Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
58Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA SISTEMÁTICA - Pr. Christopher B. Harbin

INTRODUÇÃO A TEOLOGIA SISTEMÁTICA - Pr. Christopher B. Harbin

Ratings:

5.0

(2)
|Views: 5,967 |Likes:
Published by Fleur du Monde
Introdução ao estudo da teologia sistemática.Contém, também, bibliografia para acompanhar o estudo.
Introdução ao estudo da teologia sistemática.Contém, também, bibliografia para acompanhar o estudo.

More info:

Published by: Fleur du Monde on Mar 25, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as RTF, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/05/2013

pdf

text

original

 
Introdução à Teologia Sistemática
Natureza e Propósito, Existência de Deus, Revelação, Trindade
 Panorama do Estudo:
 Neste texto, procurar-se-á oferecer ao aluno uma introdução à temática da teologia sistemáticanos aspectos de sua natureza e seu propósito, como também uma breve análise dos conteúdos derevelaço, a existência de Deus, e da doutrina da Trindade. Este estudo é apenas umlevantamento inicial, pois para cada assunto levantado há muito mais para se dizer e analisar.Lembra-se ao aluno que o texto essencial para ser estudado é a própria Bíblia. A teologiasistemática, tem como interesse sistematizar o conteúdo teológico da mesma para transmitir suasverdades de forma coerente e organizada.Mesmo que o esforço da sistemática é de resumir e organizar o ensino bíblico, haverá sempre anecessidade de recorrer ao texto bíblico por pelo menos três razões: 1) a falácia e limitaçohumana em resumir e categorizar todo o ensino teológico da Bíblia; 2) a responsabilidade doindivíduo em averiguar de acordo com a própria Bíblia a certidão dos ensinos transmitidos; e 3) ariqueza da narrativa biblica em transmitir verdades teológicas através de eventos revelacionais, osquais não se classificam de forma natural em listas e definiçes sistemáticas, mas no quotidianodo indivíduo e do povo (essas formas comunicativas encerram en sino teológico nas interaçeshumanas e divinas, como também no revelar as pressupostos teológicos com os quais os personagens trabalham).A riqueza e a amplitude do texto bíblico, bem como o seu caráter e seu estilos literáriosdificultam toda e qualquer tentative de sistematizar o seu ensino. Para desta dificuldade tem a ver com a necessidade de cada indivíduo aplicar a teologia à sua realidade específica. Não basta ter as respostas de outras épocas concernentes às dúvidas e inquietaçes de outros contextos.Importa saber aplicar o conhecimento teológica para dar resposta apropriada aos assuntos do dia eda vivência do indivíduo.Ter uma noço correta sobre a Trindade de Deus não responde de forma devida as inquietaçesreferentes às práticas mediúnicas entre os espíritas no Brasil. Ao mesmo tempo pode-seencontrar uma resposta à necessidade da prática mediúnica ao compreender melhor o amor deDeus Todopoderoso para com o indivíduo e da necessidade que o ser humano tem de depender econfiar nos planos de Deus. Esse aspecto da teologia ajuda o indivíduo, então, a formular a su aresposta ao seu contexto específico. A conteúdo da teologia não muda, mas a sua aplicaço e assuas dúvidas devem sempre ser contextualizadas devidamente.
 Livros Textos:
Indica-se os seguintes livros para um acompanhamento do estudo aqui elaborado. Apresentar-se-á neste trabalho não um resumo do conteúdo elaborado pelos autores referênciados, como
 p. 1 de 35
 
