Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Origem Da lógica

Origem Da lógica

Ratings: (0)|Views: 2,507 |Likes:
Published by alume3

More info:

Published by: alume3 on Mar 03, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/07/2012

pdf

text

original

 
A
GAlACI~NCIA
semmudaa,decompreendermalanaturezadohomemdoconhecimento,negaraforçadosimpulsosnoconhecimentoe,emgeral,apreenderarazãocomoatividadeinteiramentelivre,desimesmaoriginada;elesfecharamosolhosparaofatodequetambémeleshaviamchegadoasuaspropo~õescontra-dizendooqueeratidoporlido,ouansiandoportranili-dade,posseexclusivaoudominação.Odesenvolvimentomaissutildaretioedoceticismoacabouporimpossibilitartam-t"bémesseshomens;tambémsuasvidaseseusjuízosrevela-
í
ram-sedependentesdosantiquíssimosimpulsoseerrosfun-
I
I
damentaisdetodaexistênciasensível.-EstamaissutilretidãoI
eatitudeticasurgiusemprequeduasproposõesopostas
I
.
CJI
\
pareceram
aplicáveis
àvida,porseremambascompatíveis
\Lcomoserrosfundamentais,istoé,semprequesedediscu-tiromaioroumenorgraude
utilidade
paraavida;eigualmen-tequandonovasproposõesosemostraramúteis,mastampoucoprejudiciaisàvida,enquantomanifestaçõesdeumlúdicoimpulsointelectual,inocentesefelizescomotudoaqui-loqueédico.Gradualmenteorebrohumanofoipreen-chidoportaisjuízoseconvicções,enessenoveloproduziu-sefermentação,lutaeânsiadepoder.osomenteutilidadeeprazer,mastodonerodeimpulsostomoupartidonalutapelas"verdades";alutaintelectualtornou-seocupação,atrati-v.o,dever,profissào,dignidade-:oconhecimentoe,abuscadoverdadeirofinalmenteseinclram,comonecessidadG,entreasnecessid.ades.Apartirdaí,oapenasaeaconvic.-Ição,mastambémoescrutínio,anegação,adesconfiança,acontradiçãotornaram-seum
podel~
todososinstintos"maus"foramsubordinadosaoconhecimentoepostosaoseuserviço,eganharamobrilhodoqueépermitido,útil,honradoe,enfim,oolhareainocênciadoqueé
bom.
Oconhecimentosetor-nouenopartedavidamesmae,enquantovida,umpoderemcontínuocrescimento:atéqueosconhecimentoseosanti-quíssimoserrosfundamentaisacabaramporsechocar,osdoissendovida,osdoissendopoder,osdoisnomesmohomem.Opensador:eisagoraosernoqualoimpulsoparaaverdadeeoserrosconservadoresdavidatravamsuaprimeiraluta,de-poisquetambémoimpulsoàverdade
provou
serumpoder
[138]
O~O
.
LIVROIII
conservadordavida,Anteaimportânciadessaluta,todoorestoéindiferente:aderradeiraquestãosobreascondiçõesdavidaécolocada,efaz-seaprimeiratentativaderesponderaessaquestàocomoexperimento.Atéquepontoaverdadesuportaserincorporada?
-
eisaqueso,eisoexperimento.
111.
~Qrtgem
dológico:
-
Deondesu!:&iu'!.lÓg!9!.!lament~
humana?Certamentedoi~ó~ic~cttlodoniodevetersidoenormenoprinpio.Mas,inçontável$outrosseres,queinfe-riamdemaneiradiversadaqueagorainferimos,f:lesaparece-{ram:eépossívelqueelafossemaisverdadeira!Quem,porexemplo,osoubessedistinguircombastantefreqüênciao"igual';notocanteàalimentaçãoouaosanimaisquelheeramhostis,istoé,quemsubsumissemuitolentamente,fossedema-'iiadocautelosonasubsunção,tinhamenosprobabilidadesde'iobrevivênciadoqueaquelequelogodescobrisseigualdad,e.
L'mtudooqueerasemelhante.Mas
ã
tendênciapredominan-
IL'detrataroqueésemelhante'comoigual-umatendênciaitr>gica,poisnadaérealmenteigual-foioql1eçrjQUQdofun-d:llnentoparaagica.Domesmomodo,paraquesurgisseoI'Onceitodesubsncia,queéindispenvelparaagica,
\
'mbora,nosentidomaisrigoroso,nadalhecorrespondade
n'al
-pormuitotempofoiprecisoqueoql!~h,ádemyveJ
nascoisasnã2fQ§sevistonel11~el}t!c1Q;sseresqueoviam
\
'xatamentetinhamvantagemsobreaquelesqueviamtudo1'111luxo':Todo~Ievadog~udec,autelaaoinfe):ir,todapro-11\nsàocética,constituiemsiumgrandeQ~rigQparaavida.Nl'nhumservivoteriaseconservado,casoatendênciaopos-l.1deatlrmarantesqueadiarojulgamento,deerrareinventarII1\L'Sueaguardar,deassentirantesquenegar,dejulgarantes
quI'serjusto
-
otivessesidocultivadacomextraordinária
Ic)rc,;a.Ocursodospensamentoseinfenciasgicas,em"OSSOrebroatual,correspondeaumprocessoeumaluta1'11\l'impulsosque,tomadosseparadamente,sãotodosmuito11<gicoseinjustos;habitualmenteexperimentamosapenaso
[139]
\\
,~
(1I
'I
"0:i!
",
",111:11111!'I':'11,111.'
 
