Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Vestibular Impacto - Biologia

Vestibular Impacto - Biologia

Ratings: (0)|Views: 1,024 |Likes:
Published by Lorena Marques

More info:

Published by: Lorena Marques on Apr 21, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/23/2013

pdf

text

original

 
CT250408
 
 ANELÍDEOS E MOLUSCOS
FAÇO IMPACTO
 
 A CERTEZA DE VENCER!!!
 
PROFº: WAGNER SOUTO
   F  a   l  e  c  o  n  o  s  c  o
    w    w    w .    p    o    r     t    a     l     i    m    p    a    c     t    o .    c    o    m .     b    r
    V    E    S    T    I    B    U    L    A    R   –    2    0    0    9
 
CONTEÚDO
 A Certeza de Vencer 
06
101.
 
 ANELÍDEOS: 
 
P
RINCIPAL
C
 ARACTERÍSTICA
 São animais pluricelulares de corpo mais ou menos cilíndrico e alongado que se apresenta, ao longo de seu eixo maior, queé subdividido, tanto externa como internamente, em anéis ou metâmeros. Os anelídeos são, desta forma, vermes mais evoluídos queos platelmintos e nematelmintos, que são ametaméricos.
02.
 
CLASSIFICAÇÃO 
 
9
 
reino:
 
 Animália
ou
Metazoa
9
 
sub-reino:
 
Eumetazoa
9
 
filo:
 
 Annelida
9
 
classes:
 
1.
 
Oligochaeta
2.
 
Polichaeta
3.
Hirudinea
03.
 
REPRESENTANTES 
9
 
Oligoquetos:
Apresentam poucas cerdas, não têm parapódios nem cabeça diferenciada. São vulgarmente conhecidos comominhocas.
Pheritima hawaiana
 
(minhoca brasileira);
 
Lumbricus terrestres
 
(minhoca européia)
9
 
Poliquetos:
Apresentam, em cada segmento do corpo, muitas cerda s implantadas em expansões laterais denominadas parapódios.Neles observa-se cabeça bem diferenciada com tentáculos.
NNeeeeiissvviieennss 
9
 
Hirudíneos:
São desprovidos de cerdas, parapórdios e cabeça diferenciada. Possuem ventosas para fixação, locomoção e ingestãode alimento.
9
 
Hirudo medicinalis
 
04.
 
HABITAT 
 
 
MODO 
 
DE 
 
VIDA 
 
A maioria das minhocas (oligoquetos) vive em terra úmida e algumas são dulcícolas. Os poliquetos são vermesmarinhos, vivendo enterrados na areia das praias. Os hirudíneos são, principalmente, dulcícolas, existindo espécies marinhas eaquelas que habitam terra úmida.Podem ser de vida livre ou simbiontes (alguns são ectoparasitas hematófagos)
05.
 
FILOGENIA 
 
9
Triblásticos ou triploblásticos
9
Protostômios
9
Eucelomados (esquizoceloma)
9
Simetria bilateral
9
Metaméricos ou segmentados
06.
 
FISIOLOGIA 
 
a.
 
SIST. TEGUMENTAR
 Apresentam o corpo revestido por uma epiderme simples ou uniestratificada contendo glândulas mucosas e célulassensoriais, recoberta por uma cutícula delgada e muito permeável.
b.
 
SUSTENTAÇÃO E LOCOMOÇÃO
O esqueleto está ausente. A sustentação do corpo é dada pelo celoma, que atua como esqueleto hidrostático.Apresentam um sistema muscular representado pelo sistema músculo-dermático, constituído por duas camadas de fibrasmusculares: uma externa circular e outra interna longitudinal. A locomoção é feita por contrações rítmicas da musculatura, auxiliadapelo esqueleto hidrostático.Nos oligoquetos, na face ventral do corpo, estão presentes estruturas quitinosas que auxiliam na locomoção –
as cerdas.
 Nos poliquetos as cerdas se inserem em expansões laterais, presentes um par delas em cada anel, denominadas
parapódios
, que também auxiliam na locomoção.Os hirudíneos são desprovidos de cerdas e parapódios, porém apresentam na face ventral do corpo um par de
ventosas
queutilizam para realizar movimentos de “mede palmos”.
c.
 
 AP. DIGESTIVO E DIGESTÃO
 
Possuem aparelho digestivo com tubodigestivo completo. A digestão é extracelular.As minhocas nutrem-se de vegetais emdecomposição presentes no solo. O intestinoapresenta projeções cegas (
cecos intestinais
) e umaprega em seu interior (
tiflossole
) que aumentam asuperfície de absorção do alimento.Os poliquetos são carnívoros e possuemmandíbulas para captura de alimento.As sanguessugas hematófagas,ectoparasitas de vertebrados.
 
 
FAÇO IMPACTO –
 A CERTEZA DE VENCER!!!
   F  a   l  e  c  o  n  o  s  c  o
    w    w    w .    p    o    r     t    a     l     i    m    p    a    c     t    o .    c    o    m .     b    r
    V    E    S    T    I    B    U    L    A    R   –    2    0    0    9
 
d.
 
