Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Amor de Mordaça - Capítulo I: O Encanto

Amor de Mordaça - Capítulo I: O Encanto

Ratings: (0)|Views: 432|Likes:
Published by João Paulo Guma
Primeiro capítulo de Amor de Mordaça - um romance pseudobeat.

João Paulo Güma
Primeiro capítulo de Amor de Mordaça - um romance pseudobeat.

João Paulo Güma

More info:

Published by: João Paulo Guma on Oct 10, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/23/2013

pdf

text

original

 
 Capítulo I Capítulo I Capítulo I Capítulo I::::
O Encanto
 
 
 
19
O Encanto I  I I 
li está ela. Uma moça estranha, branca, fria e com reações faciaisinsuportavelmente lineares. Lembra-me um cadáver ambulante,exceto pelos olhos esbugalhados que parecem assustados o tempointeiro. Talvez ela tenha morrido de susto nesta ou em outra vida.Não sofro de necrofilia. Sinto-me, porém, atraído por aquela garotasentada no córner direito da sala onde assisto uma disciplina dedramaturgia. Sinto-me impelido a escrever algo para ela, algo paratentar abrir um sorriso no rosto dela. Na verdade, desejo provocar qualquer reação nessa moça estranha. Estranhamente bela.Estranhamente triste.Não sou um aluno de seu curso. Estou nesta disciplina, principalmente,por um de meus bons (e poucos) amigos ter me indicado o professor em questão. Um personagem que viria a ter uma grande importânciaacadêmica e pessoal em minha vida. Pelo menos nos dois anossubsequentes.Vou conhecendo aos poucos os alunos da turma, artes plásticas, paraser mais exato. Moças bonitas, lésbicas, viados e um ou outro héteroderivado das cotas sexuais que o progresso nos trouxe e a Semi-ocultaDitadura Gay nos permite. O padrão dos cursos de artes.A presença metafísica daquela moça, sempre fisicamente ausente dasrodas de conversa, me faz ter curiosidade de saber quem ela é. Nas taisrodas de conversa, quando a cito como sendo a mulher mais bonita dasala, metade discorda, achando ela bonita, mas nem tanto, metadediscorda de forma veemente, sequer achando-a bonita. O professor,inclusive, me diz que ela mais parece uma lesma morta. E eu concordo.Pois é, ela pode ser tudo isso que digo e dizem, mas ninguém está, por 
Capítulo I: O Encanto
A

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->