Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
02658_12_Decisao_jalves_APL-TC.pdf

02658_12_Decisao_jalves_APL-TC.pdf

Ratings: (0)|Views: 0 |Likes:

More info:

Published by: Tribunal de Contas do Estado da Paraíba on Apr 05, 2013
Copyright:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/05/2013

pdf

text

original

 
 
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 02658/12
1/14
Origem: Prefeitura Municipal de AparecidaNatureza: Prestação de Contas Anuais – Exercício de 2011Responsável: Deusimar Pires FerreiraRelator: Conselheiro André Carlo Torres Pontes
PRESTAÇÃO DE CONTAS
. Município de Aparecida. Exercício de 2011. Acúmulo da duplafunção política e administrativa, respectivamente, de executar orçamento e de captar receitas eordenar despesas. Competência para julgar as contas de gestão, prevista na CF, art. 71, incisoII, e na LOTCE/PB, art. 1º, inciso I. Improcedência de denúncia. Atendimento integral da LRF.Impropriedades na gestão sobre registros contábeis e não aplicação de recursos do FUNDEBem operações financeiras. Regularidade com ressalvas. Recomendação. Informação.
ACÓRDÃO APL – TC 00158/13RELATÓRIO
1.
 
O presente processo trata da prestação de contas anual do Senhor DEUSIMAR PIRESFERREIRA, na qualidade de Prefeito do Município de
Aparecida
, relativa ao exercíciode
2011
.2.
 
A matéria foi analisada pelo Órgão de Instrução deste Tribunal, lavrando-se o relatórioinicial de fls. 147/161, com as colocações e observações a seguir resumidas:2.01.
 
Apresentação
da prestação de contas no prazo legal, em conformidade com aResolução Normativa RN – TC 03/10;2.02.
 
A
lei
 
orçamentária
 
anual
estimou a receita em R$9.874.020,00 e fixou adespesa em igual valor, bem como autorizou a abertura de créditos adicionaissuplementares, no valor de R$2.468.505,00, equivalentes a 25% da despesafixada na LOA;2.03.
 
Legislação posterior ampliou a autorização para abertura de créditos adicionais
suplementares
, no valor de R$4.443.309,00, sendo
abertos
R$3.532.420,67.
 
 
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 02658/12
2/14
Foram indicadas
fontes
 
de
 
recursos
na ordem de R$3.461.057,77 e efetiva
utilização
de créditos adicionais na cifra de R$2.678.081,42;2.04.
 
A
receita arrecadada
totalizou R$10.023.403,08, sendo R$9.794.573,08 emreceitas
correntes
, considerando a dedução da parcela transferida ao FUNDEB, eR$228.470,00 em receitas de
capital
;2.05.
 
A
despesa executada
totalizou R$9.994.765,57, sendo R$9.207.733,20 emdespesas
correntes
e R$787.032,37 em despesas de
capital
;2.06.
 
O
balanço
 
orçamentário
apresentou superávit equivalente a 0,28% da receitaorçamentária arrecadada; o
balanço
 
financeiro
indicou um saldo para oexercício seguinte, no montante de R$177.785,36, distribuído entre caixa ebancos, nas proporções de 1,9%, 98,1%, respectivamente; e o
balanço
 
patrimonial consolidado
consignou déficit (ativo financeiro-passivo financeiro),no valor de R$115.554,66;2.07.
 
Deixaram de ser
licitadas
despesas de
R$209.769,17
, correspondendo a 2,1% dadespesa orçamentária total do Poder Executivo – administração direta;2.08.
 
Os gastos
com obras
e serviços de engenharia, no exercício, totalizaramR$534.152,76, correspondendo a 5,34% da despesa orçamentária do PoderExecutivo, tendo sido pagos no exercício R$532.563,72;2.09.
 
Normalidade no pagamento dos
subsídios
do Prefeito e do Vice-Prefeito, nosvalores anuais de R$96.000,00 e R$48.000,00, respectivamente;2.10.
 
DESPESAS CONDICIONADAS
:2.10.1.
 
FUNDEB:
aplicação do montante de R$1.591.342,88, correspondendo a
64,79%
dos recursos do FUNDEB (R$2.455.981,98) na remuneração domagistério da educação básica;2.10.2.
 
Manutenção e desenvolvimento do ensino (MDE):
aplicação domontante de R$1.819.582,75, correspondendo a
26,63%
das receitas deimpostos mais transferências, que totalizaram R$6.833.614,23;
 
 
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO
PROCESSO TC 02658/12
3/14
2.10.3.
 
Ações e serviços públicos de saúde (SAÚDE)
: aplicação do montante deR$1.174.288,10, correspondendo a
17,18%
das receitas de impostos maistransferências;2.10.4.
 
Pessoal (Ente):
gastos com pessoal no montante de
R$4.808.126,56
 (R$4.539.645,70 do Poder Executivo e R$268.480,86 do PoderLegislativo), correspondendo a
49,09%
da receita corrente líquida (RCL),que totalizou no exercício o valor de R$9.794.573,08.
 
Observe-se que aAuditoria para efetuar o cálculo da despesa com pessoal não incluiu nosomatório os gastos com obrigações patronais;2.10.5.
 
Pessoal (Poder Executivo):
gastos com pessoal o montante de
R$4.539.645,70
, correspondendo a
46,35%
da receita corrente líquida(RCL).2.11.
 
Repasse
ao
Poder
 
Legislativo
no montante de R$400.397,96, representando 7%da receita tributária do exercício anterior;2.12.
 
Os relatórios resumidos da execução orçamentária (
REO
) e de gestão fiscal(
RGF
) foram elaborados, publicados e encaminhados a este Tribunal nos moldesda legislação com exceção do REO relativo ao 6º bimestre que foi enviadoincompleto;2.13.
 
Não foi realizada
diligência
in loco para análise desta PCA;2.14.
 
Foi encaminhada denúncia a este Tribunal em 30/03/2012 pelos VereadoresFRANCISCO CARLOS CASIMIRO e JOSÉ JAIRO NEVES NETO(Documento TC 06212/12), acusando irregularidades cometidas naadministração municipal durante o exercício de 2011. O Órgão Técnico fez adevida apuração dos fatos denunciados e considerou parcialmente procedente,devido a despesas irregulares, no valor de
R$4.750,00
, com o transporte deequipamentos e despesas irregulares com ajuda de custo a policiais, no montantede
R$24.100,00
;2.15.
 
O Município não possui regime próprio de
previdência
;

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->