Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
540Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila de Direito Constitucional para Concursos - COCP

Apostila de Direito Constitucional para Concursos - COCP

Ratings:

4.89

(99)
|Views: 51,173 |Likes:
Apostila de Direito Constitucional para Concursos - Do curso COCP, utilizadas também nos cursos Sapiens e CPM.
Apostila de Direito Constitucional para Concursos - Do curso COCP, utilizadas também nos cursos Sapiens e CPM.

More info:

Published by: Luiz Henrique Sardella Stutz on Jan 27, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/14/2014

pdf

text

original

 
INTRODUÇÃO
Esta obra o tem a preteno de esgotar todo o tema de direitoconstitucional. Visa, sim, ajudar o aluno ou candidato a se nortear no tema, incentivando-o abuscar na doutrina o aprofundamento tão necessário a aprovação em concursos públicos.Caso encontre imperfeições ou tenha sugestões, por favor, participe enviando um e-mail parasardellastutz@gmail.com. Obrigado! Luiz Henrique Sardella Stutz.
CURSO PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS PÚBLICOSDIREITO CONSTITUCIONALPROFESSOR: LUIZ HENRIQUE SARDELLA STUTZ
SUMÁRIO (elaborado conforme os últimos editais realizados pela Polícia Civil, Polícia Federal eRodoviária Federal, através da CESPE/UNB.):1 - Direito Constitucional1.1 - Natureza, Conceito, Objeto2 - Poder Constituinte3 - Supremacia da Constituição e controle de constitucionalidade4 – Repartição dos Poderes5 – Direitos e garantias fundamentais6 - Organização político-administrativa da União, Estados Federados, Municípios e DistritoFederal6.1 – Elementos do Estado6.2 – Unidades Federativas7 – Da Administração Pública8 – Do Poder Legislativo8.1 - Fundamento, atribuições e garantias de independência9 – Do Poder Executivo9.2 - Regimes políticos, formas de governo e sistemas de governo9.2 - Chefia de Estado e Chefia de Governo, atribuições e responsabilidades doPresidente da República10 – Do Poder Judiciário11 – Da Defesa dos Estados e das Instituições Democráticas11.1 - Estado de Defesa, Estado de Sítio, das Forças Armadas e da Segurança Pública12 – Da Ordem Social12.1 - Base e objetivos da ordem social, da seguridade social, da educação, da cultura,do desporto, da ciência e tecnologia, da comunicação social, do meio ambiente, dafamília, da criança, do adolescente, do idoso e dos índios
 
1 - Direito Constitucional
Para o estudo desta matéria que é uma das mais importantes no ramo do direitopúblico, devemos deixar claro que o Direito Constitucional não se confunde com a própriaConstituição Federal de 1988. Esta é, obviamente, fortemente influenciada por aquele, mas oDireito Constitucional deve ser encarado como algo muito mais amplo, inclusive como umaforte ferramenta na luta por uma sociedade mais justa. O nosso cotidiano está todo permeadode Direito Constitucional, e vice-versa. Então vamos nos despir de qualquer conceito prévio etentemos absolver esse interessantíssimo ramo do Direito.O Direito Constitucional é ligado embrionariamente a conceitos e construções políticasque lhe servem, até hoje, de base.1.1 - Natureza, Conceito, Objeto
Podemos dizer que o Direito Constitucional é o ramo do direito público fundamentalà organização e funcionamento do Estado, que estuda normas referentes à organização doEstado, à formação de poderes públicos, formas de governo, aquisição, manutenção e perdado poder de governar, da distribuição de competência, direitos, garantias e deveres doscidadãos.
Há que se alertar, entretanto, que não há como se falar em direito constitucional sementender seu objeto, a Constituição Federal.Constituição é a lei maior, é a reunião de todos os valores supremos de um Estado,instituída para regular a atuação governamental, as relações jurídicas existentes na sociedade,bem como proteger os indivíduos de abusos do poder público. Para
 Alexandre de Moraes
,“deve ser entendida como a lei fundamental e suprema de um Estado, que contém normasreferentes à estruturação do Estado, à formação dos poderes públicos, forma de governo eaquisição do poder de governar, distribuição de competências, direitos, garantias e deveresdos cidadãos”.
Celso de Mello
, por sua vez, entende a constituição como “um complexo de regras quedispõem sobre a organização do Estado, a origem e o exercício do Poder, a discriminação dascompetências estatais e a proclamação das liberdades públicas”.
2 - Poder Constituinte
Poder Constituinte nada mais é do que a reunião de pessoas eleitas pelo titular daConstituição, que é o povo, para criar ou alterar a mesma, ou seja, estabelecer a organização jurídica fundamental e regras quanto à forma de Estado, à forma de governo, ao modo deaquisição, exercício e perda do poder de governar, ao estabelecimento de seus órgãos e aoslimites de sua ação.
 
