Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
18Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Pré-projeto do mestrado - versão final (Fábio Salgado)

Pré-projeto do mestrado - versão final (Fábio Salgado)

Ratings: (0)|Views: 551|Likes:
Published by Fabio_Salgado

More info:

Published by: Fabio_Salgado on Feb 05, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/13/2013

pdf

text

original

 
1
Verdade e Argumentação:O Relativismo dosArgumentos Falaciosos
Fábio Salgado de CarvalhoLinha de Pesquisa 2: Linguagem, Lógica e Filosofia da Mente
 
2
Objetivos
A literatura corrente sobre falácias costuma atribuir a falaciloqüência
1
a argumentosde maneira bastante generalizada e de modo absoluto. Tem-se a pretensão, nestetrabalho, de mostrar-se que a condição de falaciloqüência de um argumento é relativa àteoria da verdade subjacente à argumentação.
Justificativa
“Disse-lhe Pilatos: Que é a verdade?”(João 18.38
2
)
Friedrich Nietzsche, no seu texto
O Anticristo
, afirma que em todo o NovoTestamento só há apenas uma figura a ser honrada: Pilatos, uma vez que ele enriqueceuo texto bíblico com o seu questionamento acerca da verdade. Platão, quando define oconceito de conhecimento em diálogos como o
Teeteto
, o
Timeu
, o
 Mênon
ou
 A República
, faz uso de outros três conceitos — a saber, os de crença, de verdade e de justificação. Não é incomum que a empreitada filosófica seja entendida como a buscapela verdade e, portanto, não é à toa que escritores como Louis Pojman intitulem livrosque apelam para esse lugar-comum, como, por exemplo,
Philosophy: The Quest for Truth
3
. A verdade tem sido um conceito caro para os filósofos.A argumentação, semelhantemente à verdade, sempre ocupou um papel importante naFilosofia. A maiêutica socrática, por exemplo, foi uma das primeiras técnicasargumentativas utilizadas. A retórica, que teve diversas abordagens ainda naAntigüidade, não era uma técnica utilizada apenas no âmbito político, mas, também,bastante utilizada entre os filósofos, embora tenha sido, por um bom tempo, vista commaus olhos devido ao seu uso pelos sofistas, o que se modificou, principalmente, apósos trabalhos de Chaïm Perelman. É uma tônica, entretanto, no decorrer da história daFilosofia, que o campo argumentativo, baseado, principalmente, na razão, tenha
1
O termo que, provavelmente, soaria de modo mais natural seria “falaciosidade”; entretanto, ele não seencontra registrado no vocabulário ortográfico do nosso idioma — VOLP. Em busca de um substantivopara referirmo-nos às falácias, encontramos o termo “falaciloqüência”, que, embora não seja corrente naliteratura em Língua Portuguesa sobre o assunto, encontra-se registrado no VOLP.
2
Tradução da Bíblia Almeida Corrigida e Revisada Fiel.
3
POJMAN, L.
Philosophy
: The Quest of Truth. 6th ed. New York: Oxford University Press, 2006. 736 p.
 
 
3
ganhado destaque. Temos, assim, um segundo conceito que tem tido relevância para aatividade filosófica: o conceito de argumento.No Século XX, os desenvolvimentos da Lógica, embora, mais tarde, tenham ganhadoindependência da Filosofia
4
, confundiram-se com os desenvolvimentos da FilosofiaAnalítica. A partir de Wittgenstein I — aquele do
Tractatus
5
 
— e de Wittgenstein II —aquele das
 Investigações
6
—, duas escolas filosóficas surgiram. Aquela que se baseouno primeiro deu ênfase à abordagem formal da linguagem, enquanto a escola quebuscou pautar-se no segundo deu preferência à linguagem natural. Os âmbitosabarcados por essas escolas, tendo-se por base a divisão feita por Charles Morris
7
, apartir do trabalho de Peirce, foram o sintático, o semântico e o pragmático, sendo osdois primeiros estudados pela primeira escola e o último, principalmente, pela segunda.A relevância histórica e metodológica referente a essas duas abordagens será importantenos tratamentos que as falácias receberão, embora, contemporaneamente, asdivergências entre as duas escolas tendam a desaparecer. As duas vias metodológicaspromoveram modos distintos de obterem-se conclusões a partir de premissas — umafocando-se em sistemas lógicos formais e a outra por meio de considerações informais,como, por exemplo, a partir do exame de contextos.Com o grande desenvolvimento da Lógica, observou-se a proliferação de sistemaslógicos formais, além do aumento expressivo de tratamentos, formais ou informais, detipos de inferências que não sejam dedutivas, como as abdutivas, retrodutivas, lexicais,analógicas, entre outras. Tendo em vista a riqueza de sistemas lógicos formais possíveis,Newton da Costa chama de “Problema da Dedução” a problemática de justificar-se porque se usa um determinado sistema lógico numa dada teoria. No que concerne àverdade, embora já houvesse outras abordagens anteriores ao advento do século XX,como em F. H. Bradley, Charles Peirce, William James, John Dewey ou até mesmo emHegel, foi apenas no século XX que houve um tratamento sistemático dessas teorias
4
Parece-nos que Frege, Russell e Whitehead, por exemplo, ainda mantinham conotações filosóficas nosseus trabalhos, enquanto, posteriormente, áreas como a Lingüística ou a Computação passaram a dar assuas contribuições para a Lógica a despeito de qualquer relevância filosófica.
5
WITTGENSTEIN, L.
Tractatus Logico-Philosophicus
. Tradução, apresentação e ensaio introdutório deLuiz Henrique Lopes dos Santos. 3ª edição, 2ª reimpressão. São Paulo: Editora da Universidade de SãoPaulo, 2010. 294 p.
6
WITTGENSTEIN, L.
 Investigações Filosóficas
. São Paulo: Editora Nova Cultural Ltda, 2000. 207 p.(Coleção Os Pensadores)
 
7
 
MORRIS, C.
Fundamentos de la teoría de los signos
. Tradução de Rafael Grasa. 1ª edição. BuenosAires: Editorial Paidós, 1985. 111 p.
 

Activity (18)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
Avgvstv Mendes liked this
Fabio_Salgado liked this
Fabio_Salgado liked this
Fabio_Salgado liked this
Tarcisio Greggio liked this
Fabio_Salgado liked this
Fabio_Salgado liked this
Fabio_Salgado liked this
Lucas Ferreira liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->