Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
14788_11_Decisao_cqueiroz_AC1-TC.pdf

14788_11_Decisao_cqueiroz_AC1-TC.pdf

Ratings: (0)|Views: 0 |Likes:

More info:

Published by: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba on Feb 15, 2013
Copyright:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/15/2013

pdf

text

original

 
 
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAÍBA
Processo TC nº 14788/11
Objeto
: Concurso Público
Relator
: Conselheiro Substituto Antônio Gomes Vieira Filho
Responsável:
Jucelino Lima de FariasEmenta: Poder Executivo Municipal. Município deIgaracy. Exame da legalidade de Atos de Admissãode Pessoal decorrentes de Concurso Público. Atosbaixados em consonância com os ditamesconstitucional e legal. Admissibilidade do registro.ACÓRDÃO AC1 TC 315/2013.RELATÓRIOCuida-se de examinar atos de admissão de pessoal baixados pelo Exmo. Prefeito doMunicípio de Igaracy, com antecedência de Concurso Público homologado em abril de 2011 paraprovimento de diversos cargos, eA 1ª Câmara desta Corte, através do Acórdão AC1 TC 2285/2012, declarou legais os atosde admissão apresentados, concedendo os respectivos registros.Em 28/12/2012, o Prefeito Municipal, Sr. Jucelino Lima de Farias, encaminhou a estaCorte os atos de nomeação dos Servidores Ednaldo Barros da Silva e Maria do Socorro Martins CostaLacerda nos cargos de Professor da Educação Básica 3 e Psicólogo, respectivamente.O Órgão de instrução, após exame da documentação encartada aos autos, à luz dalegislação disciplinadora da espécie, concluiu pontuando pela regularidade dos atos de admissão depessoal e, bem assim, pela concessão dos respectivos registros.É o relatório, informando que o processo não foi encaminhado ao órgão Ministerial.VOTO DO CONSELHEIRO RELATOREminentes Conselheiros,À vista das conclusões a que chegou o Órgão de instrução e do pronunciamento oral doMinistério Público junto a este colendo Tribunal, voto no sentido de que a Egrégia 1ª Câmara, comfundamento no art. 71, III da Constituição Estadual, julgue legais os atos de admissão de pessoal, dosquais são beneficiários Ednaldo Barros da Silva e Maria do Socorro Martins Costa Lacerda, concedendo-se os competentes registros, posto que baixados de acordo com as disposições legais pertinentes.DECISÃO DA 1ª CÂMARA DO TRIBUNAL DE CONTAS

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->