Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
13Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
2 Reis 4.1-7_QUANDO PARECE NÃO HAVER MAIS ESPERANÇA

2 Reis 4.1-7_QUANDO PARECE NÃO HAVER MAIS ESPERANÇA

Ratings:

4.0

(1)
|Views: 8,568|Likes:
Published by ELI ROCHA SILVA
QUANDO PARECE NÃO HAVER MAIS ESPERANÇA 2 REIS 4.1-7 I – É PRECISO CLAMAR POR AJUDA 1. Quando os problemas parecem que vão nos engolir, é preciso clamar por ajuda. O salmista diz que Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações (Sl 46.1). 2. A mulher retratada no texto não tinha a quem recorrer, a não ser Eliseu. Melhor para ela: ela chamou o homem de Deus (v.7). 3. As dificuldades eram muitas: havia perdido o seu marido, discípulo de profeta; o marido mo
QUANDO PARECE NÃO HAVER MAIS ESPERANÇA 2 REIS 4.1-7 I – É PRECISO CLAMAR POR AJUDA 1. Quando os problemas parecem que vão nos engolir, é preciso clamar por ajuda. O salmista diz que Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações (Sl 46.1). 2. A mulher retratada no texto não tinha a quem recorrer, a não ser Eliseu. Melhor para ela: ela chamou o homem de Deus (v.7). 3. As dificuldades eram muitas: havia perdido o seu marido, discípulo de profeta; o marido mo

More info:

Published by: ELI ROCHA SILVA on Feb 13, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
See More
See less

06/11/2013

 
QUANDO PARECE NÃO HAVER MAIS ESPERANÇA2 REIS 4.1-7I – É PRECISO CLAMAR POR AJUDA1.Quando os problemas parecem que vão nos engolir, é preciso clamar por ajuda.O salmista diz que
 Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nastribulações (Sl 46.1).
2.A mulher retratada no texto não tinha a quem recorrer, a não ser Eliseu. Melho para ela: ela chamou o homem de Deus (v.7).3.As dificuldades eram muitas: havia perdido o seu marido, discípulo de profeta; omarido morreu com contas a pagar:
“É chegado o credor” (v.1);
dos poucos bens, restaram-lhe apenas dois filhos, que poderiam nas condições das leislocais, serem dados como escravos em pagamento da dívida (v.1).4.Quantas também não são também as nossas dificuldades? A quem clamar? Umdos profetas responde:
“Clama a mim, e responder-te-ei” (Jr 33.3).
5.Muitas vezes clamamos a tudo e a todos, nos esquecendo de clamar Àquele que pode de fato ajudar, tomando o nosso fardo pesado (Mt 11.28-30).6.Ele faz um solene convite, sem arrancar à força das nossas costas, os fardos quefazemos questão de não deixar de lado.7.Quando clamamos precisamos nos mover. Alguns pedem, pedem, mas omovem uma palavra em busca de solução. Muitas orações se arrastam anos a fiosem se chegar a um resultado. Precisamos também ser práticos e rápidos quandoqueremos ver as coisas resolvidas.II – É PRECISO COLOCAR ALGO À DISPOSIÇÃO.1.Eliseu precisa de um ponto de partida. À sua pergunta, certamente a mulher nãotinha a resposta:
“Que te hei de fazer?”.
Algum crente mal-educado diria que sesoubesse não procuraria o pastor. Imagino Eliseu coçando a barba, pois não podia coçar os cabelos (2.23)! Ele quer saber:
“Dize-me o que é que tens emcasa”.
2.Os recursos eram poucos, que diante da vida o representavam nada. Amulher não tinha nada em casa,
 senão uma botija de azeite (v.2).
Algo que não podia faltar na casa de alguém era justamente o azeite. E uma pessoa prudentenunca o deixaria faltar em casa (Mt 25.1ss).3.NaBíblia, o azeite é utilizado como o símbolo da presença deDeusdoEspírito Santo.Jacó, ao ter duas experiências sobrenaturais comDeus, emBetel,em ambas as vezes colocou no local uma coluna de pedra sobre a qual derramouazeite. (Gênesis 28:18 e 35:14). Os judeusutilizavam o azeite nos seussacrifícios e também como uma divinaunçãoque era misturada com perfumesraros. Usava-se, portanto, o azeite na consagração dossacerdotes(Êxodo 29:2-23; Levítico 6:15-21), no sacrifício diário (Êxodo 29:40), na purificação dosleprosos (Levítico 14:10-18 e 21:24-28), e no complemento do voto dosnazireus (Números 6:15). Pode-se afirmar que a Lei previa três tipos de ofertas demanjares que deveriam ser acompanhadas com azeite e sem fermento, as quaiseram: 1) flor de farinha com azeite e incenso; 2) bolos cozidos ou obreias (bolosmuito finos) untadas com azeite; 3) grãos de cereais tostados com azeite eincenso. E, enquanto a ausência de fermento simbolizava a abstinência do pecado, o azeite representaria a presença de Deus.4.Aquela mulher que pensava que não tinha nada, percebeu que tinha tudo.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->