Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
6Activity

Table Of Contents

0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
tese Fé na Mídia PUC 2012

tese Fé na Mídia PUC 2012

Ratings: (0)|Views: 203 |Likes:
Published by Heinrich Fonteles
Esta pesquisa teve como objetivo estudar sobre o poder e a potência da imagem midiática e sua constituição como lócus de fé, articulando esta análise à linguagem jornalística, a qual se propõe de forma objetiva, neutra e racionalizada. A partir de um estudo teórico, por meio de uma abordagem metodológica interdisciplinar, baseando-se na teoria culturalística, articularam-se: (a) as teorias da imagem e da mídia, buscando identificar as origens das imagens visuais a fim de repensar como esta é evocada no contexto de um ambiente de comunicação semiótico midiático; e (b) as teorias de matizes sociológico, religioso e político, com o intuito de discutir poder, modernidade e neorreligiosidade. Para tanto, escolhemos como objeto de análise o Jornal da Record (JR), tendo como recorte a aproximação e distanciamento entre religião e comunicação observado nas reportagens de defesa do JR relacionadas aos escândalos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) ocorridos no ano de 2009. A sustentação teórica desta pesquisa foi desenvolvida com base nos conceitos e na tipologia de mídia de Pross; nos conceitos da escalada da abstração da imagem técnica de Flusser; nos conceitos da iconofagia pura de Baitello Jr; nas ideias sobre os imaginários propostos pela mediosfera e nas críticas ao paradigma da modernidade e do desencantamento do mundo de Contrera. Os resultados da pesquisa indicam que a fé na mídia é possível, uma vez que esta dá evidências de realidade para o sujeito. As neoreligiões, originadas nessa matriz, depositam confiança na mídia como forma de publicizar suas ideias, já que as imagens dão condição e potencializam o impacto na sociedade por meio da “noções de conceitos” e hipóteses-simulações possíveis de serem postas em práticas. A realidade passa a ser retratada pelo filtro religioso, disfarçada na racionalidade. É importante ressaltar que as noções de conceitos imagéticas dispensam a interpretação da realidade, visto que outras esferas de mediação produzem fatos e hipóteses possíveis ao se apoiarem na “Iconofagia (pura)” como forma de enganar a memória coletiva sobre acontecimentos, pois o recurso às imagens precedentes é altamente manipulável. Diante disso, a IURD, por meio do jornalismo da TV Record, encontrou uma forma de atuar em dois campos ao mesmo tempo: realidade e religiosidade. Suas notícias passaram a constituir matéria-prima dos programas religiosos. Tanto estes quanto aquelas têm raiz no solo popular, constituindo-se num “valor econômico” a ser negociado. Desta forma, a IURD, ao sustentar seu discurso na mídia, interfere e influencia o imaginário popular.
Esta pesquisa teve como objetivo estudar sobre o poder e a potência da imagem midiática e sua constituição como lócus de fé, articulando esta análise à linguagem jornalística, a qual se propõe de forma objetiva, neutra e racionalizada. A partir de um estudo teórico, por meio de uma abordagem metodológica interdisciplinar, baseando-se na teoria culturalística, articularam-se: (a) as teorias da imagem e da mídia, buscando identificar as origens das imagens visuais a fim de repensar como esta é evocada no contexto de um ambiente de comunicação semiótico midiático; e (b) as teorias de matizes sociológico, religioso e político, com o intuito de discutir poder, modernidade e neorreligiosidade. Para tanto, escolhemos como objeto de análise o Jornal da Record (JR), tendo como recorte a aproximação e distanciamento entre religião e comunicação observado nas reportagens de defesa do JR relacionadas aos escândalos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) ocorridos no ano de 2009. A sustentação teórica desta pesquisa foi desenvolvida com base nos conceitos e na tipologia de mídia de Pross; nos conceitos da escalada da abstração da imagem técnica de Flusser; nos conceitos da iconofagia pura de Baitello Jr; nas ideias sobre os imaginários propostos pela mediosfera e nas críticas ao paradigma da modernidade e do desencantamento do mundo de Contrera. Os resultados da pesquisa indicam que a fé na mídia é possível, uma vez que esta dá evidências de realidade para o sujeito. As neoreligiões, originadas nessa matriz, depositam confiança na mídia como forma de publicizar suas ideias, já que as imagens dão condição e potencializam o impacto na sociedade por meio da “noções de conceitos” e hipóteses-simulações possíveis de serem postas em práticas. A realidade passa a ser retratada pelo filtro religioso, disfarçada na racionalidade. É importante ressaltar que as noções de conceitos imagéticas dispensam a interpretação da realidade, visto que outras esferas de mediação produzem fatos e hipóteses possíveis ao se apoiarem na “Iconofagia (pura)” como forma de enganar a memória coletiva sobre acontecimentos, pois o recurso às imagens precedentes é altamente manipulável. Diante disso, a IURD, por meio do jornalismo da TV Record, encontrou uma forma de atuar em dois campos ao mesmo tempo: realidade e religiosidade. Suas notícias passaram a constituir matéria-prima dos programas religiosos. Tanto estes quanto aquelas têm raiz no solo popular, constituindo-se num “valor econômico” a ser negociado. Desta forma, a IURD, ao sustentar seu discurso na mídia, interfere e influencia o imaginário popular.

More info:

Categories:Types, Research, Science
Published by: Heinrich Fonteles on Nov 04, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/23/2013

pdf

text

original

 
1
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULOPUC- SPHEINRICH FONTELESFÉ NA MÍDIA:UM ESTUDO DAS IMAGENS TÉCNICAS (TV RECORD) COMO ESTRATÉGIA DECOMUNICAÇÃO E SOBREVIVÊNCIA DA IGREJA UNIVERSAL DO REINO DEDEUS.DOUTORADO EM COMUNICAÇÃO E SEMIÓTICASÃO PAULO2012
 
 
2
HEINRICH FONTELESFÉ NA MÍDIA:UM ESTUDO DAS IMAGENS TÉCNICAS (TV RECORD) COMO ESTRATÉGIA DECOMUNICAÇÃO E SOBREVIVÊNCIA DA IGREJA UNIVERSAL DO REINO DEDEUS.DOUTORADO EM COMUNICAÇÃO E SEMIÓTICA
Tese apresentada à Banca Examinadora da Pontifícia UniversidadeCatólica de São Paulo, como exigência parcial para obtenção do títulode
Doutor em Comunicação e Semiótica
na
área de concentração
:Signo e significação nas mídias da
Linha de Pesquisa 1:
Cultura eambientes midiáticos sob orientação do Professor
Dr. Norval Baitello Jr.
 
SÃO PAULO2012
 
3
BANCA EXAMINADORA

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Andrea Müller liked this
Flávia Gabriela liked this
Flávia Gabriela liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->