Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila de Noções de Direito Administrativo para Técnico Administrativo da ANATEL

Apostila de Noções de Direito Administrativo para Técnico Administrativo da ANATEL

Ratings: (0)|Views: 315 |Likes:
Published by Achei Concursos
Apostila de Noções de Direito Administrativo para Técnico Administrativo da ANATEL, contendo:

1. Organização administrativa: noções gerais, princípios;
2. Administração direta e indireta, centralizada e descentralizada;
3. Ato administrativo: conceito, requisitos, atributos, classificação e espécies;
4. Agentes públicos: espécies e classificação, cargo, emprego e função públicos;
5. Poderes administrativos: poderes hierárquico, disciplinar, regulamentar e de polícia; uso e abuso do poder;
6. Licitação: princípios, dispensa e inexigibilidade; modalidades;
7. Controle e responsabilização da administração: controles administrativo, judicial e legislativo; responsabilidade civil do Estado;
8. Lei n.º 8.112/1990 (regime jurídico dos servidores públicos civis da União): títulos II, III e IX.

> Teoria Completa;
> Legislação Comentada;
> 230 questões de concursos anteriores;
> 216 questões comentadas.
Apostila de Noções de Direito Administrativo para Técnico Administrativo da ANATEL, contendo:

1. Organização administrativa: noções gerais, princípios;
2. Administração direta e indireta, centralizada e descentralizada;
3. Ato administrativo: conceito, requisitos, atributos, classificação e espécies;
4. Agentes públicos: espécies e classificação, cargo, emprego e função públicos;
5. Poderes administrativos: poderes hierárquico, disciplinar, regulamentar e de polícia; uso e abuso do poder;
6. Licitação: princípios, dispensa e inexigibilidade; modalidades;
7. Controle e responsabilização da administração: controles administrativo, judicial e legislativo; responsabilidade civil do Estado;
8. Lei n.º 8.112/1990 (regime jurídico dos servidores públicos civis da União): títulos II, III e IX.

> Teoria Completa;
> Legislação Comentada;
> 230 questões de concursos anteriores;
> 216 questões comentadas.

More info:

Categories:Business/Law
Published by: Achei Concursos on Oct 01, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/27/2014

pdf

text

original

 
 APOSTILA DE
DIREITO ADMINISTRATIVO 
PARA TÉCNICO ADMINISTRATIVO DA ANATEL
Conteúdo:1. Organização administrativa: noções gerais, princípios;2. Administração direta e indireta, centralizada e descentralizada;3. Ato administrativo: conceito, requisitos, atributos, classificação e espécies;4. Agentes públicos: espécies e classificação, cargo, emprego e função públicos;5. Poderes administrativos: poderes hierárquico, disciplinar, regulamentar e de polícia; uso e abuso dopoder;6. Licitação: princípios, dispensa e inexigibilidade; modalidades;7. Controle e responsabilização da administração: controles administrativo, judicial e legislativo;responsabilidade civil do Estado;8. Lei n.º 8.112/1990 (regime jurídico dos servidores públicos civis da União): títulos II, III e IX.
Teoria Completa;
Legislação Comentada;
230 questões de concursos anteriores;
216 questões comentadas.
3
 