~
~!
ii~~.fi",
::"'I
t,
:~;
"~...
.""
~I'...
.
I'
I...,
AGAlAClaNCIA
resultadodaluta:opidoeoocultooperahojeemsesseantigomecanismo.112.
~
jY
).
I
'"
Causaeefeitol-
"Explicação';dizemos;masé"descrição"oquenosdistinguedeesgiosanterioresdoconhecimentoedaciência.sdescrevemosmelhor
-eexplicamostão
poucoquantoaquelesquenosprecedemm.Descobrimosl-tiplassuceses,aliondeohomemepesquisadorinnuodeculturasanterioresviaapenasduascoisas,"causa"e"efeito';comosediz;aperfeiçoamosaimagemdodevir,masnãofomosalémdessaimagem,nãovimosoqueportrásdela.Emcadacaso,ariede"causas"seapresentamuitomaiscompletadiantedes,epodemosinferir:taletalcoisamdesuceder
antes,paraquevenhaessaoutm
-
masnada
compreendemos
comisso.Emtododevirquímico,porexemplo,aqualidadeaparececomoum"milagre';agoracomoantes,eassimtambémtododeslocamento;ninguém"explicou"oempurrão.Ecomopoderíamosexplicar?Operamossomentecomcoisasquenãoexistem,comlinhas,superfícies,corpos,átomos,temposdivi-síveis,espaçosdivisíveis
-
comopodeserpossívelaexplica-ção,seprimeirotomamostudo
imagem,
nossaimagem!Bastaconsideraraciênciaahumanizaçãomai§fielpossíveldaSCõi-.sã!),aprendemosanosdescreverdemodocadavezmaispre-ciso,aodescreverascoisasesuasucessão.Causaeefeito:e~adualidadeoexisteprovavelmentejamais
-naverdad~
temosdiantede~um
continuum.
doqualisolamosalgum~Rartes;assimcomopercebemosummovimentoapenas
coI'!}Q
pontosisolados,istoé,nãoov~m()$.propriamente,masoinf~-rimos.Aformasúbitacomquemuitosefeitossedestacamnosconfunde;maséumasubitaneidadequeexisteapenasparanós.Nestesegu!1dQdesul2itéID~i<1:!de_hámnúmeroiofindáyel...de.processosquenosesc~pw.Umintelectoquevissecaus~~êfeitocomo
continuum,
eo,ànossamaneira,comoarbitrá-rioesfdcelamentoedivisão,queenxergasseofluxodoacom..e-
\.
"
oi
"
\
.......
.....
"
[140]LIVRO111
('l'r_rejeitariaanoçãodecausaeefeitoeneg~iaqualqu~r
l'(mdicionalidade.
113.
4!eoria..49svelW!2S--
Tantascoisastêmdesereunir,paraquesurjaumpensamentocienfico;ecadaumadestasfoasnecessáriastemdeserisoladamenteinventada,treinada,culti-vada!Masnoisolamentoelasproduziamefeitobemdiversodo
-
,
quepassamaternointeriordopensamentocienfico,noqual
serestringemedisciplinammutuamente:
-
elasatuavam
\.
comovenenos,porexemplo,oimpulsodeduvidar,oimpulso
t.
1denegar,odeaguardar,odejuntar,dedissolver.Muitasheca--tombeshumanasocorreram,atéessesimpulsoschegarema..-\apreendersuacoexistênciaeasentirqueeramtodosfuõesOdeumafoaorganizadoradentrodeumserhumano!Eco\.<aindaeslongeotempoemqueasfoasarsticaseasabe-I
I
::;
(J
dariapráticadavidasejuntarãoaopensamentocientífico,em
[
queseformaráumsistemaornicomaiselevado,emrelação\c',~
aoqualoerudito,odico,oartistaeolegislador,alcomo\\~
.)
agoraosconhecemos,pareceriampobresantiguidades!J114.
Atéonde
vaiaeiifgramoral.
-
Aovermosumanovaima-
gem~mediatamenteaconstruímoscomajudadetodasas
experiênciasquetivemos,
conforme
o
grau
denossaretidãoe
eqüidade.oexistemvivênciasquenãosejammorais,mesmonoâmbitodapercepçãosensível.
115.
I
Os
quatro~s.~
Ohomemfoieducadoporseuserros:primeiro,elesempreseviuapenasdemodoincompleto;segundo,atribuiu-secaracterísticasinventadas;terceiro,colo..
[141]
11I
,'II'"11
(
j
'<J
t
,
(
'"i'-
 
