Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Compreendendo o desenvolvimento motor - uma visão geral

Compreendendo o desenvolvimento motor - uma visão geral

Ratings: (0)|Views: 549 |Likes:

More info:

Published by: Katlyn Nayane Nogueira on Nov 11, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/11/2014

pdf

text

original

 
COMPREENDENDOODESENVOLVIMENTO
-
MOTOR:UMAVISAO GERAL
TERMOS-CHAVE
Métodolongitudinal Métodotransversal Métodolongitudinalmisto Idadebiológica Crescimento Desenvolvimento l\laturação Experiência Motor Aprendizado Aprendizadomotor Comportamentomotor Controlemotor Desenvolvimentomotor Movimento Padrãodemovimento Padrãodemovimentofundamental Habilidadernotora Habilidadeesportiva Contextoambiental
HABILIDADESDOCAPÍTULO
Aotérminodestecapítulo,vocêdeveser capazde: Familiarizar-secom
a
pesquisade- riosestudiososhistóricosecontcrnporâ- neossobredescnvolvirnciuomotor. Comparar
e
contrastarodesenvolvi- mentomotorcom
outrosestudos
emcomportamentomotor(uprcudizagem motoraccontrolemotor). Demonstrarconhecimentodasvarias formaseleanálisequesãousadasnoes- tudododesenvolvimentomotor. Discutirvantagense
dcficiéncias
dasprincipaismctcdologiasassociadascom oestudodamudança. Idcntificarmétodos-chavedeavalia- çãodamaturidadebiológica. Descreverproblemascomunsasso- ciadoscomoestudododesenvolvimento motor. Listarasclassificaçõesdeidadecro- nológicadodesenvolvimentohumanoao longodavida. Definirtermospeculiaresaocresci- mentosicoeà
maturaçâo
biológica. Discutirasvantagensedeficiências dosváriosmétodosdeclassificaçãodas habilidadesmotoras.
.
t'
CAl'ÍTULOI-
(.'olllprcclIlh:lldu
(I
DesenvolvimentoMotor:L'ruuVisão
(;c.."ral
Dcscm-oh-imento
1//0101"~
acontínua alteração
IlO
coiuportamcntomotor
aolongodociclodavida,proporcionada pelaintcrâoentreasnecessidadesda tarda,abiologiadoindivíduocascon- diçõesdoambiente.
O
estudododesenvolvimentohu- manotemsidodegrandeinte- resseparaestudiososceducadoreshá muitosanos.Oconhecimentodospro-
ccss
osde
desenvolvimento
situa-seno
âmago
daeducação,sejanasaladeaula, noginá~ioounocampodeesportes.Sem
Ulll
profundocouhccimentodosaspec- (osdodesenvolvimentodocomporta- mcntohumano,oscducadprcssomente podemsuporastécnicaseducacionaise
O~
procedimentosdeintervençãoapro- priados.Oseducadoresquesebaseiam
110
mododcsenvolvimcntistaemseuen- sinoincorporam
expcriôncias
deapren- dizadoquesãoapropriadasnãosomente àsidadescronológicas,mastambém,de maneiramaisimportante,aosníveisde desenvolvimentodosindivíduosquees- tãosendoensinados.Oseducadoresde- scnvolvimcntistasreconhecemque,em- boraainstruçãosejaumaspectoimpor- tantedoprocessoensino-aprendizagem, elaoexplicaoaprendizado,aopasso queodesenvolvimentoofaz. Ainstruçãonãoexplicaoaprendiza- do;odesenvolvimento,sim. Umaquantidadeconsideráveldepes- quisastemsidorealizadaeumasériede textosfoiescritasobreoprocessodede- scnvolvimento.Apesquisarealizadaso-
3
breosaspectosdcsenvolvirnentistasdo comportamentomotorfoi,
110
passado, maislimitadanoalcancecnamagnitude doqueapesquisafeitasobreosprocessos cognitivoseafetivosdodesenvolvimento. Ilistoricamente,ospsilogosdcscnvol- virncntistastenderamamostrar-seapenas marginalmenteinteressadosnodesenvol- vimentomotore,mesmoassim,sócomo indicadorvisualdofuncionamentocog- nitivo.Damesmaforma,ospsilogosso- ciaisinteressadosnoprocessododesen- volvimentoemocionalderamsomente atençãosuperficialaomovimentoe
à
in-fluênciadelenodesenvolvimentosocialc emocionaldoindivíduo.Vistoqueoim- pulsoprimáriodapesquisa
sobre
desen- volvimentomotorveiodosmuitosramos dapsicologia,énaturalqueodesenvolvi- mentomotortenhasidofreqüentemente vistoemtermosdesuasinfluênciaspo- tenciaissobre"Outrasáreasdo
comporta-
mentoecomomeioconvenienteepron- tamenteobserváveldeestudodocompor- tamento,emvezdeumfenômenodigno deestudoporsuaprópriacausa.
o
estudododesenvolvimentomotor, nopassado,foiofuscadopelointeresse nosprocessoscognitivoseafctivosdo desenvolvimento.
o
estudododesenvolvimentomotorpe- losprofissionaisdeeducaçãosica,como umcampoespecializadodepesquisaaca- dêmica,nãoganhouverdadeiroímpeto atéosanos70.Odesenvolvimentomotor éumcampodeestudolegítimoquedis- secaasáreasdefisiologiadoexercício, biornecânica,aprendizadomotorecon- trolemotor,bemcomoasáreasdepsico- logiadesenvolvimentistaepsicologiaso- ciaLAbuscapelacompreensãoprogre-
 
