Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Esta União Europeia não presta | entrevista José Ribeiro e Castro, jornal i - 29.mar.2013

Esta União Europeia não presta | entrevista José Ribeiro e Castro, jornal i - 29.mar.2013

Ratings: (0)|Views: 21 |Likes:
Entrevista de José Ribeiro e Castro, deputado do CDS-PP, sobre questões europeias e a actualidade política.
Entrevista de José Ribeiro e Castro, deputado do CDS-PP, sobre questões europeias e a actualidade política.

More info:

Published by: José Ribeiro E Castro on Mar 31, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/31/2013

pdf

text

original

 
i
1/26 a 29S/Cor 259080000NacionalInforma ão GeralDiária
Página (s):Imagem:Dimensão:Temática:Periodicidade:Classe:Âmbito:Tiragem:
29-03-2013
Política
 
i
1/26 a 29S/Cor 259080000NacionalInforma ão GeralDiária
Tiragem:Âmbito:Classe:Periodicidade: Temática:Dimensão:Imagem:Página (s):
29-03-2013
Política
 
José
Ribeiro
e
Castro
Esta
União
Europeianão
presta
Ribeiro
e
Castrodefende
a
destituição
do
presidentedoEurogrupo
depois
do
caso
dos
depósitos
de
Chipre
ANA
LOPES
Existem
os
românticos
à
moda
antiga
e
os
democratascristãos
à
modaantiga
José
Ribeiro
e
Castro
faz
parte
deste
gru
po
cada
vez
mais
raro
no
espaço
euro
peu
e
que
juntamente
com
os
sociais
emocratas
foi
responsávelpela
criação
domodelodoEstado
social
europeu
Tal
vez
seja
por
isso
quemuitasdas
opiniões
defendidaspor
Ribeiro
e
Castrosobre
a
questãoeuropeiaparecemvindas
deoutromundo
no
que
àdireita
mains
tream
diz
agora
respeitoprincipalmen
te
quandoestá
no
poder
Ribeiro
e
Cas
tro
limita
se
agora
a
ser
deputado
Pau
lo
Portas
convidou
o
para
as
listas
assinandoumtratado
depaz
entre
ambos
As
relações
entre
osdois
tinham
se
estra
gado
quando
Ribeiro
e
Castroliderava
o
partidoa
partir
de
Estrasburgoera
deputadoeuropeunessa
altura
etinha
umgrupoparlamentar
fidelíssimo
a
Pau
lo
Portasque
foi
seu
antecessor
e
seu
sucessor
O
CDS
de
Portastambémo
é
poupado
mascom
menosvirulência
que
a
liderançamerkeliana
da
Europa
Concorda
com
o
que
o
Presidenteda
República
disse
recentementeapro
pósito
da
actual
situação
da
Europa
que
o
bomsenso
tinhaemigrado
para
outrasparagens
Concordosinais
muitopreocupan
tes
resposta
tardia
resposta
errada
violação
de
princípios
na
União
Europeia
Creio
que
se
pode
dizerqueesta
UniãoEuropeianão
presta
Tive
acuriosidade
de
irfolhearalgunsprincípiosafirmados
logo
no
preâmbulo
dos
tratados
Isso
agoraparece
históriada
antigui
dade
Um
dos
princípiosfundadores
da
União
Europeia
é
acoesãoe
as
instituições
euro
peias
estãoclaramente
a
afastar
sedis
to
Estão
adesrespeitar
os
tratados
Peranteuma
crisede
facto
muito
difícil
muito
dura
mas
autogerada
tem
a
ver
com
o
euro
e
os
erros
dasuainstituição
que
têmvindo
a
ser
denunciados
São
erros
quem
de
ser
assumidos
pelos
seusprincipaisconstrutores
Vivemos
numregime
doDeustcheEuro
euro
ale
mão
e
épreciso
ter
consciênciadares
ponsabilidadequehouve