Uma constituão pode derivar dos trabalhos de uma Assembia NacionalConstituinte, de um processo histórico ou até mesmo revolucionário. O poder que instituiinicialmente uma constituição é o chamado
poder constituinte originário
, visto que irácompor o texto constitucional sem se vincular a nenhuma regra, valor ou norma anterior. Essepoder tem cater eminentemente excepcional, dado que sua exisncia pressuederrubar/apagar a Constituição anterior, sendo
absoluto
e
ilimitado
. Tal poder geralmentenasce em virtude de guerras, conflitos graves, revoluções ou no caso de Estados recém-criados, o que não deixa de ser uma mudança drástica no panorama social, político eeconômico de uma sociedade.O
poder constituinte derivado
é poder de reformar a constituição e de elaborarconstituições estaduais. Esse poder existe, em primeiro lugar, porque o constituinte origináriosabe que a constituão o é um documento perfeito, mas sim algo que precisa seraperfeiçoado e, em segundo lugar, porque a sociedade muda, evolui, devendo, portanto, sermudada também a constituição. No Brasil, o poder constituinte derivado é aquele que oCongresso Nacional ou os órgãos máximos do Poder Legislativo Estadual exercem por meio deemendas à Constituição, pelas revisões constitucionais e pela confecção das Constituiçõesestaduais, sendo em quaisquer casos
subordinado
e
condicionado
.O poder constituinte derivado pode ser classificado como
decorrente
ou
de reforma:
podendo este último ser definido como de emenda ou de revio. As emendas omodificações que podem ser feitas desde que seguidas as regras definidas na constituição.As revisões são oportunidades que o constituinte originário deu ao constituintederivado de, após um determinado período de tempo, fazer a revisão da constituição por meiode um processo mais simplificado que o da emenda constitucional. O constituinte deu umprazo de 5 anos para que fossem analisados os pontos merecedores de reforma naConstituão. Assim, tal como previsto no art. do ADCT Ato das DisposõesConstitucionais Transitórias –, ocorreu em 7 de junho de 1994 a edição de seis emendasconstitucionais de revisão. Esse processo simplificado de alteração constitucional requereuapenas a votação da maioria absoluta dos membros do Congresso Nacional em sessãounicameral.O poder constituinte decorrente é o exercido pelos Estados-membros na confecção desuas Constituições estaduais. Desse processo advém o elemento legitimador, que garante opoder da Constituição: o fato de esta derivar de uma assembléia constituinte formada deparlamentares eleitos democraticamente, ou seja, o povo, indiretamente, faz a Constituição.Não estamos dizendo que somente democraticamente se imponha uma constituição, mas comcerteza essa foi a opção da atual Constituição Federativa do Brasil.
3 - Supremacia da Constituição e controle de constitucionalidade
Inicialmente caberia indagar: o que se entende por Constituição?

Activity (540)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred thousand reads
Carol Bastos liked this
Lorrayne WB liked this
Angela Do Marco liked this
marlonmaguiar liked this
Rafael Lima liked this
msantos_739855 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->