I
I·
4
UNIDADEI-Fundameutos
diuapassoslentos,masfirmes,nosanos
60,eenocomeçouaprogredirvelozmcn- tenosanos70,quandocíncsiologistasc psilogosdesenvolvimentistasmudaram seufocodaabordagemnormativo-dcscri- tivaparaoestudodosprocessosdcsenvol- vimentistassubjacentcs. Nosanos
80,
umcorpodcpesquisa sempreemexpano,compostoporuma novageraçãodeestudiosos,intensificou ointeressepeloestudododesenvolvi- mentomotor.Umaquantidadesempre- cedentesdepesquisas,baseadascmteo- rias,foirealizadadesdeadécadade
1980
atéade
1990,
comdesenvolvimentistas
de
várias
áreasconfrontando-secomoses- tudiososdedesenvolvimentomotor.
O
cs-tudododesenvolvimentomotorocupou seulugarcomoárealegítima
de
pesquisa cienficanoscamposdacinesiologiaeda psicologiadesenvohimcntista,Atualmen- te,osespecialistasestãoestudandotanto osprocessossubjacentesdedesenvolvi- INDIVlDUALHereditariedade, Biologia,
Naturezae
fatores
1
ntnsccos
__---o_
Exp(rií'llcia.
Aprcnclizado.
Encllr:~ja111('11111
FatoresEx,
nsl'coS
mcntoquantoseusmuitosevariadospro- dutos,Estudiososdodesell\'oh'illlcnto
motor
reconhecemqueasexigência,;físicase motorasespecíficasdeumatardamotora intcragcmcomoindivíduo(fatores
hioló-
gieos)e
°
ambiente(fatoresdeexperiêll- ciaouaprendizagem).Os
modelos
tran- sacionais.cornoodescritonaFigut'<l
1,1,
concluemqueosfatoresrelativos11tare- fa,aoindivíduocaoambientenâosão apenasinfluenciados(iutcração).mas tambémpodemsermodificados
(t
rans-Iorrnaçâo)U1l\pelooutro,
j\,;
informaçôcssobre
°
processodede- scnvolvimntomotoraqllin:iculadasnão sãodefinitiva,;,mas!lone:-\tall1entesepre- tendequesejamasmaisrcccntcs.Visto queapesquisaeo
estudo
nestaáreacs- tãocrescendorapidamente,édifícilen- globartudooqueacontecenessecampo emexpansão.i\luitodoqueselêaqui correoriscodeserlt1lrapa~sHdoemapc- AMBIENTE TAREFA
FatoresFísic-
:vi
cánicC'''
/
FIGURA1.1-Alisetransacionaldacausanori~:::nvolvime'"rnot- 11:1';algllll';anos.('asoqucir.:serdereal valorp:tr;111C:tIlI!,Oprllfis,;iollal,11
estudo
d"
dC';t'Il,'nh-ilIlclllo11)(t
nr
dCI"l'
cn
r"l':lr11;-10
sumcntc
o
cxccut.uucluihil
CIlI
.unhicutcs
1:t1lflratllriai"
coutroludos,
1I1a,;t,lIl1hélll dl"'L':tll:tlis:lredo'Ulll.nturoqueo~
indi-
I'Ídlloi'\lklodllsllSidadt,s('1111';gll'111fa- ZI'I',tlllltlll'llIrircuili'\l:ll1'ia~11I1f'llIlIi:'OIIlO L'1l1'il'l'IIII~lillll'iasalllpli:ld:l~,:'\OSS:Ihase dl'\'IIIlIII'l'illll'1I10l'~t:tl'II'SI'\'II(\lIl'\lIISt:tll- t'IIH'IIII'I',Iltl:1IInll1111'llqll:tlltIlL',;tL'
t
cx-ton\llíSI'IHlnl'i'\I'1ito,1111':1"ri!'I')t',;e,;e"- IllIl
!'\
'lIdlllnrtu
ulurlus