STBRS-PETE “5.000 5.000” Introduço à Teologia Sistemática Pr. Chrístopher B. Harbin
também uma crítica a certas posiçes tomadas. Cabe ao leitor analisar as propostas e elaborar assuas próprias propostas. Lembra-se que nenhuma caixa é grande o suficiente para conter a Deus.Toda teologia sistemática bem fechada, então terá problemas em apertar suas definiçes.Conhecer a Deus é impossível aparte de auto-revelaço divina e relacionamento íntimo comDeus. Nunca chegará a ser um estudo clínico e científico, pois Deus é muito maior e além dacompreensão do ser humano. Diálogos com perspectivas e propostas diversas ajudarão o leitor ater uma compreensão melhor de Deus.
BAILLIE, Donald M. Deus Estava em Cristo: Ensaio Sobre Encarnaço e Expiaço. Traduço de Jaci Correia Maraschin. Riode Janeiro: JUERP/ASTE, 1983. (original em inglês, 1955). (páginas 152-168).ELWELL, Walter A., editor. Enciclopédia Histórico-Teológica da Igreja Cristã, volume II, E-M. Traduço de Gordon Chown.São Paulo: Sociedade Religiosa Ediçes Vida Nova, 1990. (original em inglês, 1984). (páginas 576-577).ÉRICKSON, Millard J. Introduço à Teologia Sistemática. traduzido por Lucy Yamakami. São Paulo: Vida Nova, 1997.(Original em inglês, 1992). [Esta obra é um resumo simplificado da obra mais completa Christian Theology.]. (páginas15-106, 127-139).GEORGE, Timothy. Teologia dos Reformadores. Traduzido por Gérson Dudus e Valéria Fontana. São Paulo: Ediçes Vida Nova, 1994. (Original em inglês, 1988). (páginas 42-50, 55-62, 79-87, 104, 116-118, 126-132, 176-182, 185-212,217-218, 251-263, 270-278, 311-314).GRUDEM, Wayne. Teologia Sistemática. Traduzido por Norio Yamakami, Lucy Yamakami, Luiz A. T. Sayão, e EduardoPerreira e Ferreira. São Paulo: Edições Vida Nova, 1999. (Original em inglês, 1994). (páginas 1-104, 165-197).KEELEY, Robin, organizador. Fundamentos da Teologia Cristã. Traduzido por Yolanda Krievin. São Paulo: Editora Vida,2000. (Original em inglês, 1992). (páginas 109-116).
 Introduço Geral:
É necessário antes de começar o estudo teológico propriamente conhecer o ponto de partida. Natarefa teológica, procura-se expressar de forma nítida e detalhada a natureza de Deus, os seus planos para com a humanidade, e a resposta devida do homem em relaço a Deus. Como Deus éalém da criaço, não é possível conter a Deus dentro de uma caixinha bem definida. Deus émaior que a compreensão humana, logo o esforço para definir a Deus é de início impossível.Da origem grega, a palavra teologia quer dizer simplesmente “p alavras sobre Deus”. É maisespecificamente a disciplina referente ao estudo de Deus. Começa-se, portanto definindo os procedimentos de pesquisa, bem como a definiço da matéria. Sendo Deus a matéria, há deinício sérios problemas a serem resolvidos.“Definir” literalmente quer dizer, “colocar limites”. Assim, a tarefa da teologia é de oferecer  parâmetros definidos para explicar e comunicar verdades referentes ao infinito . Qualquer descriço que se possa fazer será falha, pois a tarefa é de início impossível. Como já fora dito, atarefa é impossível por questão da infinitude de Deus, mas também a conseqüncia da finitudehumana. Em decorrência da finitude humana, há também a questão do ponto de partida doindivíduo. Todo indivíduo começa o esforço investigativo com algumas bases preliminares.Estas bases são consideradas com não precisando terem necessidade de apôio comprovatório, poissão aceitas como premissas dadas e incontrovertidas.As premissas com as quais cada indivíduo trabalha, porém, diferem de indivíduo a indivíduo,especialmente deparando-se com culturas e cosmovisões diversas. Por causa do mesmo se
(01-01-2006) ©Copyright 2001 Chrístopher Byron Harbin Todos os direitos reservados. p. 2 de 35

Activity (58)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Allan Kardec liked this
Camom T. Tomé liked this
Gracy Teixeira liked this
Manuel Mastella liked this
Marquinhos Lima liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->