Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
D. Proc. Civil V

D. Proc. Civil V

Ratings: (0)|Views: 3 |Likes:
Published by Matias Filho

More info:

Published by: Matias Filho on Apr 07, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/23/2014

pdf

text

original

 
 
CURSO ONLINE PREPARATÓRIO PARA OAB PRIMEIRA FASE - VII EXAME DE ORDEM UNIFICADODireito Processual CivilSabrina Dourado
1
RESUMO DE APELAÇÃOCabível tanto contra sentença de mérito comocontra sentença terminativa(que acolhe questões processuais). NosJuizados, embora seja usual utilizar o termorecurso de apelação, em verdade trata-se derecurso inominado, por força do art. 41 da Lei9.99/95. Segue, abaixo, quadro comparativoquanto aos recursos cabíveis em situaçõesespecíficas:
 A quem é dirigida?
 Ao Juiz de 1º grau;2)
O que deve conter?
Nome e qualificação daspartes, fundamentos de fato e dedireito e o pedido de nova decisão (art. 514);3)
Pode ser interposta por fax?
Sim, desde queo original seja apresentado em 5 diascontados imediatamente após a remessa do fax(lei 9800/99);4)
O que objetiva?
Pode objetivar a reforma ouinvalidação da sentença;5)
Qual o prazo?
15 dias (art. 508);6)
Pode se fazer acompanhar de documentos?
Sim, desde que sejam novos (art.398);7)
Quais os efeitos em que a apelação podeser recebida?
Devolutivo e suspensivo.8)
Qual a
extensão
do efeito devolutivo?
 Aapelação pode ser total ou parcial, tudodependendo da impugnação que pode atingir toda a sentença ou apenas parte dela.9)
Como se mede a
extensão
do efeitodevolutivo?
É limitada pelo pedido dorecorrente;10)
Como se mede a
profundidade
do efeitodevolutivo?
 Abrange antecedenteslógicos jurídicos da decisão impugnada, demaneira que, fixada a extensão doobjeto do recurso pelo requerimento formuladopela parte apelante, todas asquestões suscitadas no processo que podeminterferir assim em seu acolhimentocomo em sua rejeição terão de ser levadas emconta pelo tribunal (art. 515, § 1º)11)
O recurso de apelação tem efeitotranslativo?
Sim, pois existe a possibilidade deo tribunal analisar questões de ordem pública deofício.12)
Em quais processos o recurso de apelaçãoserá recebido no efeito suspensivo?
O efeito suspensivo é regra geral. Contudo, nashipóteses dos incisos I a VII do art.520 do CPC, o recurso será ordinariamenterecebido somente no efeito devolutivo.São elas: I - homologar a divisão ou ademarcação; II - condenar à prestação dealimentos; IV - decidir o processo cautelar; V -rejeitar liminarmente embargos àexecução ou julgá-los improcedentes; VI - julgar procedente o pedido de instituiçãode arbitragem. VII
 –
confirmar a antecipação dosefeitos da tutela;13)
É possível obter efeito suspensivo a umrecuso que ordinariamente não o tem?
Sim, desde que a sentença, ao produzir efeitos,possa resultar lesão grave e dedifícil reparação e desde que seja relevante afundamentação do recurso interposto(art.558).14)
Contra a decisão que indevidamenterecebe o recurso de apelação no efeitosuspensivo cabe qual recurso?
 Agravo deinstrumento na forma do art. 522.15)
A apelação pode ter função rescisória?
Não, não pode desempenhar o papelrescisório de eventuais capítulos da sentença játransitados em julgado e que nãotenham sido objeto de impugnação.16)
Se em 1º grau a parte formula pedidossucessivos e o primeiro é rejeitado,pode a parte devolver a matéria ao Tribunal?
Sim, por força do art. 516 do CPC.17)
Em que hipótese pode se aplicada a regrado § 3º do art. 515?
Desde quesatisfeitos dois requisitos:
(i)
se a causa versar questão exclusivamente de direito;
(ii)
se estiver em condições de imediato julgamento.18)
É possível a aplicação do § 3º do art. 515do CPC se existir questão de fato que já estiver suficientemente provada por documentos?
Não, neste caso o duplograu é obrigatório. Contudo, a doutrina não éunânime neste tema pois há quemdefenda que o § 3º pode ser aplicado nestahipótese.19)
A aplicação do § 3º do art. 515 depende derequerimento da parte?
divergência doutrinária. Contudo, a correnteprevalente é a de que não é necessário
 
 
CURSO ONLINE PREPARATÓRIO PARA OAB PRIMEIRA FASE - VII EXAME DE ORDEM UNIFICADODireito Processual CivilSabrina Dourado
2
pedido da parte, já que se equivale a hipótese doart. 330, I,
 primeira parte
, doCPC.20)
Há reexame de fatos e provas em sede derecurso de apelação?
Sim, claro.21)
É possível argüir fato novo na apelação?
Sim, ante ao disposto no art. 517 e 462do CPC.22)
É possível a reformatio in pejus naapelação?
Não, embora não exista dispositivoque a proíba, em verdade essa vedação decorredo sistema (art. 2º, 128 e 460 doCPC).23)
Pode o juiz, ao receber o recurso, excluir matérias novas ao argumento de quenão poderiam ser trazidas no recurso deapelação?
Não, a atuação do juizlimita-se em receber ou não o recurso. Deve seater apenas aos pressupostos deadmissibilidade e não ao mérito, que, comoestudado, é sempre decidido pelo órgão
ad quem.
24)
Em que hipótese pode o juiz não receber orecurso de apelação?
O juiz nãoreceberá o recurso de apelação quando asentença estiver em conformidade comsúmula do Superior Tribunal de Justiça ou doSupremo Tribunal Federal.25)
Em que situações o TJ pode decretar adeserção?
Quando o preparo não for recolhido no ato de interposição do recurso ouquando o preparo for realizado amenor e a parte não proceder a complementaçãono prazo de 5 dias na forma do art.511.426)
Qual o prazo para contra-razões?
15 dias27)
Quem já votou pode modificar seu voto?
Sim, até o encerramento do julgamento28)
Em que ordem as matérias são votadas?
 As preliminares têm que ser votadas emprimeiro lugar e separadamente. Depois se votao mérito.29)
É possível decidir monocraticamente umrecurso de apelação?
Sim, na formado art. 557 do CPC.30)
Cabe sustentação oral em apelação?
Sim,pelo tempo de 15 minutos para cadauma das partes. Primeiro fala o advogado dorecorrente, depois o advogado dorecorrido.31)
O recurso de apelação depende de pauta?
Sim, e pauta tem que ser publicada noDiário da Justiça, sob pena de nulidade.32)
E se, no mérito, existir divergência devalores na seguinte hipótese, por exemplo: o Desembargador A determina opagamento de 100, oDesembargador B, determina o pagamento de80 e o Desembargador Cdetermina o pagamento de 30. Qual dos votosdeve ser adotado?
Duas hipótesessurgem:
(i)
nenhum, mas sim a média dos 3, qualseja, 70. (ii) 80, porque o quedeferiu 100 também havia deferido 80.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->