l'IlIl""';
conclusúcs
Sl'lldotil'ld"sdas'xl'cklltL'Spesquisascru
andam-ntunumundointciru.
ESTUOO
I'EIU\IANENTENOPROCESSO J)E~ENVOI'vI!lIENTISTA
()dcscnvolvimcntoêlllllproccssocnu-
tínuu
'IUCSL'inicialiacllnccp<oecessa COl1\amorte.()dCSCIII'Oh-iIlIClltoinclui todososaspectosdocomportamc»to
hu-
numoc,t'1I1110resultado,somenteartifi- cialmentepodeserseparadoem"áreas", "Iascs"ou"faixasciárins".,\accuaçâo crcsc.ntcdocone'itll
ti
'desclll'o!l'imclI- to"pcrman.ntc"
é
muitoimportantec devesermant
ida
1Ii!mente.DaI\lC~lI1a formaqueoestudodo;11
c
tatreinadona
adolescência
cnaidadeadultaéimpor-
t
antc,assiino
é()
estudociomovimento noperíodonconatalnaprimeirainncia, nainfânciaenavidaposterior,
i\
luitopode sergallhocomoaprendizadodo
desen-
volvimcntomotoremtodasasidadese comaanálisedessedesenvolvimento comoumprocessoqueduratodaa"ida, Dcsenvolvimetoé11mprocessoper-
I
.rnancntcqueseimcianaconceãoe cessasomentenamorte. 5
l
maperspectivapermanente1)i"U1on- siclcru
o
dCSCIII'Oh'iIlICllto
como
específi-coporáreas,porfasesOlldependentedc faixact.iri».Emvezdisso,talperspectiva sugcrcque"al~ulls"
aspectos
do
dcscn-
volviiucntopodemserconceituadosCI1l esferasde.ircas,estandorelacionadosa IuscsouiIfaixasctárias.enquantooutros nâo
poclcm.Além
disso,oconceito
de
de-scnvolvimcntopcrmancnteincluitoda alteraçãodcscuvolvimcmista-asIIlU- dançaspositivasgeralmcntcassociadasà illf:1I1ciaciladolescênciacasmudanças queocorremeOIl1oproecssoregressivo doenvelhecimento. ()dcscuvolvirucntoII10tor
é
altamente específico.:\nãoantcriorrncntcaceita de
hahilidadc
motora"geral"foirefuta- dapar:1asatisfação
da
maioriadosestu- diososda
área.:\habilidade
superiorCI1l uma
área
motora
não
garantehabilidade similarcrnoutras,Oconceitoobsoletode quealguéllloupossuiounãopossuiha- bilidadeematividadesrnotorasfoisubs- tituídopeloconceitodequecadapessoa temcapacidadesespecíficasemcadauma
<I<IS
muitasáreasdedesempenho.Vários Fatoresqueenvolvemhabilidadesmoto- rasl'desempenhofísicointcragemde mancirascomplexascomodesenvolvi- mcntocognitivocafetivo.Cadaum
des-
scsfatoresé,porsuavez,afetadoporuma amplavariedadedeexigênciasbiológicas/ arnbientaiserelacionadasatarefasespc-
cííicas.
Oprocessodedesenvolvimentoe,mais especificamente.oprocessodedesenvol- vimentomotor,deverialembrar-nos constantemcntedaindividualidadedo aprendiz,Cadaindiv.uotem'ntempo
\1'
culiarp~..aaquisiçãoeparaodcsen- volvimentr~habilidadesmataras.Em- borao
"relógio
biológico"sejabastante específicoquandosetratadaseência deaquisiçãodehabilidades1')oras,o
 
6
nível