Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
apostila eja - geografia

apostila eja - geografia

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 1,078 |Likes:
Published by Paulo Moura

More info:

Published by: Paulo Moura on Oct 20, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/29/2013

pdf

text

original

 
APOSTILA – GEOGRAFIAPROF. RENATO PONCIANO1ºs ANOS – EJA – EE DEP. HUGO LACORTEVITALE – NOTURNO
O que é Geografia?Conceito
 Geografia é uma ciência que estuda as características da superfície doplaneta Terra, osfenômenos climáticos e a ação do ser humano no meio ambiente e vice-versa.
Importância do estudo
A Geografia é uma ciência muito importante, pois permite ao homemcompreender melhor o planeta em que vive. Para isso, esta ciência dispõe dediversos recursos matemáticos e tecnológicos. A estatística, por exemplo, émuito usada na área da pesquisa populacional. Os satélites são fundamentaisna elaborão de mapas, além de fornecerem dados importantes para averificação de mudança na vegetação do planeta.No Brasil, o estudo da Geografia é obrigatório para os alunos do EnsinoFundamental e Médio e deve ser oferecido pelas escolas.
Principais áreas da Geografia e exemplos de temas estudados por cadaárea:
- Geografia Física:
, rios,
.- Geografia Humana: população (crescimento demográfico, alfabetização,migração, etc).- Geografia Política: relações políticas, conflitos entre nações.- Cartografia: elaboração e interpretação de mapas- Geografia Turística: desenvolvimento do turismo mundial e regional.- Geografia Urbana: desenvolvimento das cidades, planejamento urbano.- Geografia Social: problemas sociais (violência, desemprego, falta dehabitação)- Geografia Agrária: questões ligadas ao campo (meio rural)- Geomorfologia: formas da superfície terrestre- Climatologia: climas, temperatura e fenômenos climáticos (seca, furacões,tempestades)- Hidrografia: estudo dos recursos hídricos (mares, rios, lagos, oceanos).
Cartografia
Cartografia é a arte de conceber , de levantar, de redigir e de divulgar os
A manutençãoda rota de um avião ou navio , a análise e definição de estratégias militares de ataque e defesa, a localização de jazidas e possíveis vias de acesso , ou a simples orientação rodoviária numaviagem de turismo , todas essas atividades exigem mapas específicos com diferentes objetivose usuários : este é o campo da cartografia.Com a atual tecnologia que nos permite olhar o planeta atras dos olhos eletrônicospriviligiadamente posicionados dos satélites, não há mais segredos para seus contornos. Maspor séculos a situação foi diferente: para que o homem pudesse desenhar mapas e localizar-se
 
no planeta foi imprescíndivel que ele olhasse para o céu, mais precisamente para os astros, eutilizasse a matemática...Movidos pela necessidade os homens das primeiras civilizações já rabiscavam representaçõesgráficas dos lugares por que passavam, isso talvez mesmo antes de começarem a escrever. Omapa mais antigo que sobreviveu até hoje é uma placa de argila encotrada nas ruínas dacidade de Gasur, cerca de 300 Km ao norte da Babilônia, desenhado por volta de 2 300 a.C..Medindo 7 cm, tão pequeno que cabe na palma da mão, ele mostra o Rio Eufrates cercado pormontanhas.É bem provavel que os chineses tenhan sido os precursores , pois há indicios de que suacartografia tenha aparecido por volta do século IV a.C. e era voltada não apenas paralocalização mas para fins administrativos (impostos, fronteiras) e militares. Tambem com finsadministrativos os egpicios desenvolveram suas técnicas. Utilizando seus conhecimentosmatemáticos aplicavam o princípio da
para medir a área das terras.A Grécia contudo, desenvolveu as bases cintíficas da observação. A
e osábio
desenvolveram a idéia de esfericidade da Terra, medida por
.Devemos ao astrônomo
( e a Matemática ) a idealização do sistema de
. O trabalho clássico "Guia de Geografia", obra de Ptolomeu, lançou as bases dageografia matemática e da cartografia.Durante o período romano e Idade Média a cartografia sofreu um período de estagnação e atéretrocesso. A influência religiosa foi marcante em todo o período medieval e os mapas maisutilizados eram os de T em O, pois eram feitos mostrando a Terra em formato circular dividaem 3 partes (como a Trindade) cortada por braços de mar em T representando as regiõescitadas na Bíblia: a Europa á esquerda , a África à direita e a Àsia (sede do paraíso terrestre)acima.Nesse período foram os árabes que deram impulso à cartografia, traduzindo clássicos como ode Ptlomeu e desenvolvendo suas prórprias técnicas, que só voltariam à Europa no período dascruzadas e do comércio marítimo das cidades italianas que precisavam de cartas náuticas parasuas atividades comerciais.O ciclo das grandes navegações foi o responsável pela retomada definitiva do progresso nacartografia, que os mapas precisavam de maior exatidão. Data de 1512 o mapa-mundi
Orbis typus universalis tabula,
do veneziano Jerônimo Marini, que é o primeiro em quese registra o nome do Brasil. É dessa época o apogeu da cartografia dos países baixos (como aHolanda, por exemplo que tinha colônias por várias partes do mundo) e um dos nomes maisimportantes da cartografia: Gerard Mercator que criou a projeção que leva o seu nome, própriapara mapas náuticos, segundo a qual os meridianos são ângulos retos aos paralelos delatitude.No século XVIII a Academia de Ciências de Paris com o fim de resolver as questões levantadaspor Cassini e Newton sobre a forma da Terra mediu o arco do meridiano terrestre. A mediçãoprovou que Newton estava certo: A Terra tinha a forma de um elipsóide de revolução, cujo eixomenor coincidia com o eixo de rotação. Resolveram então adotar o elipsóide como formamatemática correspondente a um geóide médio - o geóide é um sólido geométrico irregularque corresponde quase exatamente ao esferóide terrestre.
Coordenadas Geográficas
 
