Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
el adobe

el adobe

Ratings: (0)|Views: 13|Likes:
Published by pegaito9090
casas de barro
casas de barro

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: pegaito9090 on Dec 29, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/26/2014

pdf

text

original

 
 910
 
ADOBE
GUILLAUD, Hubert ; HOUBEN, Hugo -
Traité de Construction en Terre
. Marseille: Ed. Parenthéses, 1989, pp. 208-215.Traduzidos para português por Maria Fernandes
1
Produção e produtos
1 - Produção
A produção de tijolos de adobe (terra crua),descreve o modo mais simples de manufacturarmateriais de construção. A história, a geografia eas técnicas de produção de adobe mostram umlargo registro de variantes. Assim os esquemasde produção apresentados em detalhe podem sermúltiplos e infinitos. Os adobes podem serproduzidos a partir de uma terra no estadolíquido ou de uma terra no estado plástico, comou sem moldes de concepção muito diversas. Oestado plástico permite ainda a produção porextrusão.Terminado o procedimento de produção econtrariamente aos blocos de terra comprimida etaipa, o adobe é um produto maleável e frágil. Asecagem de cada bloco individualmente énecessária, pelo que a área de produção terá deser muito vasta. Se existir a mecanização, emprimeiro lugar existirá a extracção seguida damistura e da moldagem em último lugar.
2 - Produtos
 As formas possíveis de adobe são múltiplas, maso catálogo é bastante inferior ao dos blocos deterra comprimidos.A técnica de produção de adobe impõe formasmaciças.
3 – Períodos de produção
 Cada técnica e cada região do mundo avaliaramos constrangimentos próprios da produção. Asecagem dos adobes está dependente dos favoresdo clima, e da pressão maior ou menor que esteoferece. Dessa forma a produção dos adobescessa durante os períodos frios e chuvosos,assim como nos períodos extremos de calor.Muitos “telheiros” ou locais de fabrico de adobeeram instalados em terrenos nas margens de riose exploravam o material depositado pelas cheias.Estas localizações eram porém pouco eficazes,visto que as cheias obrigavam à diminuiçãoperiódica da zona de secagem – a eira.
4 – Equipas e rendimento
 O tamanho das equipas e o seu rendimento eextraordinariamente variável. Os rendimentosapresentados em anexo cobrem todas asoperações e incluem ainda a extracção earmazenagem.
ÀGUA ADOBETerraESTABILIZADOR
Captação
 Extracção
 Escolha
 
 Reservatório
 
 ArrumoDepósito
 Depósito
 
 
 
 
 Dosagem
 
 Dosagem
 
 
 ─── 
 
 MisturaHúmida
 
 
 ───── 
 
 Moldagem
 
 Cura
 
 Secagem
 
 Armazenagem
Notas
- O esquema de produção anexo descreve amanufactura clássica de adobes estabilizadoscom betume (emulsão, cut-back)*Algumas das operações descritas sãoimprescindíveis para a estabilização.
PRODUÇÃO POR DIA N.º DE TRABALHADORES CUSTOS em Francos F.
 
Mecanizada
20 000 5 a 6 3 000 000
Semimecanizada
10 000 5 a 6 500 000
Manual – melhorada
2 500 4 a 5 0
Manual
500 4 a 5 0
 
 910
 
ADOBE
GUILLAUD, Hubert ; HOUBEN, Hugo -
Traité de Construction en Terre
. Marseille: Ed. Parenthéses, 1989, pp. 208-215.Traduzidos para português por Maria Fernandes
2
Tijolos de adobe clássicos:
eles podem ser manufacturados á mão, sem molde, e forma variável, cónica ou cilíndrica,piriforme ou cúbica. Eles podem ser manufacturados em moldes de madeira ou mecanicamente; as formas possíveissão agora prismáticas, cúbicas ou paralelepipédicas e as suas dimensões muito variáveis com comprimentos entre os25 e os 60 cm.
Tijolos de adobe especiais:
eles podem ser empregues de uma forma clássica, extraordinária ou criadosespecialmente para uma determinada função. É o exemplo das grelhas para ventilação, dos adobes para a construçãode cúpulas e abóbadas de forma a melhorar a aderência nas juntas, dos adobes de fecho ou dos decorativos etc...
Tijolos de adobe parasísmicos:
Devido á sua forma especial, eles podem ter um comportamento parasismico.Outros devido á seu desenho adaptado, permitem a integração de sistemas estruturais parasismicos nas alvenarias, dotipo estruturas verticais, cintagens horizontais etc...
 
 910
 
ADOBE
GUILLAUD, Hubert ; HOUBEN, Hugo -
Traité de Construction en Terre
. Marseille: Ed. Parenthéses, 1989, pp. 208-215.Traduzidos para português por Maria Fernandes
3
Preparação da terra
A terra a utilizar na produção de adobes deve ter uma textura argilosa ou muito siltosa mas aomesmo tempo com grande coesão. A extracção da terra seca ou húmida é uma tarefa pesada,para realizar esta coesão. Os sítios de extracção são sobretudo pantanosos e lamacentos. Apreparação da terra, da forma tradicional é igualmente penosa e realizada com os pés. Apreparação deve ser cuidadosa de forma a garantir uma boa qualidade de adobes. Existem hojeem dia outros meios de preparar a terra, alguns deles mecanizados. Os meios intermédios, entreo manual e o mecanizado, utilizavam muitas vezes animais de carga. Os outros meios depreparação, são evidentemente mais caros.
DESFIAR A PALHA
 À terra é frequentemente acrescentado fibravegetal, geralmente palha. Os talos são cortadoscom o auxílio de instrumentos cortantes. Masexistem no mercado instrumentos de picar oudesfiar palha, manuais ou motorizadas, que podemdebitar grandes quantidades de palha ou de outrasfibras em talos de 1 a 30 cm. O preço referencialdestes instrumentos é de 10 000 Francos Francesesmínimo, em versão manual, e de 15 000 FF emversão motorizada. Os instrumentos de picar edesfiar palha, podem ainda ser empregues parapreparar resíduos vegetais destinados aosdigestivos de metano.
AMASSAR A TERRA1 - Animais
 A preparação da terra exige um longo amassar. Emnumerosas regiões, este trabalho é realizado poranimais que pisam em círculo a área de trabalho,esmagando a terra com as patas. Eles podem serburros, mulas, bois, cavalos etc.
2 - Máquinas
 O material pode ser amassado numa fossa com aajuda de máquinas: retroescavadora, tractor, etc.que podem ao mesmo tempo extrair, misturar etransportar o material. A fossa ou buraco (zona detrabalho), deve conter o fundo estável em areia eum acesso em declive. O espaço para manobra damáquina deve ser o suficientemente largo. Asquantidades de misturas possíveis com máquina sãoenormes na ordem dos 10 m3/h.
3 - Mós
 O amassar pode ser ainda efectuado com o auxíliode mós. Elas podem estar incluídas em recipientescurvos e motorizados ou puxados por animais sobreuma área: um veículo de duas rodas, pode convir,mas deve-se evitar que as bandas de rolamentoafastem a terra após o esmagamento, de forma queesta possa ser constantemente triturada. Os sistemascom mós improvisados não custam quase nada, e asmisturadoras de mós custam na ordem dos 20 000Francos Franceses; este tipo de instrumento é muitopesado e o rendimento ronda os 7 m3/dia.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->