Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Integrais de Linha

Integrais de Linha

Ratings: (0)|Views: 2|Likes:
Published by Josi Maximiano

More info:

Published by: Josi Maximiano on Jan 14, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/12/2013

pdf

text

original

 
INTEGRAIS DE LINHALembrando que integrais definidas (ou integrais duplas) de funçõesescalares cujas imagens são não negativas em todos os pontos do domínio D,são números também não negativos e que representam a área da região do plano acima de D e abaixo da curva gráfico da função de uma variável (ou ovolume do sólido no espaço acima de D e abaixo da superfície gráfico dafunção de duas variáveis).Existem situações não contempladas nos casos acima descritos. Por exemplo, se quisermos calcular a área de um “muro” construído sobre umacurva e cuja altura é variável não é possível fazê-lo através de integraldefinida nem de integral dupla. Porém, o cálculo dessa área segue o mesmo princípio, dando origem a um novo tipo de integrais, as
integrais de linha
ou
integrais curvilíneas
.
 Problema:
Consideremos uma curva
unindo dois pontos no plano XOY e umafunção z =
 f 
(x, y) contínua em D onde D é uma região do plano contendo acurva
C.
Um muro é construído ao longo de
e tem altura igual à
 f 
(x, y)(supondo que
 f 
seja não negativa em D) em cada ponto (x,y) de
C.
Qual é aárea deste muro?Para resolver o problema nós tomamos um partição da curva
obtendon arcos pela introdução de n-1 pontos em
entre os seus extremos.Trando retas verticais por esses pontos (inclusive os extremos)dividimos o muro em n “tiras”. Denotando por 
A
i
a área da i-ésima tira aárea do muro é dada por A =
A
1
+
A
2
+ ... +
A
n
=
=
ni
1
A
i
33
P
1
P
3
P
2
P
0
P
n-1
P
n
 
Vejamos uma aproximação para a área da i-ésima tira,
A
i
. Para isso,tomemos no i-ésimo arco, P
i-1
Pi, um ponto Q
i
(x*
i
, y*
i
) e consideremos a altura
 f 
(x*
i
, y*
i
) do muro neste ponto.O comprimento do arco P
i-1
Pi denotaremos por 
s
i
.Como
 f 
é uma função contínua e a i-ésimatira é estreita podemos aproximar o valor de
 f 
para
 f 
(x*
i
, y*
i
) em todo (x, y) do arcoP
i-1
Pi. Assim, a área da i-ésima tira éaproximada por 
A
i
 
 
 f 
(x*
i
, y*
i
)
s
i
 enquanto a área do muro tem aproximaçãoA
=
ni
1
 
 f 
(x*
i
, y*
i
)
s
i
Como podemos intuir, se aumentarmos indefinidamente o número dearcos na partição, em cada arco o comprimento tende a zero e a função
 f 
tendea assumir o valor constante
 f 
(x*
i
, y*
i
) . Desta forma a área do muro é
34
(x*
i
, y*
i
)
P
i-1
P
i
Q
i
C
XYZ
 
0
 
A =
n
lim
=
ni
1
 
 f 
(x*
i
, y*
i
)
s
i
 
que sabemos tratar-se de uma integral e que é chamada
integral de linha
ou
integralcurvilínea
da função
 f 
ao longo da curva
e denotaremos
∫ 
c
 s y x f  
),(
. Assim,A =
∫ 
c
 s y x f  
),(
Obs:
 
Podemos calcular a integral de linha de uma função ao longo deuma curva, mesmo que ela assuma também valores negativos em pontos destacurva. Como nas integrais definidas o resultado será a diferença entre a áreaonde a
 f 
é não negativa e a área onde a
 f 
é negativa. Desta forma, não hárestrição para o resultado da integral de linha, podendo ser positivo, negativoou nulo.Assim, se
é uma curva suave e limitada no plano XOY e
 f 
é umafunção (escalar) contínua em uma região D do plano e que contém
C.
Aintegral de linha ou integral curvilínea de
 f 
ao longo da curva
é denotada edada por Analogamente, o acima exposto estendemos para a curva
no espaço-3D e a função f de três variáveis. Ou seja,  Naturalmente o cálculo da expressão que acima envolvendo limite, nãoé viável na maioria dos casos. Vejamos um modo simplificado para essescálculos.Consideremos uma parametrização para a curva suave e limitada
dada pela função vetorial
(t) = (x(t), y(t) ) com t
[a, b],de onde,
35
 
∫ 
c
 s y x f  
),(
=
n
lim
=
ni
1
 
 f 
(x*
i
, y*
i
)
s
i
 
∫ 
c
 s z  y x f  
),,(
=
n
lim
=
ni
1
 
 f 
(x*
i
, y*
i
, z*
i
)
s
i
 

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->