Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
10Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
IMPLANTAÇÃO DE TRILHA E MIRANTE NO MORRO DO CAETÉ, PARQUE NATURAL MUNICIPAL DA PRAINHA, RIO DE JANEIRO

IMPLANTAÇÃO DE TRILHA E MIRANTE NO MORRO DO CAETÉ, PARQUE NATURAL MUNICIPAL DA PRAINHA, RIO DE JANEIRO

Ratings:

4.5

(2)
|Views: 1,034 |Likes:
Published by Flavio Zen

More info:

Published by: Flavio Zen on Feb 02, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/29/2012

pdf

text

original

 
IMPLANTAÇÃO DE TRILHA E MIRANTE NO MORRO DO CAETÉ, PARQUENATURAL MUNICIPAL DA PRAINHA, RIO DE JANEIRO – RJ.Luiz Octavio de Lima Pedreira, Secretaria de Meio Ambiente da Cidade doRio de Janeiro, lolprj@gmail.com / 21 92775784Sérgio Mares Viñas, Secretaria de Meio Ambiente da Cidade do Rio deJaneiro, smvinas@gmail.com / 21 22943096Eixo temático: A Trilha (Técnicas de construção e manutenção)RESUMO
O presente trabalho apresenta a experiência da Secretaria Municipal de MeioAmbiente do Rio de Janeiro - RJ no planejamento e implantação de uma trilha emirante
 
nos contrafortes do Morro do Caeté, no Parque Natural Municipal da Prainha.No ano de A partir de uma antiga e íngreme trilha pré-existente, foi definido umtraçado mais adequado visando facilitar o acesso e reduzir os impactos erosivos douso intensivo desta trilha, bem como selecionado um local adequado à construção deum mirante que permitisse a visualização das praias da Barra da Tijuca, Recreio dosBandeirantes, da Macumba e da Prainha, além da área verde do parque. Ao mesmotempo foi iniciado um trabalho de recuperação ambiental deste contraforte, queencontrava-se coberto por capim colonião, iniciando-se um trabalho dereflorestamento e paisagismo no entorno imediato do mirante. O resultado foi aimplantação de uma trilha com aproximadamente 800 metros de comprimento, cujostrechos pré-existentes mais íngremes foram substituídos por outros com menor declividade, acarretando em uma trilha de maior comprimento e menor inclinação,cujos trechos mais suscetíveis a erosão receberam intervenções físicas visandogarantir a segurança dos usuários, a estabilidade e a redução dos impactos à trilha,além de terem sido transplantadas bromélias que estavam obstruindo a trilha, parareduzir os danos à vegetação. No final dessa trilha, a 130 metros de altitude, foiconstruído um mirante com madeira de ipê e maçaranduba, com banco e proteçãolateral, com aproximadamente 30 metros quadrados. Ao redor desse mirante foiiniciado um trabalho de reflorestamento, por uma equipe do Projeto MutirãoReflorestamento, constituída por moradores de Grumari, na última grande área doParque Natural Municipal da Prainha coberta por capim colonião, ponto ondefreqüentemente ocorre a entrada de fogo no parque. Este conjunto de trilha e mirantese constituiu no principal atrativo do parque, recebendo um grande número devisitantes nos feriados e finais de semana.
 
APRESENTAÇÃO
O presente trabalho apresenta a experiência da Coordenadoria deConservação e Recuperação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente daCidade do Rio de Janeiro - RJ na implantação de uma trilha, um mirante e narecuperação ambiental de uma área degradada no Parque Natural Municipal daPrainha.A Prainha permaneceu praticamente intocada até poucas décadas atrás. Apartir de 1970, com abertura da Avenida Estado da Guanabara, que interligou asEstradas do Pontal e de Grumari, o local tornou-se acessível. Posteriormente, no iníciodos anos 90 a região foi beneficiada pelo projeto da Prefeitura Municipal conhecidocomo Rio Orla, passando a oferecer melhores condições de infra-estrutura àquelesque a visitam. A criação da Área de Proteção Ambiental (APA) da Prainha, através daLei Municipal nº 1.534/90, segundo IBAM (1998) foi motivada pela iminência dedescaracterização da área, devido a um projeto para edificação de hotel no local eimplantação de um condomínio residencial.O Parque Natural Municipal (PNM) da Prainha foi criado em 25/03/99, atravésdo Decreto Municipal n
0
17.445/99, como Parque Municipal Ecológico da Prainha,tendo sido posteriormente renomeado pelo Decreto Municipal n
0
22262/03 comoParque Natural Municipal, visando adequá-lo ao Sistema Nacional de Unidades deConservação – SNUC, Lei Federal nº 9985/2000.O Parque é uma categoria de unidade de conservação que tem como objetivobásico a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica ecênica, possibilitando a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento deatividades de educação e interpretação ambiental, de recreação em contato com anatureza e de turismo ecológico, conforme previsto no SNUC.Inserido na APA da Prainha, está localizado no bairro de Grumari. Limita-se aoeste com o Parque Natural Municipal do Grumari e ao norte com o Parque Estadualda Pedra Branca, formando um amplo e importante conjunto de áreas naturaisprotegidas.Abrangendo uma área de 126,30 ha, caracteriza-se pelo relevo peculiar, comas encostas circundantes, delimitadas pelos Morros do Caeté, Boa Vista e Pedra dosCabritos, integrantes da Serra das Piabas, em forma de anfiteatro, com altitudesvariando desde o nível do mar até mais de 400 metros acima do nível do mar.A cobertura vegetal caracteriza-se pelas diferentes formações típicas da MataAtlântica, com predominância da floresta ombrófila densa submontana, em estágiomédio e avançado de sucessão natural, com predominância de espécies de figueiras(
Ficus spp.
)
 
e carrapeteiras (
Guarea guidonia
), além da presença de espécies
 
exóticas, como jaqueiras e casuarinas nas partes mais próximas à antiga ocupaçãohumana. Em algumas áreas a presença de gramíneas introduzidas como o capimcolonião, (
Panicum maximum
) vem sendo combatida com o reflorestamento comespécies de ocorrência natural na Mata Atlântica.Apresenta ainda remanescentes de floresta ombrófila densa das terras baixas,vegetação de restinga em particular na faixa compreendida entre a Avenida Estradada Guanabara e a areia da Prainha. Nas encostas rochosas desses morros sãoencontradas comunidades de vegetação rupícola, característica dos costões rochosos,com predominância de bromélias, orquídeas e velósias, em particular na Pedra dosCabritos, abrigando uma fauna e flora muito diversificada, incluindo espéciesendêmicas e ameaçadas de extinção.Figura 1 – Vista frontal do PNM da PrainhaApós a criação do parque foram feitas obras de implantação de infra-estruturafísica, sendo sua gestão feita através da contratação de empresas para prestação deserviços de conservação, limpeza e manutenção de áreas verdes. A partir de 2003essa gestão ocorre de acordo com o Manual de Gestão dos Parques NaturaisMunicipais da Cidade do Rio de Janeiro, instituído pela Resolução SMAC 307/03, soba supervisão de um gestor nomeado pela prefeitura.Entre suas principais atrações encontram-se um Centro de Visitantes com deckarborizado, brinquedos infantis, área ajardinada, sanitários e chuveiros, além de umatrilha circular na meia encosta.

Activity (10)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Letícia Caxias liked this
FreitasGomes liked this
trickbio liked this
trickbio liked this
hpeixoto liked this
Lucas Siqueira liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->