Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Desenvolvimento Cognitivo- Jean Piaget

Desenvolvimento Cognitivo- Jean Piaget

Ratings:

4.83

(12)
|Views: 139,874 |Likes:
Desenvolvimento Cognitivo- Jean Piaget. Os estágios(sensório-motor, pré-operatório, concreto) todo processo bem explicadinho e fácil entender. Texto acadêmico usada na disciplina de Psicologia do Desenvolvimento.
Desenvolvimento Cognitivo- Jean Piaget. Os estágios(sensório-motor, pré-operatório, concreto) todo processo bem explicadinho e fácil entender. Texto acadêmico usada na disciplina de Psicologia do Desenvolvimento.

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: José Hiroshi Taniguti on Feb 28, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/10/2014

pdf

text

original

 
 
Desenvolvimento Cognitivo- Jean Piaget
Quais os mecanismos que o sujeito usa nas diferentes etapas da vida para entender o mundo.?
Quais os processos que o indivíduo usa para conhecer a realidade?
Como se desenvolve o conhecimento de mundo da criança?
Quais os processos mentais envolvidos numa dada situação de resolução de problemas e quais os processos queocorrem na cça para possibilitar aquele tipo de atuação?
Suposição central de Piaget – criança um participante ativo no desenvolvimento do conhecimento, construindo seupróprio entendimento, para ele a criança vai atrás do conhecimento.
Criança, um pequeno cientista, engajada numa exploração ativa buscando entendimento e conhecimento.
Criança tenta adaptar-se ao mundo que a cerca de maneiras satisfatórias.
A adaptação à realidade externa depende basicamente do conhecimento.
Só o conhecimento possibilita o homem um estado de equilíbrio interno que o capacita a adaptar-se ao meioambiente
Conceitos essenciais para a compreensão do processo de desenvolvimento:
HEREDITARIEDADE
– o indivíduo herda uma série de estruturas biológicas (sensoriais e neurológicas) quepredispõe o surgimento de estruturas mentais.
Inteligência não é herdada- herdamos um organismo que vai amadurecer em contato com o meio ambiente.
A maturação do organismo (sistema nervoso central)- vai contribuir de forma decisiva para que pareçam essasnovas estruturas mentais que proporcionam a possibilidade de adaptação cada vez melhor ao ambiente.
A criança precisa desenvolver recursos intelectuais para solucionar uma ampla variedade de situações para viversatisfatoriamente num determinado ambiente social.
Tanto o ambiente físico como social concorrem no sentido de oferecer estímulos e situações que requerem umprocesso cognitivo como resolução.
A riqueza e a pobreza de estimulação tanto no plano sico como social o interferir no processo dedesenvolvimento da inteligência
ADAPTAÇAO
– o ambiente físico e social coloca a criança diante de questões que rompem o estado de equilíbriodo organismo e eliciam a busca por comportamentos mais adaptativos.
O conhecimento possibilita novas formas de interação com o ambiente, proporcionando uma adaptação cada vezmais completa e eficiente, tornando gratificante para o organismo, que sente-se mais apto para lidar comsituações novas.
Novas questões movimentam o organismo no sentido de resolvê-las
para tanto, vai utilizar estruturas mentais já existentes e se estas estruturas mostram-se ineficientes, serão modificadas a fim de chegar a uma formaadequada para lidar com situação
O processo de adaptação é constituído por vários subprocessos vitais.
ESQUEMAS-
são ações básicas de conhecimento, incluindo ações físicas/motoras/sensoriais/motoras e mentais.
Ao nascer a cça não é dotada de capacidade mental pronta, mas de alguns reflexos,como chupar, agarrar.
Devido a imaturidade neurológica e psicológica, a criança não tem conhecimento da realidade externa(objetos,pessoas) ou de seu estado interno (fome,frio), tem apenas sensações.
Ex. reage a luz forte com comportamento reflexo de fechar os olhos
Assim com um equipamento biológico hereditário , a cça irá formar estruturas mentais para organizar este caosde sensações.
Algumas ações apenas físicas ou sensoriais também são esquemas.
-Todos os bebês começam a vida com um pequeno repertório de esquemas sensoriais e motores simples, olhar,tocar ,provar ,ouvir,, no decorrer do desenvolvimento ela vai pouco a pouco adquirindo esquemas mentais maiscomplexos.
Esquema- uma unidade estrutural básica de pensamento ou de ação e que corresponde, de certa maneira, aestrutura biológica que muda e se adapta.
1
 
