Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
04241_11_Decisao_gcunha_PPL-TC.pdf

04241_11_Decisao_gcunha_PPL-TC.pdf

Ratings: (0)|Views: 0|Likes:

More info:

Published by: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba on Mar 21, 2013
Copyright:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/21/2013

pdf

text

original

 
 
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 04241/11 fl. 1/5
 
acss 
Administração Direta Municipal. Prefeitura Municipal de São João do Tigre. Prestação de Contas do Prefeito Eduardo Jorge Lima de Araújo, exercício de 2010.Emissão de parecer favorável à aprovação das contas,com recomendações. Emissão, em separado, de Acórdão contendo as demais decisões.
PARECER PPL TC 00022 /2013 
RELATÓRIO
Trata o presente processo da prestação de contas anuais, relativa ao exercício financeiro de2010, de responsabilidade do Prefeito do Município de São João do Tigre, Sr. Eduardo Jorge Lima deAraújo.A Unidade Técnica de Instrução desta Corte, após análise da documentação encaminhada,emitiu relatório preliminar, fls. 101/133, evidenciando os seguintes aspectos da gestão:1.
 
prestação de contas foi encaminhada ao Tribunal no prazo legal;2.
 
orçamento, Lei nº 359/2009, de 30/12/2009, estimou a receita e fixou a despesa em R$12.350.178,00, e autorizou a abertura de créditos adicionais suplementares até o limite de80% deste valor;3.
 
receita orçamentária arrecadada, subtraindo-se a parcela para formação do FUNDEF, atingiuR$ 7.490.137,77, correspondendo a 60,65% da previsão;4.
 
despesa orçamentária realizada, totalizando R$ 7.511.796,14, correspondeu a 60,82% dafixada;5.
 
créditos adicionais foram abertos e utilizados dentro do limite estabelecido em lei, havendofontes de recursos suficientes para cobertura dos créditos utilizados;6.
 
balanço orçamentário, incorretamente elaborado, apresentou superavit, equivalente a 4,56%da receita orçamentária arrecadada. Consolidando-se as informações do Poder Legislativo, omesmo passa a apresentar um déficit de R$ 21.658,37, equivalente a 0,28% da receitaorçamentária arrecadada;7.
 
balanço patrimonial apresentou superavit financeiro no valor de R$ 142.899,86;8.
 
balanço financeiro apresentou saldo para o exercício seguinte no montante de R$523.075,15, distribuído entre caixa e bancos nas proporções de 4,95% e 95,05%,respectivamente;9.
 
gastos com obras e serviços de engenharia somaram R$ 529.356,66, equivalentes a 7,05%da despesa orçamentária total, sendo que sua avaliação se fará de acordo com os critériosestabelecidos na Resolução RN TC 06/03;10.
 
regularidade no pagamento dos subsídios pagos ao Prefeito e vice-Prefeito;
 
 
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 04241/11 fl. 2/5
 
acss 
11.
 
gastos com remuneração dos profissionais do magistério alcançaram importânciaequivalente a 64,63% dos recursos provenientes do FUNDEB, cumprindo às disposiçõeslegais;12.
 
aplicações em manutenção e desenvolvimento do ensino atingiram valores correspondentesa 28,75% das receita de impostos, cumprindo as disposições constitucionais;13.
 
aplicações em ações e serviços públicos de saúde corresponderam a 15,63% das receitasde impostos, cumprindo o mandamento constitucional;14.
 
gastos com pessoal no percentual de 45,45% da RCL, em relação ao limite de 60%estabelecido no art. 19 da LRF, e 42,02% da RCL, em relação ao limite de 54% estabelecidono art. 20 da LRF, levando-se em consideração o Parecer Normativo PN TC 12/07;15.
 
atendimento às disposições da LRF, quanto ao repasse ao Poder Legislativo, em relação aoque dispõe o inciso I e III do § 2º do art. 29-A da CF;16.
 
