Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Viagens de Pero da Covilhã, pelo Conde de Ficalho

Viagens de Pero da Covilhã, pelo Conde de Ficalho

Ratings: (0)|Views: 49 |Likes:

Edição de 1898

Edição de 1898

More info:

Published by: Maria do Rosário Monteiro on Jan 14, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/17/2013

pdf

text

original

 
CONDE
DE
f:JCALHO
-===========--
VIAGENs~·
DE
PEDR
LISBOA
ll\.RARIA
DE
ANTONIO
MARIA
PEREIRA-
EDITOR
5o,
S1-
Rua
Augusta-
.52,
S4
1898
 
ADVERTENCIA PRELIMINAR
Preparando a edição dos
Coloquios
de
Garcia
da
Orta,
e.
tendo
para
isso de
ler uma
boa
parte dos velbos
livro5õ
portuguezes, relativos
ao
Oriente, prendeu-me
por
vezesa altençáo o interesse muito espe.:ial de algumas
das
viagens,
chamadas
JJr"agens
por
/erra.
Descoberto o novo caminho
para
a India pelo Cabo,
encarreirou-se naturalmente
por
alli todo o movimemo
militar c commen.:ial;
mas
succedeu, que alguns viajantes portuguezes isolados, levados pela simples phantasia
ou
pelas necessidades
do
momc:nto, segui.-am ainda varias,·czes a antiga via
do
Meditcrraneo e
do
Egypto
ou
da
Sy
ria.
E
a estas viagens, embora feitas
quasi
todas por
mar
1
se deu
c..
nome de viagens por terra,
em
oppusição
âs
quetomavam o novo caminho
em
volta da Africa, feitas
to-
das
por
mar.
Tencionei, pois, escrever algumas noticias breves
de
vu1garisação âcerca d"aqucl1as viagens, da de AntonioT enreyro,
aa
de Pedro Teixeira, e
da
de
fr.
Gaspar
de S.
Bernardino entre outras,
para
citar
apenas
corno exemplos algumas
das
mais nomeadas.
Iord
ieigneur
tout
homreur
o primeiro Jogar n"estas noticias pertencia
de
 
cAdverlmcia preliminar
direito á viagem de Pedro da Covilhan, primeira na
data
e primeira tambem na importancia. Planeando, porém, oque devia ser uma curta noticia d"esta viagem, succedeuo que quasi sempre succede, ou pelo menos o
que
quasisempre
me
succede, e
foi
que o assumpto me dirigiu
em
vez de eu dirigir o assumpto. A noticia tomou proporçõesinesperadas_ resuhando d"ahi o presente livro, que seprende assim, pela origem e pela epo.:a, ao meu anteriorestudo acerca de Garcia da
Ona,
comquanto seja no todoabsolutamente independente.A epoca mais interessante da historia portugueza é,sem contestação, esta que decorre do meiado do xv
ao
meiado do
xv1
seculo, ou um pouco ah!m. Estes cem,
ou
cento e tantos annos, levam-nos do momento em que osnossos navegadores, saindo das inevitaveis hesitações dosprimeiros tempos, vão seguindo
mais
d e s a s s o m b r a d ~ -
mente
ao
longo da Africa dos negros, ate
ao
momento
em
que a decadencia
do
imperio oriental portuguez
é
patente a todos os espíritos, pelo menos a todos os espíritos dllentos.Sem duvida, esta cpoca tem sido julgada de bem diversos modos; e se ai guns viram ou
só
quizeram veros actos de puro heroismo que a illustram, outros, commais severa critica, têem especialmente procurado osactos de excusada crueldade, ou de venal cubiça, que adeslustram. Sem duvida lambem, se póde encarar diversamente a influencia d·aquella epoca nos successos posteriores. Póde talvez dizer-se, que a memoria e o orgulho d"esses velhos tempos, de grandeza real embora transitaria,
é
ainda hoje
um
dos principaes vínculos
da
nossanacionalidade, um dos
que
mais a têem fonalecido e