Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
43Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A EVOLUÇÃO DO GRAFISMO E A ESCRITA ALFABÉTICA EM CRIANÇAS DE DOIS A SEIS ANOS

A EVOLUÇÃO DO GRAFISMO E A ESCRITA ALFABÉTICA EM CRIANÇAS DE DOIS A SEIS ANOS

Ratings:

4.43

(7)
|Views: 21,534 |Likes:
Esse trabalho é fruto das observações realizadas em alunos de Educação Infantil na cidade de São Paulo O estudo foi realizado no decorrer do ano escolar 2006. Foram selecionados e coletados diversos tipos de desenho de alunos da 1ª série do Ensino Fundamental, e alunos da faixa etária entre 2 e 6 anos. Foram trabalhos livres e outras expressões gráficas produzidas pelas crianças, inclusive as primeiras tentativas de produção da escrita alfabética. Foram analisados 116 trabalhos.
Esse trabalho é fruto das observações realizadas em alunos de Educação Infantil na cidade de São Paulo O estudo foi realizado no decorrer do ano escolar 2006. Foram selecionados e coletados diversos tipos de desenho de alunos da 1ª série do Ensino Fundamental, e alunos da faixa etária entre 2 e 6 anos. Foram trabalhos livres e outras expressões gráficas produzidas pelas crianças, inclusive as primeiras tentativas de produção da escrita alfabética. Foram analisados 116 trabalhos.

More info:

Published by: Unicidade do Conhecimento on Feb 20, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

05/19/2014

 
 
Ena cForEnsilivrpritrabOfrut sist inst 
 
1
Facu
 
CO A U
RC
EVOLM CRIA
sse trabalidade dem seleciono Fundas e outreiras tent alhos.desenvolapenasma de reumento d
 
ldade de Educ
GRESSO IICIDADE D
 
EFILIA
ÇÃO DNÇAS D
o é fruto dão Pauloados e colental, es expresativas deimento do treinapresentaçcomunic
 
ação PUC‐SP.
 TERNACIO CONHE
OMABÇEI
Maria A
GRAFIDOIS
as observestudo f 
 
etados divlunos da f ões gráfiproduçãografismoento espo que cução e expr
 
ivimart@uo
NALIMENTO
 
U
 
E
 
TS
 
A
ita Vivian
SMO ESEIS A
ções realii realizadrsos tiposaixa etárias produda escrit infantil ncífico. Elmina coessão.
.com.br
 
Ã
 
ECE
 
O
Martins
1
ESCRINOS
.
adas em ao no decode desenentre 2 ezidas pelalfabético deve seé um pra produ
 
CIE
CeEd
 
DSC
 
EOI 
A ALF
unos de Erer do ano de aluno6 anos. Fs criança
 
a. Foramr mais coocesso deão da es
EP
ntro de Inveucação e P
 
IT
 
S
 
A
 
BÉTIC
ucação Ino escolars da 1ª séroram trabs, inclusianalisadossideradoconstruçãcrita com
stigação eicologia
fantil006.ie dolhose as116omoo doum
 
MARTINS,
 
M.
 
(2007)
 
A
 
evolução
 
do
 
grafismo
 
e
 
a
 
escrita
 
alfabética
 
em
 
crianças
 
de
 
dois
 
a
 
seis
 
anos.
 
In,
 
V.
 
Trindade,
 
N.
 
Trindade
 
&
 
A.A.
 
Candeias
 
(Orgs.).
 
 A
 
Unicidade
 
do
 
Conhecimento.
 
Évora:
 
Universidade
 
de
 
Évora.
 
