Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
17Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
True Blood - Escravos do Amor - Capítulo 32 - Grandes Esperanças

True Blood - Escravos do Amor - Capítulo 32 - Grandes Esperanças

Ratings: (0)|Views: 45,038|Likes:
Published by WE LOVE TRUE BLOOD
Season Finale da Segunda Temporada de nossa novela... Voltaremos em janeiro com a Terceira Temporada!!!
Season Finale da Segunda Temporada de nossa novela... Voltaremos em janeiro com a Terceira Temporada!!!

More info:

Published by: WE LOVE TRUE BLOOD on Dec 18, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/26/2013

pdf

text

original

 
Temporada 02 Capítulo 32 
Grandes Esperanças
We are who we are, people don't change.
“Ela me fez sentir viva, o gosto é incrível.”, Jessica disse para Bill enquantocaminhava atrás dele num dos longos corredores na sede da Autoridade.“Pare com esses disparates.”, ele disse olhando para os lados.“Eu não acredito que não experimentou ainda, só assim irá acreditar em mim.”,ela agarrou o braço dele.“Jessica...”, ele disse entre dentes. “Não ouse repetir isso perante os outros,nunca mais.”“Repetir o que? O sangue de Sookita ser especial?”“Não é especial. Você está querendo nos colocar em problemas se continuar brincando dessa maneira.”“Problema nenhum, querido pai. Sookita precisa ser estudada, e não tem lugar melhor do que aqui na Autoridade.”Bill segurou com força nos ombros de Jessica, e a sacudiu várias vezes, cadavez mais aumentando a força.“Você era a última pessoa que eu esperava que me magoasse dessa maneira.Eu te dei tudo, e você quer me tirar tudo, por causa de um ciúme bobo.”“Eu não quero ser deixada novamente. Não quero ser trocada por ela.”, Jessicaabaixou a cabeça quando ele parou de sacudi-la.“Você é a minha filha, meu sangue está em você. Só peço que pare de agir pelas minhas costas.”, ele a abraçou. “Eu tenho muitos inimigos, minhaquerida, e aos poucos você está fazendo parte deles.”“Não, não... eu não quis te magoar, eu juro. Até afastei Eric de Sookita...”, elaagarrou o paletó dele, encostando a cabeça no ombro.“Sookita casou comigo, nunca corri risco de perdê-la para Eric. Se euprecisasse de sua ajuda, eu pediria.”
 
“Não sou uma inimiga, por favor, não faça isso comigo.”“Se entrar lá dentro e contar essas mentiras sobre Sookita...”, ele a afastou e aencarou nos olhos.“Só que ela tem algo diferente, pai, não pode negar isso.”“Não estou negando, mas aqui não é o lugar ideal para discutirmos esseassunto. Ainda mais quando está sendo acusada de atacar minha esposa.”, elefechou os olhos com uma expressão de dor. “E fará exatamente comocombinamos.”“E se eu não fizer?”, ela recomeçou a caminhar no corredor.“Sei que fará o certo. Não te criei tão errado assim.”, ele disse a alcançandocom alguns passos.Ela passou a mão no rabo de cavalo, abriu um sorriso, só que ele não sorriu devolta como ela esperava. Pararam em frente uma porta dupla que estavaladeada por dois seguranças armados. Um deles abriu a porta obrigandoJessica a entrar depois de Bill.Um novo corredor levava a outra porta dupla, novamente com dois segurançasarmados. Jessica fez uma careta quando se aproximou, estava cansadadesses excessos da Autoridade. Ainda sentia-se fraca pela pouca alimentaçãoque recebeu esses dias, faria com que pagassem de alguma maneira por esses maus tratos quando ela fosse liberada.Jessica ficou surpresa com a suntuosidade da sala que adentraram. O teto emabóbada era todo pintado com imagens que lembravam a Capela Sistina, sóque com sangue e pessoas sendo mordidas. A sala era larga e longa, no fundohavia uma mesa com três pessoas sentadas. Ela viu Santiago ladeado deBastian e Delilah. Havia cadeiras e outras mesas, conforme caminhou até eles,Jessica sentiu como se fosse observava pelos retratos pendurados nasparedes. Até viu algum dos olhos se mexerem numa das pinturas. Ela nãoconhecia a Autoridade a fundo como seu pai, não tinha noção dos rituais, emuito menos entendia a estranha língua que falavam. Só sabia o básico e asleis enfadonhas atuais de não atacar humanos e outras baboseiras, ela pensoudando de ombros.Ela parou em frente à mesa, encarando Santiago e ignorando Bastian e a outravampira. Bill parou ao seu lado, apertou o ombro dela e se afastou sentandonuma cadeira na outra extremidade da sala.“Senhorita Los Mares, essa reunião está sendo filmada e gostaríamos queconfirmasse que está ciente do crime o qual foi acusada?”, Santiago disse numtom pomposo.
 
“Não estou ciente porcaria nenhuma.”Bill se mexeu impaciente na cadeira ao ouvir a resposta malcriada de Jessica.Bastian se recostou na cadeira se divertindo com a situação. Santiago passoua mão na cabeça careca visivelmente nervoso.“Deixe-me refrescar sua memória.”, Delilah disse encarando Jessica com ocenho franzido. “Está sendo acusada de atacar Sookita Montenegro por motivofútil.”“Sim, estou ciente. Eu queria tanto aquele Jimmy Choo
1
que ela ganhou domeu pai.”, ela soltou uma gargalhada.Santiago fez um movimento com a mão para o guarda do outro lado da enormesala que prontamente abriu a porta. O salto de Pam podia ser ouvido conformecaminhava de maneira petulante até onde todos estavam. Santiago indicouuma cadeira perto de Bill para que ela se sentasse. Pam sorriu quando sesentou e cruzou as pernas apoiando o braço nelas.“O que ela faz aqui?”, Bill perguntou se levantando.“Pamela Izabelita Lerõnho é a testemunha principal do caso contra suaadorável filha.”, Santiago disse limpando os óculos com um lenço.“Não fui avisado sobre isso.”, Bill respondeu não contendo o nervosismo.“Nem nós, Pamela quem se ofereceu para depor.”, Delilah disse.“Sempre estou disposta a ajudar.”, Pam disse olhando de Bill para Jessica.“Podemos começar?”, Santiago apontou novamente a cadeira para Bill,esperou o outro se sentar para continuar. “Senhorita Lerõnho, poderiadescrever o que presenciou na noite do dia 19?”“Com prazer, eu vi Jessica, a filha do prefeito, atacando Sookita Montenegro.”,ela apontou o dedo para Jessica.“E o que fazia lá, Pam... digo... Senhorita Lerõnho?”, Bastian perguntouapoiando o queixo numa das mãos.“Eu estava prestando uma visita para Sookita, que é muita amiga de uma deminhas funcionárias.”, ela fez uma pausa dramática. “Quando cheguei lá medeparei com a terrível cena do ataque, graças a minha funcionária Tara queSookita continua viva.”“Vão acreditar nessa ridícula?”, Jessica revirou os olhos na direção de Pam.“Ela está fazendo isso porque Eric Colunga está me comendo.”
1
Famoso designer de sapatos

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->