Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Samkhya

Samkhya

Ratings: (0)|Views: 64 |Likes:

More info:

Published by: Parciphal Ulfhednir 218 on Dec 25, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/27/2012

pdf

text

original

 
सांसांसांसांÉय Éय Éय Éय 
 
Sámkhya
 
Sámkhya
Sámkhya
,
Sankhya
,
khya
, ou
khya
(em sânscrito:
सांÉय)
é o sistemafilosófico indiano que foi desenvolvido concomitantemente com o yoga. A palavrasignifica "Enumeração" ou "Conta".Muito antigo, desenvolveu uma psicologia e ontologia sofisticada, que é a base do
 sádhana
ou prática do yoga. Curiosamente é um sistema ateu que nega a existência deum deus interferente (ishvara).Kapila, que viveu pouco antes do Buda, revisor deste sistema filosófico, escreveu osaforismos em que se baseia grande parte do conhecimento atual sobre este intrincadosistema de pensamento.A investigação através do Sámkhya ampara-se estritamente sobre o conhecimentodiscriminador, racional, especialmente a enfase na causalidade. O caráter teóricoespeculativo do Sámkhya vai eventualmente gerar divergências filosóficas com adeptosdo Yoga, este principalmente prático e experiencial.
Sadhana
Sadhana
ou Abhyasa é um termo sânscrito e significa prática espiritual, é a práticadiária do Yoga ou do tantrismo, para levar o praticante à meta do Yoga, (
moksha
).Existem muitos tipos de sadhana, respeitando as tradições hindu ou budistas, seus praticantes são classificados como Sadhu ou Sadhaka.O objetivo do sadhana, pode ser libertação do Samsara ou uma meta estipulada peloyogi.Os tipos de sadhana podem ser vários. O asthanga sádhana de Patanjali, o sapta-sadhanade Gheranda, o shad-anga-sádhana, o yoga-krytya. Cada yogi estipula para si um tipo desadhana diferente. Uns com mais outros com menos angas, mas todos com a meta doYoga, moksha.O sadhana definido pelo Yoga Sutra de Patanjali envolve yama, niyama, asana, pranayama, pratyahara, dharana, dhyana e samadhi. Outras formas de sadhana sãokirtan, bhajan, puja, kriya, mauna, etc.O acompanhamento de um guru (professor) que oriente o aluno em direção aoconhecimento espiritual é necessário para que ele atinja seu objetivo. Nos dias de hoje existem muitos pseudo-gurus que prometem todo o tipo de resultado.Em geral, os sadhanas vêm prescritos nos Vedas, e em textos clássicos como HathaYoga Pradipika, Gheranda Samhita, Shiva Samhita, entre outros.
 
 
Moksha
O mais antigo tratado sobre Sámkhya disponivel - o 'Sámkhyakarika', de Isvara Krsna -inicia o discurso deste modo:
1 - "A partir da ação desagradável das três formas de dor, decorre a investigação domodo de preveni-las; a investigação não é sem propósito só porque o testemunhável existe, porque ele não alcança a prevenção permanente e certa [da dor]." 
 O objetivo do estudo do Sámkhya é o cessar do sofrimento e da dor. Como outrossistemas filosóficos do período, o Sámkhya encara dor e sofrimento como provindos daignorância
avidya
, não de qualquer ignorância, mas de um tipo específico. E estandodentro de uma cultura hinduísta o conceito de Samsara é importante, sendo ele a rodados nascimento, na qual ora você é rico, ora pobre, ora saudável, ora enfermo, ora vivo,ora morto, desse modo, o Sámkhya, como outras escolas filosóficas nascidas na Índia, propõe uma saída a essa condição existencial. O conhecimento obtido através doSámkhya visa Moksha - liberação do sofrimento de todos os tipos, inclusive da morte evida entendida como Samsara.
Ontologia
O Sámkhya é essencialmente dualista. A distinção fundamental é entre
 Prakrití 
, matrizde todos os fenômenos, e
 Púrusha
, a testemunha dos fenômenos.
Prakrití 
Para entender o conceito de Prakrití é necessário que se tenha em vista a noção defenômeno: Prakritíé a matriz que contém todos os fenômenos possíveis. Segundo anoção de causalidade aceita pelo Sámkhya, um efeito qualquer está
contido em potencial 
na sua causa específica. Assim entende-se que, por exemplo o leite contenhaem sí a manteiga em forma latente, potencial. Entretanto, o leite sozinho não pode gerar manteiga: para que o efeito se manifeste é necessário um arranjo específico de causascompostas.Seguindo este raciocínio a teoria do Sámkhya conclui que todos os fenômenosmanifestos devem ser efeitos de uma causa-primordial, uma matriz de onde emanamtodos os fenômenos possíveis. Esta matriz é chamada Prakrití. Para que possa ser efetivamente a causa primordial, é necessário que Prakrití seja ela mesma imanifesta,dado que qualquer manifestação da sua parte seria um fenômeno causado - efeito e nãoa verdadeira causa. Além disso, já que admite-se que os efeitos advenham de causascompostas, Prakrití também é composta por três "princípios" ou "elementos" chamadosGunas.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->