AGAlACI~NCIA
comomanuseio
-
eaindamais:todooouro
dentrodelas
terá
setransformadoemchumbo.Verdadeiramente,vocêsenten-demdaartecontriaàalquimia,adesvalorizãodoqueévalioso!Experimentemoutrareceitaalgumavez,afimdenãoalcaaroopostodoqueprocuram,comoatéhojesucedeu:
neguem
essasboascoisas,retirem-lhesoaplausodopopula-choeocursocil,façamcomquesejamnovamentevergo-nhassecretasdealmassolitárias,digamque
moraléalgoproi-bido!
Assimtalvezganhem,paraessascoisas,aúnicaesciedehomensqueimporta,querodizer,os
heróicos.
Masentãodevehavernelasalgoparasetemer,enão,comoatéagora,paraseenojar!oseriatempodefalar,arespeitodamoral,comomestreEckhart:"PeçoaDeusquemelivredeDeus"?
r!;;~"
"
.;~'J.
293.o
nossoar.-
sbemsabemosque,paraquemlaaumolharàciênciacomoquedepassagem,àmaneiradasmulhe-rese,infelizmente,demuitosartistas,origorquepedeoseuserviço,ainflexibilidadenaspequenascomonasgrandescoi-sas,arapidezemponderar,julgar,condenar,têmalgoqueinfun-detemorevertigem.Assusta,particularmente,ofatodeserequereromaisdicilesefazeromelhorpossível,semquelouvoredistiõessejamouvidos,masapenascensuraseadmoestações,comoentresoldados-poisobem-feitoétidocomonorma,ofracasso,comoexceção;eanorma,comosem-pre,guardasilêncio.Comeste"rigordaciência"dá-seomesmoquecomaformaeacortesiadamelhorsociedade:
-
eleassustaosnão-iniciados.Masquemaelesehabituatalveznãoconsigaviversenãonessearclaro,transparente,vigorosoebas-tanteelétrico,nessear
viril.
Nenhumoutrolugarlhesesufi-cientementepuroearejado:desconfiaquenesteasuamelhorarteoseriaproveitosaparaoutrosnemprazerosaparasimesmo,que,emmeioamal-entendidos,boapartedesuavidalheescorreriaporentreosdedos,quesempremuitacautela,
muitadissimulãoereservasefarianecessária
-
grandeseinúteisgastosdeenergia!Masnesseelementoclaroesevero
[198]
LIVROIV
1.1\,
temtodaasuaenergia:aíelepode
voar!
Porquetornaria
c'It.
adesceràquelaságuasturvas,ondetemosquenadarepati-
II
hareperdemosacordasasas?
-
Não!Paranósémuitodifí-
111viverali:quefazer,senascemosparaoar,oarpuro,s,ri-\.lisdosraiosdeluz,esebemgostaríamos,comoeles,deandar~I)hrepartículasdoéter,eofugindo,mas
rumando
parao..,o\!Masissonãopodemosfazer:-entãofaçamosoque,")mentenósconseguimos:trazerluzàTerra,ser"aluzdali:rra"!Eparaissotemosnossasasasenossarapidezerigor,porissosomosvirisemesmoterríveis,comoofogo.Quenostemamaquelesqueosouberemaquecer-seeiluminar-seJuntoas!
--
294.
çontra
os
caluniadoresdanaturez4
-
oparamimde-sagradáveisaspessoasnasquaistodopendornaturalsetrans-IÓrmaemdoença,emalgodeformanteeignominioso
-
elas
nosinduziramacrerqueospendoreseimpulsosdoserhuma-noomaus;
elas
oacausadenossagrandeinjustaparacomnossanatureza,paracomtodanatureza!Hápessoasbas:-lantesque
podems~<:ntre~~
seusiJE2ulsoscõl1lgraçaec!es-preocupação:ma~nãoQfazem11?ormedojess<ilma@ná,Eia"máesncia"danatureza!Vem
daí
queseachetãopoucano13'reiãentreóshomensiPoisamarcadestasempreseránãolemerasipróprio,nadaesperardevergonhosodesipróprio,ohesitaremvoarparaondesomosimpelidos
-
nós,pás-sarosnascidoslivres!Aondequerquecheguemos,tudoselivreeensolaradoànossavolta.295.
Hábitosbreves.
-Euamoosbitosbreveseosconside-roomeioinestiveldeviraconhecermuitascoisaseesta-dos,atéaofundodoquetêmdedoceedeamargo;minhanaturezaéinteiramentepredispostaparahábitosbreves,mes-
[199]
\
I'
'11
i
,li
~1
!JIIII
11:
r
IIII1
)
,.,I

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Renata Soares added this note
isso é umaa merdaaaa de site
Chico Silva liked this
The Monk(ey) liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->