Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Teste Intermédio - Matemática A - 11º Ano - 2012/2013 - 2º Período - Resolução

Teste Intermédio - Matemática A - 11º Ano - 2012/2013 - 2º Período - Resolução

Ratings: (0)|Views: 116 |Likes:
Teste Intermédio - Matemática A - 11º Ano - 2012/2013 - 2º Período - Resolução
Teste Intermédio - Matemática A - 11º Ano - 2012/2013 - 2º Período - Resolução

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Desafios Matemáticos on Apr 14, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/14/2013

pdf

text

original

 
TI de Matemática A – Resolução – Versão 1
 
Página 1
/
 
5
RESOLUÇÃO
GRUPO I
1.
Resposta
(C)
Os vetores
OP 
e
u
v
são perpendiculares se, e só se,
.
0
uOP 
=
v
 Designemos por 
 x
a abcissa do ponto
 P 
Então, as coordenadas do vetor 
OP 
são
, ,
 x
4 1
-
^ h
Portanto,
..
, , , ,
OP u x x x
0 41 2 3 6 0 2 12 6 0 3
+ + +
==+= =
v
^^hh
2.
Resposta
(D)
Designemos por 
a reta denida por 
 
 x y z 
2
==
'
O vetor 
, ,
1 1 0
v
^ h
é um vetor diretor da reta
Um plano é perpendicular à reta
se, e só se, o vetor 
v
for perpendicular a esse plano.Portanto, a equação do plano tem de ser equivalente a uma equação da forma
 x y
+ =
 
É o caso do plano denido pela equação
 x y
5
+ =
Teste Intermédio
Matemática A
Versão 1
Duração do Teste: 90 minutos | 06.03.2013
11.º Ano de Escolaridade
Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março
Teste Intermédio de Matemática A
Versão 1
 
TI de Matemática A – Resolução – Versão 1
 
Página 2
/
 
5
3.
Resposta
(D)
No intervalo
,6534
r
; E
, o cosseno toma todos os valores dointervalo
,121
- -
;E
. Portanto, as equações apresentadasnas opções A e C têm solução.No intervalo
,6534
r
; E
, o seno toma todos os valores dointervalo
3,2 21
-
= G
Tem-se
,230 87
.
- -
Portanto, só a equação apresentada na opção D não tem solução.
4.
Resposta
(B)
 As assíntotas do gráco da função
 f  
são as retas de equações
1
 x y
0
e
= =
Como as assíntotas do gráco de
 g 
são as retas de equações
 x y
2 2
e
= =
, o gráco de
 g 
obtém-se
do gráco de
 f  
por meio da translação associada ao vetor de coordenadas
,1 2
-
^ h
Portanto,
1 2
a
e
= =
5.
Resposta
(A)
Sabe-se que os grácos das funções
 f  
e
 g 
se intersectam no ponto de coordenadas
(3, 0)
, ou seja,sabe-se que
 f
3 3 0
= =
^ ^h h
Portanto,
3
é um zero comum às duas funções. A função
 f  
tem outro zero, que vamos designar por 
a
Dado que as duas funções têm domínio
, tem-se que:
 f g x f x g x x a x x x a x
0 0 03 33
+ ++ ++
00 00
= = == = == =
×
^ ^ ^ ^^h h h hh
 g  f   x f x g x x a x x x a
0 0 03 3
+ ++ ++
/0 /
!!
= == ==
c
^ ^ ^^
m
h h hh
Então,
a função
 f  
 
×
 
 g 
tem dois zeros:
a
e
3
a função
 g  f  
tem um zero:
a
1
Ox y
 — 
12
Ox y
 
 — 
12
:
3 – 
2
 
TI de Matemática A – Resolução – Versão 1
 
Página 3
/
 
5
GRUPO II
1.1.1.
O contradomínio da função
 f  
é
\1
-
" ,
, pelo que a equação
 f x
=
^ h
é impossível se, e só se,
1
=
 
1.1.2.
Dado que a reta de equação
 y
1
=
é assíntota horizontal do gráco da função
 f  
, o limite de
 f x
^ h
 quando
 x
tende para
3
+
é igual a
1
-
 
1.2.1.
 f x x x x x x x x x x x
24262426240
+ + +
# # #
+++
^ h
( )( )( )( ) ( )( )
 x x x x x x x x x x x x x
2 26 2 4 2046 12 2 4 8 20
22 2
+ + +
# #
++ + − − + + −
 x x
42 200
2
+
#
+
 x
3
-
-
22 10
3
+
Numerador 
+ + + + +
0
-
Denominador 
+ 0
-
0 +
+ +
Fração
+ n.d.
-
n.d. + 0
-
n.d. – não denida
Conjunto solução:
, ,2 2 10
,
3
+
6 6 6@
1.2.2.
( )
 f g x x f g x x f x x x x x
26
333
+ + +
= = ==
%
`
^ ^^
j
h hh
Na gura, estão representados:
o gráco da função
 g 
%
 f  
, denida pela expressão
 x x
26
33
--
 
a reta de equação
 y x
=
 
os pontos de intersecção das duas linhas, cujas abcissassão as soluções da equação
 f g x x
=
%
`
^
j
h
Portanto, as soluções da equação
 f g x x
=
%
`
^
j
h
, arredondadas às centésimas, são
1,63 1,53
e
-
2.1.1.
O vetor 
 FA
é perpendicular ao plano
 FGH 
, pelo que uma equação deste plano é da forma
 x y z
2 3 6 0
+ + +=
Como o ponto
 F 
tem coordenadas
, ,1 3 4
-
^ h
, tem-se
4
2 1 3 3 6 0
+ + + =
× × ×
^ h
Portanto,
 
=
13
 Assim, uma condição cartesiana que dene o plano
 FGH 
é
3
 x y
2 3 6 1 0
+ + +=
 x y
1,631,53
O
 f 
%
 g  y
=
x

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->