quando
se
criouestefigurino
responsabilidades
colec
tivas
quanto
à
construçãoda
Europa
que
não
podemserenjeitadas
sob
pena
de
podermos
estar
a
caminharpara
um
qua
dro
absolutamente
catastrófico
para
todo
o
continente
e
que
faz
regressar
fantas
mas
que
gostaríamos
que
estivessem
completamente
desaparecidos
O
ex
presidente
do
Eurogrupofalourecentementena
possibilidade
deumaguerra
naEuropa
o
éa
primeira
vezque
se
falanisso
Sempre
vi
com
preocupação
a
conjun
çãono
terreno
dealguns
ingredientes
que
se
nãotivermoscautelanomea
damente
o
regresso
à
matriz
do
sonho
europeu
a
construção
efectivade
uma
democraciaeuropeia
ea
ruptura
comumaoligarquiaqueefectivamente
nos
tem
conduzido
para
este
atoleiro
opro
jectoeuropeupoderia
entrar
em
ruptu
ra
e
pudéssemosvoltaraopassado
E
o
passadoqueconhecemosnão
é
muitoinspirador
Eu
quero
acreditar
no
sonho
de
paz
eterna
para
a
Europa
que
é
o
valor
fundador
da
União
Europeia
Mas
essevalor
é
seguro
se
nós
o
segurar
mos
Se
não
o
segurarmos
ele
estáem
riscoChamo
a
atençãopara
aspessoas
quedizemqueuma
guerra
na
Europa
não
é
possívelMas
tambémninguém
imaginava
que
fossepossível
na
ex
Jugos
lávia
E
são
povos
da
nossaEuropada
nossa
mesmacultura
Gostamosdeapon
tar
o
dedo
às
atrocidadesdos
outrosmas
escondemo
lascom
pudorquando
se
passamno
nosso
continente
A
experiên
ciada
ex
Jugoslávia
é
a
ruptura
de
uma
federação
supranacional
Acha
que
ocasodeChiprepode
ser
umrastilho
Ainda
por
cima
com
a
Rússia
aliaolado
Esperoqueo
masconvémobrin
car
com
a
história
nemdesafiá
la
Era
muitoimportante
que
oParlamentoEuro
peupudesse
serum
factorde
coesão
e
de
triunfodasdiferençasdeafirmação
des
te
sonhoabrangente
que
eu
creioquenin
guémquerperder
Mas
temosa
Grécia
PortugalEspanhaItáliaChipre
a
afun
darem
se
A
Europa
entrouemderrapa
gema
seguir
a
Maastricht
e
particular
mentequando
se
aproximou
da
consti
tuiçãoeuropeiaque
foi
um
passo
maior
que
a
perna
com
muito
poucorealismo
quecriou
expectativas
que
não
podia
con
cretizar
A
constituição
europeia
foi
concebidaa
partir
de
umplano
teórico
uma
reproduçãodaDeclaração
deFiladélfia
uma
construção
abstracta
Mas
nãoestãoemcausa
povos
comple
tamentediferentes
Completamentediferentes
Apostou
se
na
constituiçãoeuropeiaem
vezde
aten
der
aos
problemasqueexistiam
e
preci
savamdeseratalhados
Foi
se
mexeremcoisas
que
não
precisavam
de
ser
mexi
dascomo
a
rotatividadedaspresidên
cias
E
não
se
mexeunaquilo
em
que
era
precisomexergovernaçãoeconómica
que
era
umgrande
cal
canhar
de
Aquiles
não
se
mexeuAndamos
agoraa
reboqueda
cri
se
do
euro
a
correratrás
do
prejuízo
pondo
remendos
sobre
remen
dos
Inventou
se
estahistória
dos
tratados
orçamentaisparator
near
a
dificuldadede
ratificação
Andamosnuma
políticade
espa
radrapos
e
sem
uma
abordagem
global
do
problema
E
sobretudo
da
construção
da
demo
cracia
europeia
que
hoje
é
umafantasia
Hoje
o
queexiste
é
um
directórioquegovernaprotegido
por
umaoligarquia
Não
estamosnapráticaa