ESQUEMA – pode referir-se tanto a uma seqüência especifica de ações motoras realizadas pelo bebê paraalcançar uma argola, como à imagem interiorizada da escola que freqüentamos até estratégias complexaspara resolver um problema
.
Vejamos como se da o processo de formação do esquema sensorial motor, por ex. preensão
A cça nasce com o reflexo de preensão , a medida que ocorre a maturação biológica e que o ambiente apresenta acriança inúmeros objetos que podem ser pegos, ira desenvolver um esquema de preensão, que será ativado quandoquiser pegar um objeto e será modificado quando o novo objeto tiver características especificas diferentes.Assim:
Esquemas são unidades estruturais móveis que se modificam e adaptam enriquecendo com isso tanto orepertorio como a vida mental da cca.
Esquemas- estão em contínuo desenvolvimento e permiti uma adaptação mais complexa a realidade que épercebida.
-Os esquemas iniciais primitivos e sensórios-motores se ampliam, se fundem se diferenciam e adquirem aorganização dos sistemas operacionais concretos ou abstratos.
A mudança dos esquemas sensório-motor simples do período de bebe para os esquemas mentais complexosda infância posterior se da pela operação de três processos básicos:
ASSIMILAÇÃO
- tentativa do sujeito para solucionar uma determinada situação, utilizando uma estrutura mental já formada. O NOVO ELEMENTO É INCORPORADO E ASSIMILADO A UM SISTEMA JÁ PRONTO.
 
È o processo de absorver algum evento ou experiência em algum esquema
.
Ex o bebê assimilou o móbile nos esquemas de olhar e alcançar. QUANDO A CRIANÇA APRENDE A SUBIRESCADA, SABERA FAZER EM QUALQUER CIRCUNSTÂNCIA......
Assimilação é um processo ativo; selecionamos as informações. Nós só prestamos atenção aqueles aspectos daexperiência para os quais já temos um esquema. Ex: Quando assiste uma aula, vai guardar aquilo que estiverrelacionado a um conceito já existente.
ACOMODAÇÃO – processo complementar,envolve modificar o esquema em resultado das novas informaçõesabsorvidas pela assimilação.
Modificar estruturas antigas para poder dominar uma nova situação
Para Piaget o processo de acomodação é a chave para a mudança desenvolvimental. Por meio dela, reorganizamosnossas idéias, melhoramos nossas habilidades, mudamos nossas estratégias..Ex. bicicleta com marcha .
Na medida que assimila novas informações, transforma (acomoda) seus conceitos e suas categorias.
Ira modificar suas estruturas antigas para poder dominar uma nova situação. No momento em que conseguedominar adequadamente a bicicleta com marcha, diremos que se acomodou , adaptou-se a nova exigência darealidade para manter com ela um estado de equilíbrio.
O processo de adaptação intelectual é extremamente dinâmico , envolve todo momento a assimilação e aacomodação.
EQUILIBRAÇÃO- reestruturação dos esquemas. A criança está sempre lutando por coerência visandopermanecer em equilíbrio , com o objetivo de entender o mundo e que faça sentido em sua totalidade.
Piaget traça um paralelismo entre o desenvolvimento biológico e mental.
O organismo funciona de modo a atingir e a procurar manter um estado de equilíbrio interno que permita asobrevivência no ambiente.
Para isso os vários elementos orgânicos se organizam em sistemas maiores ou menores para obter umdesenvolvimento e um funcionamento harmônico de todas as partes. Se um elemento entra em desacordo, ocorreum processo no organismo para retornar ao equilíbrio anterior.
Ex. sentir fome- buscara comida- sanar a fome – retorno ao estado de equilíbrio
Organização mental acontece da mesma maneira-equilibração das estruturas cognitivas
Ex. recém-nascido ou poucos meses- recebe serie de impressões sensoriais desprovidas de significado para ela(completo desequilíbrio com a realidade) estando totalmente dependente de outras pessoas.Tarefa principal nesteprimeiro ano de vida é organizar estas impressões sensoriais que permita à criança atuar de modo coerente.
2
 
