Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
29Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Direito Constitucional - Devido Processo Legal

Direito Constitucional - Devido Processo Legal

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 9,333 |Likes:
Published by C. A. Inocêncio
Estudo criterioso sobre o Devido Processo Legal Judicial e Administrativo na Constituição Federal de 1988, dedicado ao profissionais do Direito...
Estudo criterioso sobre o Devido Processo Legal Judicial e Administrativo na Constituição Federal de 1988, dedicado ao profissionais do Direito...

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: C. A. Inocêncio on Mar 19, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/07/2013

pdf

text

original

 
1. INTRODUÇÃO
O presente trabalho tem por objeto a analise da importância do
Devido ProcessoLegal
1
no processo judicial e no administrativo em relação à tutela dos “interesses difusos ecoletivos” a partir da Constituição Federal de 1988 e Leis Especiais.E mais, tem a finalidade de abordar os princípios atinentes ao direito processual civilinseridos na Constituição Federal de 1988.Os princípios processuais constitucionais, conforme admitido pela doutrinamajoriria, genericamente são o princípio do devido processo legal, da isonomia, docontraditório e ampla defesa, do juiz natural, da inafastabilidade da jurisdição, da publicidadedos atos processuais, da motivação das decisões, do duplo grau de jurisdição e proibição da prova ilícita.A grande parte dos princípios processuais constitucionais estão insculpidos no artigo5º da Constituição Federal, inserido dentro do Título Dos direitos e garantias fundamentais ,demonstrando, assim, a sua importância dentro do ordenamento jurídico.Portanto, o presente estudo tratará basicamente, e, de forma sintética, com o intuitode abranger os principais pontos de cada um dos princípios processuais constitucionais,fundamentais para o regular desenvolvimento dos casos concretos postos à apreciação dosórgãos do Poder Judiciário.
Princípios de direito
Considerações geraisOs princípios constituem-se em fontes basilares para qualquer ramo do direito,influindo tanto em sua formação como em sua aplicação. Em relação ao Direito do ProcessualCivil não poderia ser diferente, já que os princípios estão presentes naqueles dois instantes,em sua formação e na aplicação de suas normas.Toda forma de conhecimento filosófico ou científico implica na existência de princípios.
1
Grifo meu.
8
 
Diante disso, através das peculiaridades dos princípios inerentes a cada ramo dodireito e da importância de sua influência, é que se torna extremamente necessário o estudo detais princípios.
ConceitoDe início, a fim de desenvolver um estudo mais completo, é necessário averiguar qual o significado do vocábulo princípios dentro do ordenamento jurídico.Para Reale (1991) os princípios são certos enunciados lógicos admitidos comocondição ou base de validade das demais asserções que compõem dado campo do saber.Em sua lição, Silva (1991), estudioso dos vocábulos jurídicos, ensina que os princípios são os conjuntos de regras ou preceitos que se fixam para servir de norma a todaespécie de ação jurídica, traçando a conduta a ser tida em uma operação jurídica.Segundo Beviláquia os princípios são elementos fundamentais da cultura jurídicahumana. Para Coviello, os princípios são os pressupostos lógicos e necessários das diversasnormas legislativas.A título de ilustração, expõe-se o comentário tecido por Mello (1981) acerca dos princípios em geral:Princípio é, por definição, mandamento nuclear de um sistema, verdadeiro alicercedele, disposição fundamental que se irradia sobre diferentes normas, compondo-lhes o espíritoe servindo de critério para a sua exata compreensão e inteligência, exatamente por definir alógica e a racionalidade do sistema normativo, no que lhe confere a tônica e lhe dá sentidoharmônico. É o conhecimento dos princípios que preside a intelecção das diferentes partescomponentes do todo unitário que há por nome sistema jurídico positivo.Resta assim, revelada a gigantesca importância de um princípio no sistema jurídico,de maneira que, insofismaticamente, pode-se concluir que, ao se ferir uma norma, diretamenteestar-se-á ferindo um princípio daquele sistema, que na sua essência estava embutido.Portanto, conclui-se, das definições trazidas acima, que os princípios são os pontos básicos e que servem de base para a elaboração e aplicação do direito.
9
 
Depois de verificada a importância dos princípios dentro do ordenamento jurídico, passa-se doravante a analisar os princípios constitucionais de processo civil inseridos naConstituição Federal.
Princípio do devido processo legal
O devido processo legal na Constituição FederalO princípio do devido processo legal encontra-se expressamente consagrado naConstituição Federal, insculpido no artigo 5º , inciso LIV, com a seguinte redação.Art. 5º omissisLIV - ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processolegal;Uma grande parte da doutrina entende que os demais princípios processuaisconstitucionais atinentes ao processo civil, possuem a sua gênese no princípio do devido processo legal.Segundo Tucci e Cruz e Tucci (1989) derivam do devido processo legal outros princípios tais o da isonomia, do juiz natural, da inafastabilidade da jurisdão, docontraditório, da proibição da prova ilícita, da publicidade dos atos processuais, do duplo graude jurisdição e da motivação das decisões judiciais.Dentre os que admitem a tese apresentada pelos autores acima mencionados, pode-seindicar Nery Júnior (2000) em sua obra Princípios de processo civil na constituição federal, pois, entende que bastando a adoção do devido processo legal, já decorrerão todos os outrosque ensejam a garantia de um processo e de uma sentença justa.Em sua lição, Maciel (1997) afirma que o princípio do devido processo legal tem asua origem diretamente de duas emendas à Constituição Federal Norte-americana. Comentada seguinte forma:Emenda no. V: [...] ningm secompelido em nenhum processo penal atestemunhar contra si próprio, ou ser privado da vida, liberdade, ou propriedade, sem o devido processo legal.Emenda no. XVI: nenhum Estado privará qualquer pessoa da vida, liberdade, ou propriedade, sem o devido processual legal.
10

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->