Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
GPPCP-XII-Audição do Secretário Estado Cultura

GPPCP-XII-Audição do Secretário Estado Cultura

Ratings: (0)|Views: 118|Likes:
Published by Miguel Tiago

More info:

Published by: Miguel Tiago on Mar 25, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/23/2013

pdf

text

original

 
 
PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS
Grupo Parlamentar
Exmo. SenhorPresidente da Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e CulturaPalácio de S. Bento, 25 de março de 2013Assunto:
Audição com o Senhor Secretário de Estado da Cultura
Tendo em conta toda a situação vivida pelas estruturas de criação artística,nomeadamente no que aos apoios indirectos e directos, diz respeito, é crucial que aComissão de Educação, Ciência e Cultura possa compreender as condicionantes que severificaram ao longo dos processos de determinação e distribuição dos apoios.Depois de cortes sucessivos, alguns dos quais aplicados em pleno desenvolvimento doscontratos, depois da diminuição abrupta dos meios financeiros atribuídos à Direcção-Geral das Artes para o apoio às artes, verificam-se ainda hoje inúmeras dificuldades epersistem dúvidas quanto à forma e ao método dos concursos realizados já em 2013.No quadro dos apoios indirectos, várias estruturas levantaram dúvidas quanto à lisurados procedimentos e muitas questões são legitimamente levantadas, quer por essasestruturas, quer pelo Grupo Parlamentar do PCP, nomeadamente quanto ao critério, àforma das decisões e ao volume dos apoios em causa. Mesmo o modelo políticoescolhido pelo Governo e pelo Secretário de Estado da Cultura suscita dúvidas diversasque merecem ser esclarecidas.Da mesma forma, no âmbito dos apoio directos, é evidente que existem insuficiênciasde forma e de substância na medida em que o anúncio dos resultados dos concursosfoi adiado já duas vezes, unilateralmente, pela DGArtes. O apoio directo às artes sofreuum corte de cerca de 75% em valor, tendo como referência o ano de 2011 e alémdisso, sofre agora sucessivos atrasos no seu desfecho. Isso provoca instabilidadeacrescida a todas as estruturas concorrentes e agrava a situação já complexa e próximado limite da subsistência que se coloca a essas estruturas e aos seus trabalhadores.Tendo em conta que os prazos, agora incumpridos, foram estabelecidos pela própriaDGArtes e que surgem na sequência de um já atrasado procedimento concursal, élegítimo que seja questionado o Governo sobre os meios atribuídos à DGArtes parafazer face às exigências que se lhe colocam, tanto quanto é legítimo e urgentequestionar o Governo sobre as orientações políticas e a estratégia de apoio às artesprosseguida.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->