Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Aconteceu

Aconteceu

Ratings: (0)|Views: 4 |Likes:

More info:

Published by: Paulo César Gonçalves on Nov 09, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/24/2014

pdf

text

original

 
 Entram na terceira sala
Guia
: Como podem ver nesta sala, ali ao fundo encontra-se um conjunto de móveis do
séc.…………….
 
O volume do guia e dos visitantes baixa, e começa a falar o Fantasma.
Fantasma
:Finalmente chegaram.Embora não tenham destino.Não sabem para onde vão,Não escolheram caminho,Andam à deriva a vida toda,À procura de amor, trabalho,Felicidade, riqueza,Tropeçam em tudo isto sem ver,Continuam à deriva,Sem Rei nem Rock,Ou se atropelam ou andam a reboque
Mas têm “TODA A CERTEZA”!
E eu, que não sou sábio nem doutor,Que certo estou de que certezas não há,Que já vivi (e morri),
E ao olhar prós que andam cá…
 Dá-me uma certa tristeza,Que pairem, que parem o tempo todoAndem tão certos e cegosTão barulhentos e mudos,Ouvem música, e discursos, e poesia, e fazem cursos,E só para a si mesmos são surdos.Talvez de surdos que andem,Me consigam a mim ouvir.O que digo vale o que vale,Mas como morto que estou,Fiquei melhor a sentir.
Guia
: … estas peças foram encontradas….
(olha para a porta).
A porta fechou-se!Vamos continuar, não deve ser nada.
Inês
: Não, não! Alguma coisa não está bem. Eu sinto! É melhor ver o que se passa.
Guia
: Tenha calma, não é nada. Vai ver que foi uma corrente de ar.
Inês
: Uma corrente de ar?
Guia
: Sim…
 
è normal, neste tipo de edifícios…
 
 
Inês
: (
assustada
) Neste tipo de edifícios? Como assim?
Guia
: Sim… Construções antigas, muito amplas com muitas portas e janelas (
ri
).(
Com ar novamente profissional
) Por vezes, os mais antigos associavam estesacontecimentos tão naturais ao sobrenatural, ao oculto. Também a concentração demonóxido de carbono proveniente das lareiras, apesar da quantidade de chaminés(
sorri
), levava os habitantes deste tipo de construções a acreditarem ver seres do além,como almas pena
das, fantasmas… Porque a alucinação por monóxido…
 
Inês
: Não, não! Eu não me estou a sentir bem.
Guia
: Tenha calma! Pense bem, quanto mais depressa acabar a visita a esta sala maiscedo saímos, ok? Tente respirar com calma e tome este pacotinho de
açúcar… (
 paraValente
) Deve ser uma quebra de tensão…
 
Valente
: Caramba, não vê que a mulher está a ficar nervosa? É melhor ver o raio daporta, se não nem a mulher acalma nem você acaba o raio da explicação.
Helena
: Eu vou lá rapidinho. Tá bem? (
Toda acelerada vai tentar abrir a porta
) Oi!Não abre!
Valente
: Não abre?
Mulheres…
(
tenta abrir e não consegue
) Foda-se!
Helena
: Homens… (
risinhos
)
Inês
: Eu bem disse. Mal entrei aqui nesta sala senti algo estranho. Faça alguma coisa,ligue para a segurança.
Guia
: Tenha calma, sabe que as portas neste tipo de edifícios… Isto é mais uma questão
de jeito. Ora vamos lá ver! (
Tenta abrir a porta e não consegue
)
Inês
: Estão a ver?!
Rosa
: Ai meu Deus! Tenha calma minha senhora. Deus nos ajude. É só uma portafechada.
Guia
: Bem, eu vou ligar para o segurança. (
 Liga para o segurança
)Daqui guia Miguel escuto.
Chefe seg
: Fonseca. Estou à escuta!
Guia
: Olha estou aqui fechado no auditório, a porta fechou-
se e não abre por dentro…
preciso que alguém venha abrir por fora.
Chefe seg
: Ui!! Fechou-se ou fecharam-na? Eu avisei para teres cuidado que essasportas não se podem fechar!!!!! Está no regulamento caramba!
Guia
: Achas que fui eu que a fechei? Eu conheço o regulamento!
 
Chefe seg
: Pois, não foste tu… Vais dizer que foi um fantasma, não? Agora vou ter que
preencher o formulário 27 para explicar isto! Vou perder aí uma boa meia hora, mais aschatice todas por tu não fazeres o teu trabalho! Que raio!
Guia
: Por não fazer o meu trabalho? Achas que gosto de estar aqui trancado, hã?! (comvoz mais baixa) Ainda por cima está aqui uma fulana a
passar-se!
Chef Seg
: Mas já tentaram abrir?
Guia
: Claro! Não consegui!
Chefe Seg
: Isto está complicado… Só estou cá eu, o outro foi fazer a ronda e ainda
demora umas 2 horitas, e eu não posso deixar o posto.
Guia
: Então, e o Paulo? Ele que venha abrir!
Chefe Seg
: O Paulo já não trabalha cá! Agora só estamos dois por turno
 
Guia
: Dois por turno, ninguém pode vir cá?!!!! Mas isso é absurdo! É uma estupidez!!!!
Chef Seg
: Queixa-te ao governo. Duas horitas passam rápido. E pode ser que o outrogajo venha mais cedo da ronda, ele às vezes balda-se (
ri
).
Guia
: (
 fica a olhar para o telemóvel
) Tenham calma! Eles por fora conseguem abrir aporta, de certeza.PAUSA
Fantasma
:
Essa palavra: Certeza…
 Quantas vezes a disse euE jurava que estava certoAos 10 anos tinha a certezaDe que nunca iria crescerAos 17 a certezaDe um amor até morrer.Aos vinte estava certoDe que nunca iria trair(nem a Pátria nem a família)Aos 22 jurei de filho ao colo
 Nunca, jamais, desiludir…
 Tão certo estava de tudoQue nunca parei para verSe a certeza do mundo
Era a que eu pensava ter…
 

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->