DIREITO ADMINISTRATIVO
CONCEITOS
Segundo Hely Lopes Meirelles: "Conjunto harmônico de princípios jurídicos que regem osórgãos, os agentes e as atividades públicas tendentes a realizar concreta, direta e imediatamente osfins desejados pelo estado".José Cretella Júnior entende por Direito Administrativo "o ramo do direito público interno queregula a atividade e as relações jurídicas das pessoas públicas e a instituição de meios e órgãosrelativos à ação dessas pessoas".Para Maria Sylvia Zanella Di Pietro, o Direito Administrativo é "o ramo do Direito Público que tempor objeto os órgãos, agentes e pessoas jurídicas administrativas que integram a AdministraçãoPública, a atividade jurídica não contenciosa que exerce e os bens de que se utiliza para a consecuçãode seus fins, de natureza política".Diógenes Gasparini vê o Direito Administrativo como uma "sistematização de normasdoutrinárias de direito, conjunto harmônico de princípios jurídicos" destinadas a ordenar a estrutura e opessoal (órgãos e agentes) e os atos e atividades da Administração Pública, praticadas oudesempenhadas enquanto Poder Público.Segundo o Prof. J. Wilson Granjeiro, Direito Administrativo é "o complexo de posições jurídicas eprincípios que disciplinam as relações da Administração Pública (órgãos e entidades) e seus agentespúblicos na busca do bem comum".
OBJETO
Para Hely Lopes Meirelles, a caracterização e a delimatação do objeto do Direito Administrativoestão nas atividades públicas tendentes a realizar concreta, direta e imediatamente os fins desejadospelo Estado.
 José Cretella Júnior diz que o Direito Administrativo tem como objeto a administração, isto é, "os serviços públicos são o objeto do direito administrativo".
FONTES DO DIREITO ADMINISTRATIVO
Segundo o saudoso Hely Lopes Meirelles, o Direito Administrativo abebera-se, para suaformação, em quatro fontes principais, a saber: a lei, a doutrina, a jurisprudência e os costumes.I - A lei, em sentido amplo, é a fonte primária do Direito Administrativo, abrangendo estaexpressão desde a Constituição até os regulamentos executivos. E compreende-se que assim seja,porque tais atos, impondo o seu poder normativo aos indivíduos e ao próprio Estado, estabelecemrelações de administração de interesse direto e imediato do Direito Administrativo.II - A doutrina, formando o sistema teórico de princípios aplicáveis ao Direito Positivo, é elementoconstrutivo da Ciência Jurídica à qual pertence a disciplina em causa. A doutrina é que distingue asregras que convêm ao Direito Público e ao Direito Privado, e mais particularmente a cada um dos sub-ramos do saber jurídico. Influi ela não só na elaboração da lei como nas decisões contenciosas e nãocontenciosas, ordenando, assim, o próprio Direito Administrativo.III - A jurisprudência, traduzindo a reiteração dos julgamentos num mesmo sentido, influenciapoderosamente a construção do Direito, e especialmente a do Direito Administrativo, que se ressentede sistematização doutrinária e de codificação legal. A jurisprudência tem um caráter mais prático, maisobjetivo que a doutrina e a lei, mas nem por isso se aparta de princípios teóricos que, por suapersistência nos julgados, acabam por penetrar e integrar a própria Ciência Jurídica. Outracaracterística da jurisprudência é o seu nacionalismo. Enquanto a doutrina tende a universalizar-se, a jurisprudência tende a nacionalizar-se, pela contínua adaptação da lei e dos princípios teóricos ao casoconcreto. Sendo o Direito Administrativo menos geral que os demais ramos jurídicos, preocupa-sediretamente com a Administração de cada Estado, e por isso mesmo encontra, muitas vezes, maisafinidade com a jurisprudência pátria que com a doutrina estrangeira. A jurisprudência, entretanto, nãoobriga quer a Administração, quer o Judiciário, porque não vigora entre nós o princípio norte-americanodo
stare decises 
, segundo o qual a decisão judicial superior vincula as instâncias inferiores para oscasos idênticos.IV - O costume, em razão da deficiência da legislação, a prática administrativa vem suprindo otexto escrito, e sedimentada na consciência dos administradores e administrados, a praxe burocráticapassa a suprir a lei, ou atua como elemento reformativo da doutrina.
www.acheiconcursos.com.br
1
 
Ao lado da lei, a principal fonte de qualquer direito, os autores enumeram outros: aanalogia, a equidade, os princípios gerais do direito, os tratados internacionais, a instrução e a circular.
PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICAConstitucionais:
1) LEGALIDADE2) MORALIDADE3) IMPESSOALIDADE4) PUBLICIDADE5) EFICIÊNCIA
Outros Princípios:
6) FINALIDADE7) CONTINUIDADE DO SERVIÇO PÚBLICO8) AUTOTUTELA9) RAZOABILIDADE10) PROPORCIONALIDADE11) SUPREMACIA DO INTERESSE PÚBLICO SOBRE O PRIVADO
Princípios Constitucionais da Administração Pública:LEGALIDADE:
é o princípio básico de todo o Direito Público,. A doutrina costuma usar a seguinteexpressão: enquanto na atividade particular tudo o que não está proibido é permitido, na AdministraçãoPública é o inverso, ela só pode fazer o que a lei permite, deste modo, tudo o que não está permitido éproibido.“Administrar é aplicar a Lei de Ofício”. O administrador está rigidamente preso à lei.A atuação do administrador deve ser confrontada com a lei.
MORALIDADE:
a moralidade foi transformada em princípio jurídico.O Direito Administrativo elaborou um conceito próprio de moral, diferente da moral comum. Amoral administrativa significa o dever do administrador não apenas cumprir a lei formalmente, mascumprir substancialmente, procurando sempre o melhor resultado para a administração.Toda atuação do administrador é inspirada no interesse público.Jamais a moralidade administrativa pode chocar-se com a lei.Por esse princípio, o administrador não aplica apenas a lei, mas vai além, aplicando a suasubstância.A Constituição de 1988 enfatizou a moralidade administrativa, prevendo que “os atos deimprobidade importarão a suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, aindisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário na forma e gradação previstas em lei, semprejuízo da ação penal cabível”.
IMPESSOALIDADE:
significa que o administrador deve orientar-se por critérios objetivos, nãodevendo fazer distinções fundamentadas em critérios pessoais. É em decorrência desse princípio quetemos: o concurso e a licitação.Desse princípio decorre a
generalidade do serviço público
– todos que preencham asexigências têm direito ao serviço público.A responsabilidade objetiva do Estado decorre do princípio da impessoalidade.
www.acheiconcursos.com.br
2

Activity (4)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
kadu30kano liked this
Janielly Almeida liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->