______________________________________________________________________
2
 
De acordo com os estudos realizados pelos pesquisadores como Ferreiro(1999), Mèredieu (1994), Derdyk (1989), Greig (2004), e outros, nenhuma dasproduções infantis pode ser considerada uma atividade sensório‐motora apenas,descomprometida e ininteligível, pois todas elas desempenham a função de umregistro, expressam a necessidade de comunicação dos sujeitos que as realizam. Éatravés dessas produções que a criança estabelece uma relação de intercâmbiocom o mundo que a cerca. Portanto, tanto o desenho quanto a produção da escritadevem ser consideradas atividades que, além de envolver uma operacionalidadeprática, o manejo dos instrumentos e matérias, envolve o uso de uma simbologiacomplexa que se revela por meio dos signos gráficos, fruto de um complexoexercício mental, emocional e intelectual.Várias pesquisas sugerem a existência de etapas na evolução do grafismoinfantil. Do primeiro encontro da criança com a folha de papel surge garatuja,composta de dois componentes típicos: o gesto e o traço. O trabalho gerado dessaforma não possui, a princípio, nenhuma preocupação com a figuração, mas mesmoassim podemos encontrar nele a intencionalidade, o conteúdo e as significaçõessimbólicas, ou seja, uma tentativa de representação.Segundo Greig (2004), o ato de rabiscar passa por um processo dedesenvolvimento em que podemos destacar a fase dos rabiscos de base: omovimento circular e o movimento de vaivém e a fase de rabiscos compostos quedarão origem ao traço circular e às figuras primarias. A passagem do gesto aotraçado se faz primeiramente sem nenhum controle visual, a intenção ainda nãoestá na forma mas apenas no ato. Durante esse período de rabiscos primitivos aprodução da criança pode ser denominada como “marca”: marca‐contato e marca‐penetração. É aos dois anos que começa o controle visual do traçado,primeiramente o controle do ponto de partida. A integração completa do olhar comos movimentos da mão e dos dedos conduz “ao duplo controle” que se refere aomesmo tempo a ponto de partida e a ponto de chegada, permitindo a realização docírculo por volta de três anos de vida. Nessa etapa, o traçado arremessadotransforma‐se em movimento circular caracterizado pelas mudanças bruscas dedireção – “pontos de reversão”. As produções criadas durante esse períododenunciam um evidente prazer do gesto marcado pela auto‐aceleração e pelanecessidade de repetição. Com isso, a repetição dos gestos ocasiona a produção dediferentes resultados descomprometidos dos de figuração, no entanto, à medidaque a criança faz a associação de gestos e traços, ela desenvolve sua atividademental.
 
MAa
 
se
Con
 ___ 
Etamrabiporcircde straç
TINS,
 
M.
 
(is
 
anos.
 
In
ecimento.
 
________
Figu
sse deseném traçacos primivolta doslar e rabiegurançatremulo
007)
 
A
 
ev
 
V.
 
TrindaÉvora:
 
Uni
________
a 1. Produç
o (Figuraos com aivos ao esdois anos,co de vaide afirmincerto.
Figura 2 –
lução
 
do
 
gde,
 
N.
 
Triersidade
 
d
________
o gráfica da
) caracterngulaçãoabelecimehá a mat ém, cujação. O ge
esenho do
afismo
 
e
 
adade
 
&
 
A
 
Évora.
 
________
3
 
criança de 1
iza‐se pore uma rnto do vairação paristribuiçãto gráfico
onstro – cri
 
escrita
 
alf .A.
 
Candei
________
 
ano e 11 mes
linhas irrversão quém em fua os doisequilibraé leve, em
ança de 2 an
bética
 
em
 
s
 
(Orgs.).
 
________
es – desenh
gulares, pe marca aos. Segunrabiscos dda refletealguns m 
s e 6 meses
crianças
 
d
 A
 
Unicida
_________
 
livre
ntilhados,passageo Greig (2e base: rauma assocmentos, c
 
dois
 
e
 
do
 
___
masdos004),biscoiaçãoom o

Activity (43)

You've already reviewed this. Edit your review.
LucianaDiasCardoso added this note
A evolução do grafismo
1 thousand reads
1 hundred reads
Marilia Richter liked this
Edilce Miercalm liked this
Fabiana Ferreira liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->