viverem
ditadura
Um
pouco
Creio
queessas
decisõessobreChipre
e
a
forma
como
foramtomadas
ilustram
isso
e
os
perigos
disso
Sobre
Chipre
umaquestão
que
se
pode
pôr
à
cabeça
éa
dalegitimidadedestas
deci
sões
quer
do
ponto
de
vistadas
autori
dadescipriotasrecémeleitas
quer
do
ponto
de
vistadasautoridadeseuropeias
Os
alemãesvieramimediatamente
dizer
queaculpao
era
deles
Mas
issoé
um
dosproblemas
destaEuro
pa
que
tem
um
imperador
sem
rosto
Nunca
é
ninguém
É
umsistema
é
uma
espécie
de
monstro
sem
olhos
semboca
e
sem
caraumbocadinhoemsistema
de
autogoverno
cuja
legitimidade
demo
crática
é
muitofraca
para
ser
simpá
tico
Se
virmos
a
seguiraMaastricht
houveo
Tratado
de
Amesterdão
Niceo
Tratado
deLisboa
que
ia
ser
o
tratado
eterno
Onde
isso
vai
o
creio
que
o
debate
europeu
tenha
chegado
ao
nível
emqueaspessoas
sintam
a
questão
fun
damental
do
rumo
político
da
Europa
se
querem
ou
nãoquerem
Em
Portugal
o
debateeuropeu
é
abaixode
medíocre
E
existe
perdemos
dois
anos
e
sabemosque
esta
questão
esemcima
da
mesa
indícios
dequea
senhora
Merkel
não
sei
o
quêdequehá
uns
ministrosque
reú
nem
numgrupo
de
reflexão
liderado
pelo
ministroWesterwelle
e
depois
saem
uns
tratadosque
são
atiradospara
o
parla
mento
comoumfacto
consumado
Um
poucocomoadecisãosobreChipre
Onde
andam
os
eurocépticosqueanti
gamente
existiam
no
seu
partido
Eu
não
sou
eurocépticomas
sou
crítico
destaEuropa
Acredito
na
Europaachoque
é
um
sonhomagníficomasmudou
de
natureza
A
Europa
hoje
está
confron
tada
comforçasque
a
querem
reduzir
queo
os
paísestriplo
A
AlemanhaÁustriaFinlândia
Existe
esta
clivagem
entre
a
Europa
do
Nortee
a
Europa
do
Sul
que
é
perigosíssima
E
é
preciso
deci
dir
de
uma
vezousimou
sopasOu
sim
ou
sopas
O
que
é
o
sim
e
o
que
éo
sopas
O
sim
é
aprofundar
a
União
Europeia
e
construir
a
pátriaeuropeiaa
sérioSenão
é
reduzi
laa
umformato
que
convenha
a
todos
Creio
que
issoé
mais
importante
quecontinuarmos
numa
luta
contra
a
rea
lidade
Às
vezesaspessoasdizem
que
des
cafeinara
União
Europeia
é
destruí
laEu
creioquetudo
o
queseja
manter
ospovos
unidosem
torno
deobjectivos
quesejam
realistasnemque
fosse
apenas
oFestival
Eurovisão
da
Canção
é
importante
porquepreservaa
paz
naEuropa
Isso
implicava
sair
do
euro
O
problemaque
see
é
mais
do
que
issoé
asustentabilidade
do
próprioeuro
Discutiristo
nesta
altura
seriaintrodu
zir
factores
de
instabilidadeMas
eu
espe
ro
que
aspessoas
que
sãomais
respon
sáveis
que
estão
sentadas
nos
lugares
dedecisão
tenham
issono
seu
espírito
Até
paradefender
o
euro
decisões
que
carecem
de
um
tipo
de
legitimida
depolíticaque
eu
creioquehojenin
guém
na
União
Europeiatem
E
é
issoque
me
leva
a
apontar
o
dedo
àAlema
nha
o
autoridade
políticanasins
tâncias
europeias
para
se
tomarem
algu
i
1/26 a 29S/Cor 259080000NacionalInforma ão GeralDiária
Tiragem:Âmbito:Classe:Periodicidade: Temática:Dimensão:Imagem:Página (s):
29-03-2013
Política

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->