encontrado, na parte de trás de seus braços, meio caindo,e dizendo coisas totalmente deselegante.Mas definitivamente não deveria ter batido.o importa que ele tinha atraído para ele e sua respiração quente exaladocarregado com uísque nela, ou frio e úmido seus lábios tinham desajeitadamenteencontrou seu caminho para o grande arco de seu pescoço, e ele sugeriu quegostaria de Como sua mãe.
Senhoras não bater nas pessoas.
Pelo menos, as senhoras inglesas não o fez.Ela observou que o não-tão-muito cavalheiro uivou e tirou um lenço no bolso,para cobrir o nariz e limpar a mancha que inundou sua imaculada camisa brancaescarlate.Ele ficou congelado, distraidamente balançando a dor da sua mão, e sentindo-secomo terror consumia.Isso estava prestes a acontecer. Era impossível não se tornar um -
 problema 
-.Não importa o quanto ele merecia esse cavalheiro.O que eu deveria ter feito? Permitir assalto enquanto esperava por um salvadorapareceu por entre as árvores? Eu tinha certeza de que qualquer homem nos jardins naquele momento seria menos um salvador e mais do mesmo.Mas isso seria o mais adequado da fofoca.
Ela nunca seria um deles 
 Juliana olhou para o dossel escuro de árvores. O farfalhar das folhas de umaaltura boa apenas momentos antes havia prometido uma pausa do desagrado dopartido.Agora, o som que ela estava zombando sussurros ecoam dentro dos salões debaile de Londres.-Você me bateu -! O homem gordo estava gritando muito alto, nasal e indignado.Sua latejante mão e empurrou uma mecha de cabelo para trás de seu rosto.
 
-Venha para mim de novo, e obter mais do mesmo -. Ela disseSeus olhos nunca a deixou quando ele limpou o sangue de seu nariz. A raiva nosolhos dele era inconfundível.Ele sabia que a raiva. Eu sabia o que aquilo significava.Foi se preparou para o que estava por vir.No entanto, picado.-Você vai se arrepender -. Ele deu um passo ameaçador em sua direção. Eu vouter que pensar a todos que eu estou implorando. Aqui nos jardins de seu irmão,como a raposa que é. -A dor começou no seu templo. Ele deu um passo para trás, sacudindo a cabeça. -Não, - disse ela, de volta ao sotaque italiano em que tinha trabalhado tão difícil dedomar. -Eles não vão acreditar em você. -As palavras soaram ocas mesmo para ela.
É claro que eu acredito nele.
Ele leu o pensamento deu uma risada e com raiva. -Você não pode imaginar quevoacreditaria. Mal letimo. Tolerada apenas porque seu iro é ummarquês. Você não acreditaria que eles teriam que acreditar em si mesmo. Você é,afinal, a filha de sua mãe. -
A filha de sua mãe.
As palavras eram um golpe do qual ele nunca poderia escapar. Não importa oquanto eu tentasse.Ela ergueu o queixo, em quadratura com os ombros. -Não acredito em você ", elarepetiu, esperando que a voz dele era estável, porque eles não vão acreditar que eupoderia ter desejado você,
 porco 
* - * (carne de porco)Ele teve um momento de tradução do italiano para o Inglês, para entender oinsulto. Mas quando o fez, o porco palavra pendurada entre eles em ambas aslínguas, Grabeham veio para ela, agarrando-a com a mão e os dedos de carne,como salsichas.Ele era menor que ela, mas superada pela força bruta. Ele agarrou seu pulso,dedos entram profundamente, com a promessa implícita de que haveriahematomas, e Juliana tentou esquivar-se de seu aperto, torcida e queimar apele. Ela vaiou de dor e agiu instintivamente, agradecendo o seu criador, quetinha aprendido a lutar uns contra os Meninos Ribiera Veronese.Ele trouxe seu joelho perigosamente, e contatou precisa violentamente contra suavirilha.Grabeham uivou, soltando seu controle apenas o suficiente para ela escapar. Juliana e fez a única coisa que eu conseguia pensar.
Ela correu.
Ao levantar as saias de seu vestido verde brilhante, através dos jardins, longe daluz que vem do salão enorme saber para ser visto correndo no escuro teria sidotão ruim quanto ser preso pela Grabeham odioso ... que tinha recuperado a umritmo alarmante. Ela ouviu-o ats dela sem jeito passar por uma sebeparticularmente espinhosa, ofegante respiração entrecortada com grande.O som picado e entrou pela porta lateral do jardim para os carros que beiravaRalston House, onde uma coleção de carrinhos de espera em uma longa linha desenhores e senhoras que afirmavam casa transporte. Ela pisou em algo afiado etropeçou e caiu no chão, e que está sendo marcado na palma de suas mãos,enquanto tentava endireitar. Ele amaldiçoou a sua decisão de tirar as luvas queele tinha usado no interior do salão, enjoativo ou não a criança teria evitadoalgumas gotas de sangue naquela noite. A porta de ferro se fechou atrás dela, ehesitou uma fração de segundo para se certificar de que o barulho não teria

Activity (68)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Jorge Mello liked this
Jorge Mello liked this
Jorge Mello liked this
Juh Calisto liked this
Juh Calisto liked this
Jorge Mello liked this
Jorge Mello liked this
Ligia Novack liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->