Os RGF (1º e 2º semestres) e REO (2º, 3º, 4º, 5º e 6º) foram encaminhados ao TCE no prazolegal;17.
 
não há registro de denúncia; e18.
 
irregularidades constatadas, após a análise das defesas, fls. 141/2737 e 2847/3133, dizemrespeito à:a)
 
déficit na execução orçamentária, no montante de R$ 21.658,37, equivalente a 0,28% dareceita orçamentária arrecadada, descumprindo o art. 1º, § 1º, da LRF;b)
 
não envio do parecer do Conselho do FUNDEB, descumprindo a Resolução RN TC 03/10;c)
 
demonstrativo da dívida flutuante incorretamente elaborado;d)
 
despesas não licitadas, no total de R$ 191.725,80, correspondendo a 2,55% da despesaorçamentária total;e)
 
contratação de pessoal sem concurso público para desenvolvimento de atividades típicasda administração pública, inclusive através de processo licitatório;f)
 
falta de pagamento de obrigações patronais ao INSS, no montante de R$ 234.556,87,sendo R$ 58.145,28 referente à folha de pessoal do magistério;g)
 
pagamento de obrigações previdenciárias feito com atraso e em valores menores que odevido;h)
 
pagamento de parcelamentos junto ao INSS, no montante de R$ 10.266,60, nãocontabilizado;i)
 
demonstrativo da dívida consolidada, que acompanha o RGF, incorretamente elaborado; j)
 
emissão de empenhos únicos para vários credores;k)
 
notas fiscais com rasuras e numeração incompatível com as datas de emissão; el)
 
notas fiscais emitidas com mesma numeração e data de emissão em nome de diferentescredores.
 
 
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 04241/11 fl. 3/5
 
acss 
O Processo foi encaminhado ao Ministério Público junto ao Tribunal, que, através do Parecer nº00160/13, da lavra do d. Procurador Marcílio Toscano Franca Filho, opinou no sentido de que oTribunal:1.
 
Emita parecer contrário à aprovação das contas em análise, de responsabilidade doSr. Eduardo Jorge Lima de Araújo, Prefeito Municipal de São João do Tigre, relativa aoexercício de 2010;2.
 
Declare o atendimento parcial às determinações da LRF;3.
 
Aplique a multa prevista no inciso II, do art. 56, da Lei Orgânica desta Corte, ao Sr.Eduardo Jorge Lima de Araújo e a contadora Maria da Penha de Sousa;4.
 
Comunique à Receita Federal do Brasil acerca dos fatos relacionados nos itens “f” e“g”, acima; e5.
 
Recomende
 
à Prefeitura Municipal de São João do Tigre no sentido de guardar estritaobservância aos termos da Constituição Federal, das normas infraconstitucionais e aoque determina esta Egrégia Corte de Contas em suas decisões, evitando areincidências das falhas constatadas no exercício em análise.É o relatório, informando que o Prefeito e sua contadora foram notificados para a sessão de julgamento.
PROPOSTA DO RELATOR
O Relator entende que devem ser afastadas, para efeito de parecer contrário, devendo, noentanto, ser objeto de multa ao prefeito, com recomendações, as seguintes constatações: déficitequivalente a 0,28% da receita orçamentária arrecadada; não envio do parecer do Conselho doFUNDEB; demonstrativo da dívida flutuante incorretamente elaborado; demonstrativo da dívidaconsolidada, que acompanha o RGF, incorretamente elaborado; pagamentos de obrigaçõesprevidenciárias feitos com atraso, empenhamento a menor, no total de R$ 10.266,60, em relação aosvalores relativos a parcelamentos junto ao INSS, retidos no FPM; e emissão de empenhos únicos paravários credores.Em relação às despesas consideradas não licitadas pela Auditoria, no total de R$ 191.725,80,correspondendo a 2,55% da despesa orçamentária total, as mesmas dizem respeito à: aquisição dematerial hospitalar (R$ 23.413,49) aquisição de medicamentos (R$ 12.731,48); aquisição de materialde expediente (R$ 26.233,88); aquisição de gêneros alimentícios (R$ 27.988,11); locação de veículos(R$ 11.770,00), R$ 23.742,00; peças para veículos (R$27.359,07). Em todos estes casos, houve váriosfornecedores e os valores que eles receberam durante o ano estavam abaixo do exigido para licitação,Portanto, não está evidente, para o Relator, a necessidade de procedimento licitatório exigido pelaAuditoria. O mesmo não se pode dizer quanto à locação e manutenção de sistema de contabilidadefeito a Import Informática Ltda, no total de R$ 36.000,00, e aquisição de material escolar (R$26.229,77), feito à firma João Batista da Rocha Ribeiro, em que uma das aquisições importou em R$12.200,00. Entretanto, Considerando o tipo de despesa e os valores envolvidos, bem como nãohavendo indicação, por parte da Auditoria, de sobrepreço nos serviços prestados e nas aquisições

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->