Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Cibe

Cibe

Ratings: (0)|Views: 960 |Likes:
Published by jdduque4877

More info:

Published by: jdduque4877 on Jan 20, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

09/29/2012

 
Portaria n.º 671/2000de 17de Abril
Pela Portaria n.º 378/94, de 16 de Junho, foram publicadas as instruções deinventariação dos móveis do Estado, as quais designadas por CIME – Cadastro e Inventáriodos Móveis do Estado, constituindo um instrumento inovador e impulsionador para aorganização do inventário deste tipo de bens. Todavia, tal inovação não se alargou àorganização dos demais inventários de base. Nomeadamente os de imóveis e veículos sujeitosa registo.Acontece que, entretanto, entrou em vigor, pela primeira vez na história daAdministração Pública Portuguesa, um plano de contas, o Plano Oficial de ContabilidadePública (POCP), através do Decreto - Lei n.º 232/97, de 3 de Setembro, o qual se encontra emfase de implementação, exigindo a inventariação sistemática de todos os bens do activoimobilizado dos serviços públicos, sendo por isso, aconselhável que a metodologia do CIME setorne extensiva aos demais inventários de base.
Assim:
Considerando o disposto no Decreto – Lei n.º 477/80, de 15 de Outubro, sobre aorganização e actualização do inventário geral dos elementos constitutivos do património doEstado;Considerando que aquele inventário é um instrumento económico – financeiro deextrema importância no âmbito da gestão e controlo da actividade patrimonial do Estado,tornando-o essencial para a implementação do POCP;
 
Considerando ainda as atribuições e competências da Direcção - Geral do Patrimóniono domínio do inventário geral dos bens do Estado afectos aos serviços e organismos daAdministração Pública e a outras entidades;Considerando a necessidade de alargar a lógica, métodos e critérios do CIME àorganização dos inventários dos imóveis e viaturas do Estado, fundindo-se num único diplomaos três inventários de base (móveis, imóveis e veículos), segundo uma estrutura normalizadoradas respectivas instruções e que se designou por CIBE – Cadastro e inventário dos bens doEstado:Manda o Governo, pelo Secretário de Estado do Tesouro e das Finanças, o seguinte:
1.º
- São aprovadas as instruções regulamentadoras do Cadastro e Inventário dos Bens doEstado (CIBE) e respectivo classificador geral, bem como os anexos a esta portaria, da qualfazem parte integrante.
2.º
-
 
No âmbito de pessoal, ficam sujeitos às regras, métodos e critérios de inventariaçãoconstantes das instruções e do classificador geral anexos à presente portaria todos os serviçose organismos da administração central não personalizados, incluindo as missões diplomáticas,os postos consulares e outras representações do Estado Português no estrangeiro.
 
3.º
- As presentes instruções podem tornar-se extensivas aos demais serviços públicosabrigados a aplicar o POCP e planos de contas sectoriais dele decorrentes, por recomendaçãoda Comissão de Normalização Contabilística da Administração Pública (CNCAP) ou através deuma adequada medida legislativa, tendo em conta as devidas adaptações, designadamentedos artigos 20º, n.º 7,36, n.º 2, e 40, n.º1.
4.º -
Os serviços e entidades a que se referem os números anteriores deverão elaborar emanter actualizado os inventários dos bens referidos no n.º 1 que, a qualquer título, estejamsob a sua administração ou controlo.
5.º -
Os serviços e organismos antes referidos elaborarão um mapa de síntese dos bensinventariados, nos termos definidos nas instruções ora aprovadas.
6.º -
A elaboração e actualização dos inventários dos bens afectos aos gabinetes dos membrosdo Governo e demais órgãos de soberania, bem como a elaboração dos respectivos mapas desíntese dos bens inventariados, competem às respectivas secretarias gerais ou órgãos deapoio equivalente.
7.º -
Os serviços e entidades referidos no n.º 2º, desta portaria deverão organizar os seusinventários de modo que o mapa de síntese dos bens inventariados referido no n.º 5º, juntamente com as fichas de cadastro e inventário previstas nas instruções anexas, possa serenviado à Direcção – Geral do Património, directamente ou através dos respectivos serviçoscentrais desconcentrados, até 31 de Março do ano seguinte àquele a que se reporta.
8.º -
Haverá lugar à remessa dos documentos antes mencionados, por parte dos serviçosreferidos no n.º 2º, apenas no caso de publicação de despacho do director – geral doPatrimónio, no Diário da República, 2ª série, até 31 de Dezembro do ano a que os inventáriosse reportam.
9.º
- Por despacho do director geral do Património, a publicar no Diário da República, 2ªa Série,podem ser alterados o classificador geral e as respectivas taxas de amortização, com vista aque o mesmo se mantenha permanentemente actualizado, atendendo às propostas que osserviços vierem a formular.
10.º
- É revogada a Portaria n.º 378/94 rectificada pela Declaração de Rectificação n.º 106/94,de 16 de Junho e 30 de Julho, respectivamente.
11.º
-
 
A presente portaria entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação e a organizaçãodos inventários de base que a mesma regulamenta devem reportar-se ao inicio do presenteano económico.
.
 
Capítulo IObjectivos e Âmbito do CIBE
Artigo 1.º
Objectivos 
1 – Os objectivos do CIBE são:a)- A sistematização dos inventários dos bens móveis, veículos, imóveis e seus direitos aeles inerentes, para o conhecimento da natureza, composição e utilização do património doEstado, como previsto no Decreto - Lei n.º 477/80, de 15 Outubro;b)- A definição dos critérios de inventariação que deverão suportar o novo regime decontabilidade patrimonial a que os serviços públicos passaram a estar sujeitos;c)- A uniformização dos critérios de inventariação e contabilização dos bens móveis,veículos e imóveis e direitos a eles inerentes, em ordem à consolidação para a elaboraçãodo balanço do Estado a integrar na Conta Geral do Estado.Artigo 2.º
Âmbito material 
1 – O CIBE abrange os inventários de base dos bens do activo imobilizado, com caracterpermanente, que não se destinam a ser vendidos, nomeadamente:
 
a)- O Cadastro e Inventário dos Bens Móveis do Estado (CIME);b)- O Cadastro e Inventário dos Veículos do Estado (CIVE);c)- O Cadastro e Inventário dos Imóveis e Direitos do Estado (CIIDE).2 – Tais inventários dizem respeito aos bens das seguintes entidades :a)- Serviços e organismos da administração central sujeitos ao regime geral de autonomiaadministrativa;b)- Entidades públicas da Administração central sujeitas ao regime excepcional deautonomia administrativa, financeira e patrimonial e da administração regional e local, porrecomendação da CNCAP ou por força de qualquer norma legal;c)- Entidades não abrangidas pelas alíneas anteriores que não apliquem o POCP ou planossectoriais dele decorrentes e que utilizem património público como suporte base da suaactividade operacional, as quais ficam sujeitas às presentes instruções se houver normalegal ou contrato que remata para a sua aplicação.

Activity (4)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
cristinacelina liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->