• Plano Equatorial: É um plano imaginário que divide a Terra em dois pólos: norte e sul deforma igual, mas de uma maneira metafórica é o mesmo que cortar uma laranja em duaspartes iguais com uma faca.• Paralelos: São linhas imaginárias paralelas ao plano equatorial.• Meridianos: São linhas imaginárias paralelas ao meridiano de Greenwich que ligam os pólosnorte e sul.• Latitude: É a distância medida em graus de um determinado ponto do planeta entre o arcodo meridiano e a linha do equador.• Longitude: É a localização de um ponto da superfície medida em graus, nos paralelos e nomeridiano de Greenwich.Meridiano de GreenwichGreenwich se tornou um meridiano referencial internacionalmente em 1884, devido a umacordo internacional que aconteceu em Washington, isso para padronizar as horas em todo omundo, Greenwich foi escolhido por “cortar” o observatório Astronômico Real, localizado emGreenwich, um distrito de Londres.Fusos horáriosA necessidade dos fusos é devido ao movimento de rotação da Terra, na qual essa gira no seupróprio eixo, esse movimento dá origem aos dias e as noites, perfazendo em 24 horas.Ao realizar o movimento da Terra (rotação), um lado do planeta recebe luz solar (dia) e o outrolado fica sombreado (noite), o movimento e a luz do sol que incide criam as variações comomanhã, tarde, noite, madrugada, então a qualquer momento sempre terá 24 horas distintas.A partir dessas informações verifica-se que a Terra que é esférica possui 360o, e o movimentode rotação que ela realiza gasta 24 horas para ser realizado, se dividirmos 360o por 24 horas,resultará 15o, então cada 15o, que é a distância entre dois meridianos, corresponde à 1 hora,isso é denominado fuso horário.O ponto Zero é o meridiano de Greenwich ao leste, a cada 15o aumenta 1hora, e a oeste deGreenwich a cada 15o diminui 1hora.
Escalas
Escala cartográfica é uma relação matemática que existe entre as dimensões reais e aquelasda representação da realidade contidas em um mapa ou globo.Exemplosde outras escalas:E1:1 ; E1:10 ; E1:500 ; E5:1 ; E50:1Se aquilo que se deseja medir do desenho é uma superfície, é necessário notar a relação deáreas de figuras semelhantes, por exemplo, um quadrado de 1 cm de lado no desenho.
Tipos de escalas
São três tipos de escalas:Escala natural: Temos uma escala natural quando o tamanho físico do objeto representado noplano coincide com a realidade. Própria para representações onde se faz necessário uma altafidelidade de representação da região a ser reproduzida. A escala natural é representadanumericamente E1:1.Escala reduzida

Activity (8)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Denise Ferreira added this note
Como faz para baixar?
Kiko Braga liked this
Jozias Freitas liked this
Valderice Soares liked this
Gisele M. Rios liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->