 AP. RESPIRATÓRIO E RESPIRAÇÃO
 
Os anelídeos são desprovidos de ap. respiratório. A respiração é cutânea.Nos poliquetos há uma intensa vascularização no interior dos parapódios. A epiderme delgada e muito úmida facilita astrocas gasosas nesta região do corpo que, assim, funcionam como “brânquias primitivas”.
e.
 
 AP. CIRCULATÓRIO E CIRCULAÇÃO
 
Possuem aparelho circulatório com circulação fechada. O sangue contém
 
pigmento respiratório: hemoglobina nos poliquetose clorocruorina nos demais.Existem dois grandes vasos, um dorsal e outro ventral, interligados por capilares e vasos contráteis que funcional comocorações.
f.
 
 AP. EXCRETOR E EXCREÇÃO
 Está formado por um par de
nefrídeos
em cada anel do corpo. Estes retiram os excretas da cavidade celomática e oseliminam para o meio externo através de poros excretores localizados na superfície lateral do corpo.
g. SIST. NERVOSO E ÓRGÃOS DE SENTIDOS
 
O sistema nervoso é centralizado, do tipo ganglionado. Há um parde gânglios cerebróides localizados sobre a faringe, de cada um dos quaisparte um cordão nervoso longitudinal e ventral. Em cada anel há um par degânglios dos quais partem nervos que se dirigem para os órgãos e para asuperfície do corpo.
h.
 
SEXO E REPRODUÇÃO
 Poliquetos são animais geralmente dióicos, enquanto oligoquetose hirudíneos são monóicos.Oligoquetos e hirudíneos apresentam seus aparelhos reprodutores bem desenvolvidos. A reprodução nesses organismos ésempre sexuada por fecundação cruzada e externa (o encontro dos gametas acontece no interior do clitelo, fora do corpo do animal).O desenvolvimento é externo e direto.Os poliquetos são desprovidos de gônadas. Possuem células germinativas que, em certas épocas dão origem a gametas. Afecundação é cruzada e externa. O desenvolvimento é externo e indireto. Algumas espécies podem realizar reprodução assexuada.
 
GE – PE/ AC/ AB/ CN
 
BACTERIOSES
FAÇO IMPACTO
 
 A CERTEZA DE VENCER!!!
 
PROFº: RINALDO BARRAL
   F  a   l  e  c  o  n  o  s  c  o
    w    w    w .    p    o    r     t    a     l     i    m    p    a    c     t    o .    c    o    m .     b    r
    V    E    S    T    I    B    U    L    A    R   –    2    0    0    9
 
CONTEÚDO
 A Certeza de Vencer 
06
3
Bactérias Gram-positivas e Gram-negativas:
Em 1884, o bioquímico dinamarquês Hans Christhian Gram (1853-1938) descobriu que bactérias destruídas de uma camadade lipídios associados a polissacarídeos na parede celular absorvem o corante violeta de genciana. Bactérias que possuem talcamada não absorvem esse corante.Esse processo, chamado
coloração de Gram,
 
é usado para classificar as bactérias em
Gram-positivas
ou
Gram-negativas,
conforme absorvam ou não o corante. Essa classificação é importante, pois as bactérias
Gram-positivas
são maissensíveis à penicilina e à sulfa.
Doenças Causadas por Bactérias:
As bactérias patogênicas podem ser transmitidas por gotículas de saliva dos doentes ou portadores (é o caso das que causamtuberculose, lepra, difteria, coqueluche, escarlatina, pneumonia, meningite), por contato com alimento, água ou objeto contaminado(disenteria bacilar, tétano, tracoma, leptospirose, cólera, febre tifóide, botulismo) ou por contato sexual (gonorréia, sífilis).Ao contrario dos vírus, as bactérias são sensíveis a antibióticos. Além destes, há vacinas e soros contra alguns tipos debactérias.
Gonorréia
ou
blenorragia
.
É causada pelo gonococo
(Neisseriagonorrhoeae),
bactéria transmitida por contato sexual.Provoca dor, ardência e pus ao urinar.
 
Os sintomas são poucoevidentes nas mulheres, o que dificulta o tratamento, com evoluçãopara DIP (Doença Inflamatória Pélvica), que compromete as tubasuterinas e pode causaresterilidade.A infecção podeatingir também a região daorofaringe e anorretal comoresultado de práticas sexuaisoral e anal. Em cerca de 1 a3% dos indivíduos comgonorréia assintomática nãotratada, o gonococo invade acorrente circulatória dandoorigem à infecção gonocócicadisseminada, manifestada através de artrites, endocardites, meningites e lesões cutâneas. Otratamento deve ser feito sob orientação médica.
 
Sífilis
.
É causada pelo
Treponema pallidum (espiroqueta),
transmitido, geralmente, por contato sexual (pode passar tambémda mãe para o feto pela placenta). Um sinal característico da doença é o aparecimento, próximo aos órgãos sexuais, de uma ferida debordas endurecidas, indolor (o "cancro duro"), que regride mesmosem tratamento. Entretanto, isso não significa que o indivíduoesteja curado, sendo absolutamente necessários diagnóstico etratamento médicos. Sem tratamento, a doença pode apresentarsérias consequências e comprometer diversos órgãos e o sistemanervoso, provocando paralisia progressiva e morte.
 
Cancro primário da pálpebra
 
Sífilis secundária

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->