Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
9Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Suplementação

Suplementação

Ratings:

4.0

(1)
|Views: 6,063|Likes:
Published by lagoadanta

More info:

Published by: lagoadanta on Jan 19, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
See More
See less

03/28/2013

 
Escola EB 2,3/S Dr.ª Maria Judite Serrão AndradeEducação Física
Professor Pedro Neves
Suplementação
Elaborado por:Álvaro Aparício, n.º 1Francisco Sousa, n.º 8Neuza Carvalho, n.º 13Ricardo Almeida, n.º 1512º A
 
Introduçao
 Neste trabalho iremos falar sobre a suplementação, o outro lado da alimentação, vamosfalar sobre os vários tipos de suplementos e as suas vantagens e desvantagens.Hoje em dia existe cada vez mais protagonismo dos suplementos no mundo dosdesportistas. De qualquer forma, tomar suplementos (ou energias ergogénicas) écontroverso e suscita muitas dúvidas, principalmente nos praticantes de lazer. Oobjectivo dos suplementos é, como o nome indica, suplementar ou complementar aalimentação e fornecer nutrientes ou compostos que são difíceis de obter através dadieta, tanto em quantidade como na qualidade referida.Os suplementos suscitaram tantas dúvidas e deram origem a tantos mitos e equívocosque levaram a que as pessoas construíssem uma má imagem. O adjectivo “natural” nãotem forçosamente que estar não tem forçosamente que estar acompanhado pelo“saudável”. Hoje em dia, os controlos de qualidade e de controlo sanitário a que sãosubmetidas as empresas que fabricam suplementos garantem que estes não o prejudiciais à saúde. Os compostos dos suplementos estão em muitos alimentos básicoscomo iogurtes ou leite para bebés. Usá-los não vai prejudicar a saúde sempre e quandose faça deles um consumo responsável. Neste trabalho apenas vamos apresentar/analisar os melhores suplementos e que têm mais referências a nível de rigor científico, poisexistem inúmeros no mercado.Sendo assim, existem 4 tipos de suplementos:1-Concentrados em proteína e/ou hidratos de carbono2-Queimadores de gordura3-Aminoácidos e creatina4-AntioxidantesFig.1 – Efeitos dasuplementação conforme objectivos.Passemos agora a apresentar os suplementos mediante o seu tipo.2
 
1 - Concentrados de Proteína e/ou Hidratos deCarbono
Os concentrados de proteínas e hidratos de carbono proporcionam-nos os nutrientesnecessários. Segundo a sua proporção e a origem dos nutrientes, podemos distribuí-losem 4 grandes objectivos:
Equilibrar dietas pobres nestes nutrientes
: em caso de dietas hipocalóricas onde nãose conseguem nutrientes essenciais, como em algumas dietas vegetarianas.
Assegurar a satisfação de necessidades nutricionais acrescidas
: como é o caso dosatletas de competição em fases de treino muito intensas ou também com dietas de valor calórico muito elevado (mais de 4000 calorias).
Substituições de refeições
: não devia ser o seu objectivo mas permitem fazer refeiçõesrápidas por falta de tempo ou necessidade de deslocações, muito útil em desportos ao ar livre, viagens, para levar para o trabalho, para pessoas mais velhas ou para quem nãotem muita fome e precisa de algo fácil de dirigir e assimilar, etc.
Ajudar a recuperar
: melhoram o rendimento, diminuindo o tempo de recuperação nomomento mais crítico pois fornecem nutrientes ao músculo para reconstruir as reservasenergéticas, promover a restauração de tecidos danificados e criar o ambiente propício para o seu desenvolvimento e manutenção.Os hidratos de carbono fornecidos após o exercio promovem a reposição doglicogénio muscular, a nossa principal reserva energética, e também do hepático que éuma solução de emergência para assegurar o correcto fornecimento de glucose aosórgãos como o cérebro e os glóbulos vermelhos. Vários estudos demonstraram que aingestão de uma bebida de hidratos de carbono de alto índice glicémico (dextrose) promove uma reposição do glicogénio extremamente eficaz. Contudo, o esforço físicointenso recruta também as proteínas musculares como fonte de energia, sobretudoquando é de longa duração e o glicogénio muscular foi gasto. Por isso o músculo, onosso órgão mecânico e funcional por excelência, é danificado e a sua recuperação éigualmente prioritária para assegurar um bom rendimento. Para tal, os especialistasrecomendam que após o esforço se combinem hidratos de carbono e proteína de elevadovalor biológico com uma elevada percentagem aminoácidos essenciais, os de cadeiaramificada. Estes tijolos das proteínas vão promover a síntese proteica essencial para areparação do tecido muscular. Nesse tecido, recomenda-se que após o exercício sejamcombinados protna e hidratos de carbono na proporção 1:2 ou mesmo 1:3respectivamente. A forma mais fácil e que optimiza melhor a recuperação é tomar um produto que contenha ambos nesta proporção ou combinar um batido de proteína comhidratos de carbono de assimilação cil. Esta proporção pode ser alterada se amodalidade praticada for diferente, por exemplo: musculação com o objectivo deganhar muscular, ou se se estiver numa fase em que se queira perder gordura e sejanecessário reduzir os hidratos de carbono. Ainda assim, deve-se ingerir no mínimo na proporção de 1:1, excepto se se tiver um esquema específico do nutricionista.3

Activity (9)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
joanaferreira2 liked this
Willian Kommers liked this
Pedro Gabriel liked this
Rita RD liked this
Mayara Eduarda liked this
Alsenio Ricardo liked this
Giulianne Maia liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->