Isto será possível na medida que possa formar seus primeiros
esquemas sensoriais-motores
, sua formaçãodependera das impressões que receber dos objetos e de sua possibilidade de manipulação
Primeira forma de equilíbrio consiste na formação de uma serie de esquemas sensoriais-motores que permitirãoorganizar o caos inicial de sensações internas e externas, dando condição de atuar sobre a realidade
Desenvolvimento é um processo que busca atingir formas de equilíbrio cada vez melhores
Em cada fase a crça consegue uma organização mental (equilíbrio) que lhe permite lidar com a realidade e que serámodificada à medida que conseguir alcançar novas formas de compreender a realidade e atuar sobre ele e tenderáa uma forma final atingida na adolescência (operações mentais formais) raciocínio utilizado pelo adulto.
Ex. mapa da estrada – anotações e correções análoga às acomodações e o recomeçar e desenhar um novo mapa àequilibração.
Três grandes equilibrações : 18 meses(primeiros símbolos ); entre 5 e 7 anos (operações-ações mentais maisabstratas) e adolescência quando opera idéias e acontecimentos.
Estas três equilibrações criam quatro estágios :ESTAGIO SENSÓRIO-MOTOR – nascimento ate 2 anos
Assistimos ao chamado nascimento da inteligência .
Se definirmos a inteligência como a capacidade de adaptação ao meio , diremos que um ato inteligente é quandorealizado intencionalmente.
Quanto maior a plasticidade da cça ao enfrentar uma situação maior será sua probabilidade de êxito e maior suaadaptação ao meio.
Ex. Recém-nascido e cça de dois anos com fome.
No caso do recém –nascido não há possibilidade de variação dos meios a serem utilizados para satisfação de umanecessidade, enquanto na cça de dois anos são maiores os recursos para alcançar seu objetivo
O bebê tem uma reação reflexa onde a necessidade de alimentação está vinculada ao choro, sem que haja sequer aidentificação do estado motivacional que denominamos fome. A reação é automática .
A cça de dois anos percebe que está com fome. Esta percepção desencadeia a intenção de obter alimento e abusca dos meios para atingi-lo
No decorrer de dois primeiros anos de vida, uma evolução gradual que passa de atos reflexos, com umaplasticidade restrita passa para comportamentos complexos (comportamentos inteligentes)
Procurando traçar a linha evolutiva desta fase inicial de vida observamos a transição de atos reflexosautomáticos para comportamentos sob controle voluntário e consciente.
A cça passa de uma situação de passividade, onde os estímulos desencadeiam reações em bloco, para umaorganização móvel onde os meios podem ser variáveis para a consecução de um fim. A cça então é um serativo com maior domínio sobre suas ações
É com mecanismos presentes desde o nascimento(inato) que a cça vai enfrentar o meio;e este vai tb se adaptar àssua necessidades e exigências
Com o tempo através desta interação, haverá cada vez mais possibilidade de modificação dos comportamentos emfunção das exigências e solicitações particulares de cada situação.
Inteligência então é a possibilidade de variar os meios, as formas de agir, em função da realização dedeterminados objetivos..
Tendo certos padrões prontos ao nascer (reflexo de sucção , preensão ) e pequena plasticidade em termos deadaptação ao meio, predominara a repetição dos comportamentos que possui, esta repetição vai cedendo lugar àinvenção e criação de formas novas de adaptação
Os esquemas são padrões de comportamentos organizados, que tb organizam as experiência da cça. Essência docomportamento de pegar algo, mesmo que podemos pegar de diversas formas. Existe um conjunto básico decoordenação motora subjacente a esta ação de pegar que pode ser transferido para outro pegar.No peodo inicial de vida, a adaptação do bedar-seprincipalmente atras do processo deassimilação(situações novas serão enfrentadas com os esquemas que a cça já dispõe ), a medida que vaiamadurecendo vão se ampliando as interações com o meio, crescendo em importância o processo de acomodação(esquemas e estruturas mudam para enfrentar situação nova)
-Primeiros meses já é capaz de executar atos inteligentes .
3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->