Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Proc_02793_12_0279312fapesq.doc.pdf

Proc_02793_12_0279312fapesq.doc.pdf

Ratings: (0)|Views: 0|Likes:

More info:

Published by: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba on Mar 07, 2013
Copyright:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/07/2013

pdf

text

original

 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
Processo TC nº @02793/12
Objeto: Prestação de Contas AnuaisRelator: Conselheiro Substituto Antônio Gomes Vieira FilhoÓrgão: FAPESQInteressado: Claudio Benedito Silva Furtado
EMENTA: Administração Indireta Estadual.Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba
FAPESQ
- Prestação de Contas Anuais -Exercício de
2011
. Falhas que não comprometem aidoneidade das contas.
Julgamento Regular
.Recomendações.
ACÓRDÃO APL TC 090/2013
RELATÓRIOCuidam os presentes autos da Prestação de Contas da Fundação de Apoio a Pesquisado Estado da Paraíba – FAPESQ
1
, Fundação vinculada à Secretaria de Estado da Ciência eTecnologia e do Meio Ambiente, sob a responsabilidade do, Sr. Claudio Benedito Silva Furtado.A Unidade Técnica de instrução analisou a prestação de contas apresentada e salientouos seguintes aspectos:1. A prestação de contas foi entregue no prazo legal e com todos os documentosnecessários;2. A previsão da receita orçamentária perfez R$ 13.343.000,00, representando umdecréscimo de 2,46%, com relação ao exercício anterior;3. Foram arrecadadas, no exercício, Receitas Correntes no valor de R$ 2.202.052,51;sendo 18,90% referente à receita patrimonial, 36,21% relativa à receita de serviço, 40,57%transferências Correntes e 0,02% Outras Receitas Correntes;4. Quanto às despesas, a Lei n°9.331, de 12/01/11 (LOA/2011) fixou despesas nomontante de R$ 18.689.943,00, correspondente a 0,27% da despesa total fixada para o Estado (R$6.957.299.000,00);5. Foram abertos, no exercício, créditos adicionais no valor de R$ 7.571.512,26 eanuladas dotações na quantia de R$ 4.182.372,62, portanto a despesa autorizada alcançou aimportância de R$ 22.079.082,64;6. A despesa realizada atingiu R$ 3.911471,36; dos quais 5,09% referentes à Pessoal eEncargos Sociais, 94,56% a Outras Despesas Correntes e 0,35% à Despesa de Capital; em relaçãoao exercício anterior houve um acréscimo de 59,59%.7. A execução orçamentária aponta para um déficit de R$ 1.610.646,29.8. O Balanço Financeiro registra saldo para o exercício seguinte de R$ 4.920.192,34;9. O Ativo Permanente apresenta um saldo de R$ 498.136,92, compostoprincipalmente de R$ 382.244,46 na conta Bens Móveis e R$ 115.892,46 na conta Bens Imóveis –Balanço Patrimonial;10. Relativamente aos aspectos operacionais foram registrados 11 convênios quecontinuam em vigência e assinatura de 04 contratos (serviços) sem exigência de contrapartida.
1
A FAPESQ foi criada através da Lei nº 5.624, de 06/07/1992, porquanto, a Lei Complementar nº 67, de 07 de julho de 2005, quedefiniu a Estrutura Organizacional Básica do Poder Executivo do Estado;
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
Processo TC nº @02793/12
11. Não foram encaminhadas denúncias a este Tribunal referente ao exercício emanálise.
 
12.
 
A unidade de instrução apontou as seguintes impropriedades:12.1 De responsabilidade do Gestor: Ausência do parecer do Conselho Fiscal
2
.
sobreas contas da FAPESQ, conforme determina o art. 7º, Inciso I, do Decreto Estadual Nº 19.520/98.12.2 De responsabilidade do Chefe do Executivo Estadual: Repasse parcial dosrecursos referentes à contrapartida, aos programas firmados com o Governo Federal fazendo comque vários convênios deixem de ser prorrogados (
item 9.0
).É o relatório, informando que
os autos não foram submetidos ao órgãoMinisterial
e que foram dispensadas notificações para a presente sessão.
VOTO DO RELATOR
A falha concernente ao não envio do Parecer Conselho Fiscal, não é bastante paramacular as contas em apreço, todavia, requer recomendação. Já no que diz respeito ao repasseparcial de recursos referentes à contrapartida dos programas firmados com o Governo Federal, aeiva, como já salientado pela instrução, alcança o Chefe do Poder Executivo que também exigerecomendação.Assim, à vista do exposto e não restando outra falha e/ou irregularidade, voto nosentido de que este Egrégio Tribunal:1)
JULGUE REGULAR
a presente Prestação de Contas, relativa ao exercício de2011, da
Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba -FAPESQ
, sob aresponsabilidade do Sr. Claudio Benedito Silva Furtado;2)
RECOMENDE
ao atual gestor da Fundação o envio da Prestação de Contas Anualde forma completa, de modo a evitar a reincidência da falha apontada na instrução processual;3)
RECOMENDE
ao Chefe do Executivo Estadual o repasse integral dascontrapartidas referente aos convênios firmados entre a Fundação e o Governo Federal a fim de quenão ocorra solução de continuidade destes.É o voto.
DECISÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS 
os presentes autos do Processo TC nº02793/12 referente à Prestação de Contas anual da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado daParaíba -
FAPESQ
, exercício de 2011, de responsabilidade do Sr. Claudio Benedito Silva Furtado, e
CONSIDERANDO
que as eivas detectadas nos autos não se revestem de gravidadesuficiente para macular as contas prestadas,
2
O exame das contas com parecer do Conselho Fiscal é exigência prevista no art. 7º, Inciso I, do DecretoEstadual Nº 19.520/98.
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
Processo TC nº @02793/12
 ACORDAM OS MEMBROS DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DAPARAÍBA
,
por unanimidade, em sessão plenária realizada nesta data, em:1)
JULGAR REGULAR
a presente Prestação de Contas, relativa ao exercício de2011, da
Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba -FAPESQ
, sob aresponsabilidade do Sr. Claudio Benedito Silva Furtado;2)
RECOMENDAR
ao atual gestor da Fundação o envio da Prestação de ContasAnual de forma completa, de modo a evitar a reincidência da falha apontada na instruçãoprocessual;3)
RECOMENDAR
ao Chefe do Executivo Estadual o repasse integral dascontrapartidas referente aos convênios firmados entre a Fundação e o Governo Federal a fim de quenão ocorra solução de continuidade destes.
Publique-se, registre-se e cumpra-se.
TC- PLENÁRIO MINISTRO JOÃO AGRIPINO, 27 de fevereiro de 2012.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->