Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
O Que é Motivação - Www.sandrocan.wordpress.com

O Que é Motivação - Www.sandrocan.wordpress.com

Ratings:

4.75

(4)
|Views: 902 |Likes:
Published by Sandro Cantidio

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Sandro Cantidio on Jan 23, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

05/10/2014

 
O
 
QUE
 
É
 
MOTIVAÇÃO?
Sandro Cantidio
www.sandrocan.wordpress.comPágina 1
 A
 
MOTIVAÇÃO
 
 
O
 
TRABALHO
, por Tânia Casado.a.
 
A motivação é um impulso à ação, originada no interior do indivíduo. Não há como motivar a pessoapois a motivação é um impulso interior que a leva à ação.b.
 
Modelo
 
Tradicional 
= Por este modelo de 1911, Frederick W. Taylor criou a Administração Científicaà época da Revolução Industrial, onde o trabalhador recebe à proporção do que produz, e espera‐seque ele produza cada vez mais (máxima produção com menor custo e ênfase nos resultados).c.
 
Modelo
 
das
 
Relações
 
Humanas
= Segundo Elton Mayo, este modelo de 1940 ressalta que o fococentral é a pessoa, ou seja, a totalidade da pessoa. Por este modelo, o desejo natural do trabalhadorera ser reconhecido pelo grupo a que pertence, deixando de lado o modelo onde o trabalhadorfuncionava à base de benefícios financeiros e adotando o modelo “social”, onde os benefícios dereconhecimento eram mais importantes.d.
 
Modelo
 
dos
 
Recursos
 
Humanos
= Aborda que diferentes trabalhadores possuem diferentes formas deserem motivados, pois possuem modos de satisfação distintos. O trabalhador quer contribuir com aempresa, não considera o trabalho algo aversivo e podem influir positivamente nas decisões sobre oseu trabalho. Neste modelo, o gestor não atua mais como alguém que apenas manipula, mas simalguém que estabelece parceria com os trabalhadores.e.
 
Para Abraham Maslow, os desejos humanos são divididos em cinco categorias onde quando uma éatendida, automaticamente o indíviduo deseja a categoria seguinte. São elas: necessidadesfisiológicas, necessidades de segurança, necessidades sociais, necessidades de auto‐estima e, por fim,necessidades de auto‐realização.i.
 
As necessidades fisiológicas são as necessidades primárias do homem – como sede, fome, sexo.São as necessidades voltadas à sua sobrevivência.ii.
 
As necessidades de segurança são o desejo seguinte, onde o homem deve se sentir seguro,ordenando, regrando e estabilizando o mundo ao seu redor.iii.
 
Satisfeito em suas necessidades fisiológicas e de segurança, o homem passará a desejar amigos,família, companheira, sem querido por eles e estimado por eles.iv.
 
As necessidades de auto‐estima traduzem no fato do homem desejar ter uma avaliação positivados que o cercam, ser apreciado por eles. A partir do momento que esta necessidade é atendida,o homem passa a ser auto‐confiante, passa a ter força e sente‐se útil para o mundo.v.
 
A necessidade de auto‐realização significa que o homem foi atendido em todas as outrasnecessidades e o seu desejo é de ser cada vez mais o que já é.f.
 
Clayton Alderfer classificou as necessidades do indivíduo com sendo apenas três, que agemsimultâneamente: existência, relacionamento e crescimento. Existência engloba as necessidadesbásicas do indivíduo, agrupando as necessidades fisiológicas e de segurança. Relacionamento traduz‐se no relacionamento com as pessoas e na apreciação por elas (estima). Crescimento traduz‐se comosendo o desejo de crescimento pessoal.g.
 
Frederick Herzberg classificou as necessidades do indíviduo em duas classes: fatores motivacionais e
 
O
 
QUE
 
É
 
MOTIVAÇÃO?
Sandro Cantidio
www.sandrocan.wordpress.comPágina 2
fatores de higiene. Uma não é inter‐dependente da outra, e podemos dizer que os fatoresmotivacionais engloba a auto‐realização, e os fatores de higiene englobam auto‐estima, sociais,segurança e fisiológicas.h.
 
Edwin Locke afirma que a satisfação das necessidades dos indivíduos passa por uma definição clarade metas e objetivos a serem atingidos. Quanto mais complexas forem as metas, mais resultadosproduzem, e quanto maior a participação dos trabalhadores, maior será a aceitação das metas. Nestateoria, é importantíssimo o feedback gerado pelo supervisor, e o auto‐gerado.i.
 
A teoria da eqüidade traduz‐se no fato de que o desempenho do indivíduo e sua satisfação estãorelacionados à eqüidade ou iniqüidade profissionais. Se o indíviduo percebe que está sendo menosrecompensado que outros, ele se sente instatisfeito e procura outras formas de conseguir umaeqüidade. Nesta teoria, não apenas preocupa o indíviduo o quanto ele recebe, mas sim o quanto elerecebe quando comparado com os outros.j.
 
A teoria da expectativa de Victor Vroom diz que a ação depende da força da expectativa de que o atoserá seguido por um resultado de alta valência.k.
 
A motivação tem sido vista como uma saída para melhorar o desempenho e a produtividade atravésda saúde e satisfação dos trabalhadores.Conforme já foi dito, não é possível motivar quem quer que seja, pois as expectativas e o modo debuscar resultados são singulares, individuais. Os indivíduos não buscam somente recompensas pelosresultados, e sim ter suas necessidades atendidas. Embora não seja possível motivar alguém, é possíveltrabalhar os aspectos motivacionais. Os teóricos da motivação muito contribuíram para a concepção doatual tema, com Maslow dando ênfase às necessidades pessoais, Herzberg com os fatores intrísecos eextrínsecos, entre outros.Atualmente, a motivação pode ser atingida ao oferecer condições de trabalho, de higiene, organização,ambientes limpos, ventilados, bem iluminados, uniformes e recursos, bem como metas bem definidas,possibilidade de uso da criatividade e chefia acessível. Estes são os meios vindos de fora para motivar oindivíduo, já que não é possível fazê‐lo internamente. Além disso o lado financeiro não pode seresquecido, pois representa a base de troca entre empresa e trabalhador.Outro fator que contribui para que o indivíduo se sinta motivado na organização é a possibilidade deautonomia, responsabilidade pelo trabalho que desempenha, sentir‐se acolhido pelo ambiente que ocerca e sentir‐se também como peça importante nos resultados da empresa, que visam seucrescimento. Chiavenato diz que
“a
 
qualidade
 
externa
 
nunca
 
é 
 
maior 
 
do
 
que
 
a
 
qualidade
 
interna,
 
ou
 
seja,
 
isto
 
significa
 
que
 
se
 
a
 
 pessoa
 
se
 
sente
 
bem,
 
tende
 
a
 
 fazer 
 
com
 
que
 
seu
 
ambiente
 
de
 
trabalho
 
também
 
seja
 
satisfatório,
 
o
 
que
 
torna
 
o
 
trabalho
 
uma
 
 função
 
 prazerosa,
 
dificultando
 
inclusive
 
o
 
aparecimento
 
do
 
stress
 
decorrente
 
da
 
ansiedade.” 
 

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->