Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Os tabus da relação difíc il da Igreja com o corpo

Os tabus da relação difíc il da Igreja com o corpo

Ratings: (0)|Views: 48 |Likes:
Published by shyznogud

More info:

Published by: shyznogud on Mar 03, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/04/2013

pdf

text

original

 
Os tabus da relação difíc il daIgreja com o corpo
JOANA GORJÃO HENRIQUES Público - 03/03/2013 -
"Há uma relação má da Igreja Católica com a sexualidade, que envenena", diz opadre Anselmo Borges
YARA NARDI/REUTERS
 
Celibato, ordenação de mulheres,homossexualidade são três tabus da IgrejaCatólica que provocam cisões. Bento XVInão deu sinais de que a Igreja esteja com vontade de os rever. Reinvenção na Igrejaprecisa-se, defendem alguns católicosQuando este mês o novo Papa for escolhido,na Capela Sistina, a imagem será esta: 117homens, celibatários, supostamente sem
 
sexualidade. Nos últimos dias, choveramescândalos sobre pedofilia e outros abusossexuais dentro da Igreja Católica. Membrosdo clero condenaram os abusos, outrosdefenderam que não há mais pedofiliadentro da Igreja do que noutras instituições."Não se pode dizer que exista uma relaçãoentre o celibato e a pedofilia", analisa opadre Anselmo Borges. "Mas o celibatoenquanto lei pode levar a uma distorção dasexualidade", diz. "Enquanto continuar a leiobrigatória do celibato, a Igreja estará sob ofogo da suspeita. A Igreja não pode imporcomo lei aquilo que Jesus entregou àliberdade. Trata-se de uma realidadedemasiado intensa e humana para serentregue a uma lei" que "não só é contra osEvangelhos - havia apóstolos casados - comopode ser contra a natureza humana".Celibato, ordenação de mulheres,homossexualidade são três tabus da IgrejaCatólica que provocam cisões nocatolicismo. Bento XVI não deu sinais deque a Igreja esteja com vontade de os rever.Em relação às mulheres, a posição tambémnão foi de flexibilidade. No ano passado,400 padres austríacos apoiados pelomovimento internacional reformador NósSomos Igreja defenderam um apelo àdesobediência pela ordenação das mulherese o fim do celibato - o Papa criticou-o. Nolivro
 Luz do Mundo - O Papa, a Igreja e os Sinais dos Tempos
(2010) diz: "Quando sequer, em nome da não-discriminação,obrigar a Igreja Católica a mudar a sua
 
opinião relativamente à homossexualidadeou à ordenação de mulheres, isso quer dizerque ela já não poderá viver a sua própriaidentidade, e que, em vez disso, há umareligião negativa abstracta que setransforma em critério tirânico e que todosdevemos seguir."
 
Um dos grandes problemas da lei docelibato, analisa a pastora britânica DebbieFlach, é este: "Limita o perfil psicológico dospadres que são ordenados. A generalidadetende a ser introvertido."Há, assim, quem tenha desistido da suamissão de padre, como Fernando Félix, de43 anos, jornalista, presidente daFraternitas, movimento internacional quereúne padres dispensados - para muitos dos115 membros em Portugal foi por causa docelibato. Padre durante cinco anos, é hojemissionário com a mulher - se pudessecasar, não teria deixado de ser pastor."Tenho visto muitos padres que têm uma vida dupla. E os que assumem têm quedeixar de ser padres", diz. O movimentodefende que o celibato deve ser opcional eque, indo às origens, não há justificaçãopara ser obrigatório: "Pedro e outrosapóstolos eram casados".O padre Anselmo Borges, também teólogo eprofessor na Faculdade de Letras daUniversidade de Coimbra, confirma que ocelibato passou a ser lei no Ocidente apenasa partir do século XII, com o Concílio deLatrão II, na "famosa reforma gregoriana".Fundamento: a Igreja quer que os padrestenham uma vida monacal e quando se"impõe a ideia da missa como sacrifícioimpõe-se a ideia de pureza que já vinha do Antigo Testamento". Há razões "maissubtis": "É uma forma de não havernepotismo. Não tendo filhos, impede-se opadre de nepotismo e, por outro lado, de
 
dispersar os bens da Igreja."O teólogo não tem dúvidas de que "há umarelação má da Igreja Católica com asexualidade, que envenena", por seu lado, "arelação com a sociedade", e se manifesta nasposições sobre a contracepção e o uso dopreservativo - que, apesar de tudo, Bento

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
Manel MiraRodrigues added this note
Estes hipócritas não estão bem a conseguir entender a mensagem, pois não? Não nos importa nada que queiram ter sexo uns com os outros, com mulheres, com prostitutos, ou seja lá de que maneira escolherem. O que importa é que mintam e abusem as suas posições de poder para: imporem a sua posição aos outros que não a escolhem; iniciarem persistentemente campanhas de ódio e de perseguição a outras pess

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->