Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
2Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Programa de Acessibilidade na UFMT/Roo

Programa de Acessibilidade na UFMT/Roo

Ratings: (0)|Views: 564|Likes:
Published by Soraia Prietch
Processo Nº 23108.304677/12-4, de 10/10/2012
Processo Nº 23108.304677/12-4, de 10/10/2012

More info:

Published by: Soraia Prietch on Oct 16, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

12/01/2012

pdf

text

original

 
 
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO
 
CAMPUS
UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS
 
INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS
 
CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
 
PROPOSTA DE CRIAÇÃO DE PROGRAMA DEACESSIBILIDADE NA UNIVERSIDADE FEDERALDE MATO GROSSO/ RONDONÓPOLIS
 
Proponente
 
Profᵃ. MSc. Soraia Silva Prietch
 
Colaboradores na Revisão do Projeto
 
Prof. Dr. Antônio Rodrigues da Silva
 
Prof. Dr. Gilleanes Thorwald Araujo Guedes
 
Prof. Joabe Tavares de Souza
 
Profᵃ. Dra. Tatiana Annoni Pazeto
 
Rondonópolis
-
MT, Setembro/2012
 
3
 
1.
APRESENTAÇÃO
 
Proponho iniciar a apresentação com algumas perguntas:
 
 A UFMT/
Campus
de Rondonópolis está preparada para receber e manter estudantes com necessidades especiais em seus cursos de graduação?
 
Os docentes estão preparados e motivados para planejar aulas queatendam o modelo design universal de aprendizagem?
 
 As necessidades dos docentes e dos técnicos
-
administrativos que portamalgum tipo de deficiência têm sido atendidas adequadamente?
 
Participantes de eventos, ou avaliadores de cursos, externos àUniversidade, que possuem algum tipo de necessidade especial,conseguem se locomover pelo
Campus
, e conseguem facilmente localizar os locais que possuem algum compromisso para ir?
 
 Algumas situações que podem ocorrer:
 
 
Primeiro dia de aula: um estudante surdo presente em uma aula de leiturade textos seguida de debate ou de seminário. O estudante não conheceninguém, o professor não sabia que o aluno estaria presente, e não houvetempo hábil para a Coordenação de curso buscar soluções;
 
 
Estudante com baixa visão: instruções escritas na lousa, mas não lidas naíntegra, somente discutidas em aula. O estudante usa óculos com lentesgrossas, tem vergonha de informar que possui muita dificuldade paraenxergar mesmo com o uso dos óculos, o professor não disponibiliza omaterial que foi escrito na lousa para posterior leitura, e o aluno fica semmaterial para estudar em casa, pois não conseguiu efetuar anotações;
 
 
Iniciou uma Semana Acadêmica na Universidade, na qual váriossubeventos estão ocorrendo simultaneamente. Porém uma palestra deespecífico interesse para um visitante cego está prevista para ser proferidano NEATI. É a primeira vez que essa pessoa visita a Universidade. Comoele, de forma independente, consegue chegar até o local?
 
 
Professor idoso, ou com dificuldade de locomoção, necessita levar diversosequipamentos para sua aula. Contudo, no momento que ele chega naUniversidade, às 7 horas da manhã, não encontra ninguém para auxiliá
-
lo.Esses são somente alguns exemplos de situações e questionamentosque podem surgir no futuro, na UFMT/Rondonópolis.
 
Contudo, é importante lembrar que, atualmente, por exemplo, 04estudantes surdos estão matriculados e frequentando cursos de graduação emuma Universidade particular da cidade. Estes alunos contam com a valiosapresença de intérpretes nas salas de aula para auxiliar a comunicação entreeles e os colegas, e o professor. Na UFMT/Rondonópolis, estamos dentro dalei no que se refere à inclusão da disciplina de LIBRAS nas matrizescurriculares dos cursos de Licenciatura, porém já precisamos pensar nospróximos ingressos de novos discentes, dentre os quais algum(ns) pode(m) ser surdo(s). O professor responsável pelas aulas de LIBRAS também acumularácargo de intérprete? E se houver choque de horários com as aulas doestudante surdo e os horários do professor de LIBRAS em seus encargosdidáticos? Um único intérprete poderá atuar por 04 horas seguidas, por exemplo?Colaborando com esses problemas, ainda existe a Legislação

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->