Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Radioproteção em Serviços de Saúde

Radioproteção em Serviços de Saúde

Ratings: (0)|Views: 38|Likes:
Published by Maria Yokoyama

More info:

Published by: Maria Yokoyama on Dec 22, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/22/2012

pdf

text

original

 
“Radioproteção em Serviços de Saúde”Ana Cecilia Pedrosa de Azevedo
física, D.Sc.FIOCRUZEscola Nacional de Saúde Pública-CESTEHePrograma de Radioproteção e DosimetriaCoordenação de Fiscalização SanitáriaSecretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiroacpa@ensp.fiocruz.br 
SumárioIntrodução
Fontes de Radiações Ionizantes: naturais e artificiaisHistórico
Tipos de Radiação e Seus Efeitos
Interação da Radiação com as CélulasTipos de ExposiçãoEfeitos Biológicos das Radiações Ionizantes: Efeitos Estocásticos e DeterminísticosPropriedades dos Sistemas BiológicosEfeitos da Exposição Pré-NatalSistema de Proteção RadiológicaPrática
versus
IntervençãoClassificação das ExposiçõesFreqüência e Tipos de ExposiçõesIrradiação
versus
ContaminaçãoClassificação de ÁreasAvaliação de Doses Individuais
 
 Níveis de ReferênciaLimites de doses anuaisRiscos Relativos
Raios X: Propriedades, Tubo de Raios XFormação, Processamento e Registro da Imagem RadiográficaMétodos Radiográficos EspeciaisGarantia de Qualidade em Radiodiagnóstico
Valores típicos de Doses em Diagnóstico
Acidentes e Situações de EmergênciaAplicações das Radiações Ionizantes em Medicina e Outras ÁreasMedicina NuclearRadioterapiaGrandezas e UnidadesLeitura Recomendada
Introdução No setor saúde, onde a radiação ionizante encontra o seu maior emprego e como conseqüência, a maior exposição em termos de dose coletiva, é também onde mais são realizadas pesquisas no sentido de se produzir o maior benefício com o menor risco possível.Apesar dos esforços de alguns órgãos governamentais em difundir conhecimentos voltados para as atividadesde Proteção Radiológica (destaca-se aí o papel desempenhado, pela Comissão Nacional de Energia Nuclear -CNEN, através do Instituto de Radioproteçao e Dosimetria - IRD) é ainda, de pouco domínio, mesmo entre os profissionais da área, o conhecimento a respeito dos efeitos maléficos produzidos por exposições queultrapassam os limites permitidos.Segundo dados do IRD, 80% dos trabalhadores que lidam diretamente com fontes emissoras de radiaçãoionizante pertencem ao setor saúde. Esse dado, em última análise, ressalta o compromisso e aresponsabilidade que as Vigilâncias Sanitárias, das três esferas de governo, devem assumir perante asociedade brasileira. Um dos papéis importantes que deve ser vinculado ao dia a dia dos inspetores dasvigilâncias sanitárias, é a de orientar o usuário de materiais e fontes radioativas a desenvolver uma cultura baseada nos princípios da radioproteção e na prevenção de acidentes iminentes e/ou potenciais. Oconhecimento dos equipamentos e as suas aplicações, dos processos de trabalho, e os insumos utilizados, sãoferramentas indispensáveis na identificação dos riscos das instalações radioativas.Outro aspecto que vem merecendo toda a atenção das autoridades sanitárias, é o crescente número deinstalações radiológicas que têm se instalado, principalmente, nos grandes urbanos e que nem sempreabsorvem profissionais com a qualificação desejada para o desempenho de suas funções. Há de se ressaltar, anecessidade de uma formação adequada por parte dos profissionais que atuem na área, o que sem dúvidacontribuirá para uma melhoria da qualidade desse tipo de prestação de serviço à população.1) Fontes de Radiações IonizantesRadiações ionizantes, por definição, são todas aquelas com energia superior a 12,4 eV e que são capazes deionizar átomos.Durante toda a vida, os seres humanos estão expostos diariamente aos efeitos das radiações ionizantes. Estasradiações podem ser de origem natural ou artificial. As fontes naturais, representam cerca de 70% daexposição, sendo o restante, devido à fontes artificiais. A figura 1 exemplifica esta distribuição.
 
Fração de doses na população para fontesnaturais e artificiais
14%13%13%6%1%38%15%Gama (solo eprédios)MedicaInternaCósmicaTorônioOutrosRadiodiagnóstico
 Figura 1Quanto à proteção radiológica, pouco podemos fazer para reduzir os efeitos das radiações de origem natural. No entanto, no que diz respeito às fontes artificiais, todo esforço deve ser direcionado a fim de controlar seusefeitos nocivos. É neste aspecto, que a proteção radiológica pode ter um papel importante.Fontes Naturais Na categoria de fontes naturais encontram-se os produtos de decaimento do urânio e tório, que são o radônio eo torônio. Estes elementos são encontrados em rochas, solos, sedimentos e minérios que contémconcentrações significativas destes elementos e que com o decaimento radioativo transformam-se emradionuclídeos pertencentes à estas famílias radioativas. São gasosos e depositam-se nas partes mais baixasdos ambientes devido a seu alto peso atomico. Representam cerca de 80 % da dose total recebida pelo homemdevido à radiação natural.Outra fonte de origem natural, é a radiação cósmica, proveniente do espaço sideral, como resultante deexplosões solares e estelares. Grande parte dela é freada pela atmosfera, mas mesmo assim, uma porcentagemimportanete atinge os seres humanos. Recentemente, com o aumento do buraco na camada de ozônio daatmosfera, o percentual devido a estas radiações tem aumentado substancialmente.A radiação natural tem as suas origens tanto nas fontes externas (as radiações cósmicas), como nas radiações provenientes de elementos radioativos espalhados na crosta terrestre. Na natureza podem ser encontradosaproximadamente 340 nuclídeos, dos quais 70 são radioativos.Uma vez dispersos no meio ambiente, os radionuclídeos podem ser incorporados pelo homem através da inalaçãode partículas em suspensão, ou então através da cadeia alimentar, pela ingestão de alimentos que concentramesses materiais radioativos. Essas são as duas vias principais de incorporação. A dispersão do material radioativono meio ambiente ocorre sob influência de fatores físicos, químicos e biológicos, sendo que, em geral, osmateriais sólidos apresentam maiores concentrações em relação às concentrações observadas no ar e na água.Assim sendo, o sedimento e o solo são, freqüentemente, os principais reservatórios de fontes poluentesradioativas. Em decorrência disso, o uso do solo, em áreas de alta concentração de materiais radioativos, para finsagrícolas e agropecuários, contribui para a dispersão dos radionuclídeos, através dos produtos produzidos nestasáreas.Fontes Artificiais Na figura 2 exemplificamos as principais fontes das radiações de origem artificial.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->