Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
04207_11_Decisao_cbarbosa_AC1-TC.pdf

04207_11_Decisao_cbarbosa_AC1-TC.pdf

Ratings: (0)|Views: 0|Likes:

More info:

Published by: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba on Mar 20, 2013
Copyright:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/20/2013

pdf

text

original

 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO1ª CÂMARA
PROCESSO TC N.º 04207/11
Objeto: Prestação de Contas AnuaisRelator: Auditor Renato Sérgio Santiago MeloResponsável: Jammes Wallysom Ferreira de Araújo Advogados: Dr. John Johnson Gonçalves Dantas de Abrantes e outrosInteressado: Josivaldo Rodrigues de OliveiraEMENTA: PODER EXECUTIVO MUNICIPAL – ADMINISTRAÇÃODIRETA – PRESTAÇÃO DE CONTAS ANUAIS – GESTOR DE FUNDOESPECIAL – ORDENADOR DE DESPESAS – APRECIAÇÃO DAMATÉRIA PARA FINS DE JULGAMENTO – ATRIBUIÇO DEFINIDA NO ART. 71, INCISO II, DA CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA, ENO ART. 1º, INCISO I, DA LEI COMPLEMENTAR ESTADUALN.º 18/1993 – Ausência de equilíbrio entre as receitas e as despesasorçamentárias – Manutenção de déficit financeiro no balançopatrimonial – Incorreta contabilização de valores transferidos –Inconformidade nas quantias destacadas nos decretos de aberturade créditos adicionais – Incompatibilidade nas informaçõesconcernentes a suplementações de dotações – Falta de inserção devários certames licitatórios no banco de dados do Tribunal –Realização de alguns dispêndios sem a implementação de prévialicitação – Carência de controles mensais individualizados dos gastoscom veículos – Inexistência de domínio da distribuição demedicamentos e materiais diversos – Ausência de recolhimento deuma pequena parte das contribuições patronais devidas àPrevidência Social – Transgressão a dispositivos de naturezaconstitucional e infraconstitucional – Eivas que comprometemparcialmente o equilíbrio das contas – Necessidade imperiosa deimposição de penalidade,
ex vi 
do disposto no art. 56 da LeiComplementar Estadual n.º 18/1993. Regularidade com ressalvas.Restrição do art. 140, parágrafo único, inciso IX, do RegimentoInterno do TCE/PB. Aplicação de multa. Fixação de prazo parapagamento. Recomendações. ACÓRDÃO AC1 – TC – 00616/13 Vistos, relatados e discutidos os autos da
PRESTAÇÃO DE CONTAS DE GESTÃO DO ORDENADOR DE DESPESAS DO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE JURIPIRANGA,SR. JAMMES WALLYSOM FERREIRA DE ARAÚJO 
, relativas ao exercício financeiro de 2010,acordam os Conselheiros integrantes da
1ª CÂMARA 
do
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAÍBA 
, por unanimidade, com a ausência justificada do Conselheiro FernandoRodrigues Catão e a convocação do Conselheiro Substituto Antônio Gomes Vieira Filho, emsessão plenária realizada nesta data, na conformidade da proposta de decisão do relator aseguir, em:
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO1ª CÂMARA
PROCESSO TC N.º 04207/11
1) Com fundamento no art. 71, inciso II, da Constituição do Estado da Paraíba, bem comono art. 1º, inciso I, da Lei Complementar Estadual n.º 18/1993,
JULGAR REGULARES COM RESSALVAS 
as referidas contas.2)
INFORMAR 
à supracitada autoridade que a decisão decorreu do exame dos fatos e dasprovas constantes dos autos, sendo suscetível de revisão se novos acontecimentos ouachados, inclusive mediante diligências especiais do Tribunal, vierem a interferir, de modofundamental, nas conclusões alcançadas.3)
 APLICAR MULTA 
ao gestor do Fundo Municipal de Saúde de Juripiranga, Sr. JammesWallysom Ferreira de Araújo, inscrito no Cadastro de Pessoas Físicas – CPF sob on.º 040.870.844-18, no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais), com base no que dispõe oart. 56 da Lei Complementar Estadual n.º 18/1993 – LOTCE/PB.4)
 ASSINAR 
o prazo de 30 (trinta) dias para recolhimento voluntário da penalidade ao Fundode Fiscalização Orçamentária e Financeira Municipal, conforme previsto no art. 3º, alínea “a”,da Lei Estadual n.º 7.201, de 20 de dezembro de 2002, com a devida comprovação do seuefetivo cumprimento a esta Corte dentro do prazo estabelecido, cabendo à ProcuradoriaGeral do Estado da Paraíba, no interstício máximo de 30 (trinta) dias após o término daqueleperíodo, velar pelo integral cumprimento da deliberação, sob pena de intervenção doMinistério Público Estadual, na hipótese de omissão, tal como previsto no art. 71, § 4º, daConstituição do Estado da Paraíba, e na Súmula n.º 40 do eg. Tribunal de Justiça do Estadoda Paraíba – TJ/PB.5)
ENVIAR 
recomendações no sentido de que o administrador do Fundo Municipal de Saúdede Juripiranga, Sr. Jammes Wallysom Ferreira de Araújo, não repita as irregularidadesapontadas no relatório da unidade técnica deste Tribunal e observe, sempre, os preceitosconstitucionais, legais e regulamentares pertinentes.Presente ao julgamento o Ministério Público junto ao Tribunal de ContasPublique-se, registre-se e intime-se.
 
TCE – Sala das Sessões da 1ª Câmara, Mini-Plenário Conselheiro Adailton Coêlho Costa
João Pessoa, 14 de março de 2013 ASSINADO ELETRONICAMENTE NO FINAL DA DECISÃO
Conselheiro Arthur Paredes Cunha Lima
Presidente
 
 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO1ª CÂMARA
PROCESSO TC N.º 04207/11
 ASSINADO ELETRONICAMENTE NO FINAL DA DECISÃO
 Auditor Renato Sérgio Santiago Melo
Relator
Presente:
Representante do Ministério Público Especial
 ASSINADO ELETRONICAMENTE NO FINAL DA DECISÃO

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->