Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Paulo Freire A Educacao - Forma de Emancipacao Do Individuo

Paulo Freire A Educacao - Forma de Emancipacao Do Individuo

Ratings: (0)|Views: 15 |Likes:
Published by Carlos Lineu

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Carlos Lineu on Apr 22, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/14/2014

pdf

text

original

 
REVISTA CIENTÍFICA ELETÔNICA DE PEDAGOGIA – ISSN: 1678-300x
Revista Científica Eletrônica de Pedagogia é uma publicação semestral da Faculdade de CiênciasHumanas de Garça FAHU/FAEF e
Editora FAEF
, mantidas pela Associação Cultural e Educacional deGarça – ACEG. Rua das Flores, 740 – Vila Labienópolis – CEP: 17400-000 – Garça/SP – Tel: (0**14) 3407-8000 – www.revista.inf.br – www.editorafaef.com.br – www.faef.br.Ano V – Número 09Janeiro de 2007Periódicos Semestral
PAULO FREIRE: O PAPEL DA EDUCAÇÃO COMO FORMA DEEMANCIPAÇÃO DO INDIVÍDUO
DUARTE, Ana Cléia de SouzaDiscente da FAHU/ACEG
E-MAIL: cleiafaef@hotmail.com
BARBOZA, Reginaldo JoséDocente da FAHU/ACEG
E-MAIL: regcognitivo@hotmail.com
RESUMO:PAULO FREIRE: O PAPEL DA EDUCAÇÃO COMO FORMA DE EMANCIPAÇÃO DOINDIVÍDUO
O nosso objetivo primordial neste trabalho é o de discutir a respeito das influências que oeducando sofre por viver em uma sociedade dividida em classes: dominantes e dominados.Isto é, pretendemos discutir sobre as ideologias inculcadas por essa sociedade elitista edemonstrar o quanto se faz necessário, conforme afirma Paulo Freire, a Educação como meiode libertação. Devemos de fato, enquanto educadores, proporcionar uma alfabetização quenão somente privilegie a leitura das palavras mas que enfatize também a leitura de mundo doeducando. Pois, sabemos que o indivíduo, antes mesmo de entrar na escola, já teve contatocom o mundo e, assim sendo, trás muitas experiências para a sala de aula. Esse tipo deEducação deve permitir uma maior interação do indivíduo com: a socialização, a auto-estima, odesenvolvimento do raciocínio crítico num contexto de leitura dentro e fora da sala de aula.Precisamos, enfim, mediante esse tipo de Educação libertária, formar um cidadão maisconsciente da realidade onde ele vive.
Palavras chave:
Educação libertária, Alfabetização, Ideologia dominante.
 ABSTRACT:PAULO FREIRE: THE PAPER OF THE EDUCATION AS FORM OF EMANCIPATION OF THEINDIVIDUAL
Our primordial objective in this work is to argue regarding the influences that educating suffersfor living in a society divided in classrooms: dominate and dominated. That is, we intend toargue on the ideologies introduced for this elitist society and to demonstrate how much if itmakes necessary, as it affirms Paulo Freire, the Education as half of release. We must in fact,while educators, to provide an alphabetization that not only privileges the reading of the wordsbut that it also emphasizes the reading of world of educating. Therefore, we know that theindividual, before exactly to enter in the school, already it had contact with the world and, thusbeing, backwards many experiences for the classroom. This type of Education must allow abigger interaction of the individual with: the socialization, auto-esteem, the development of thecritical reasoning in a context of reading inside and outside of the classroom. We need, at last,by means of this type of libertarian Education, to form a more conscientious citizen of the realitywhere it lives.
Keywords:
Libertarian education, Alphabetization, dominant Ideology.
 
REVISTA CIENTÍFICA ELETÔNICA DE PEDAGOGIA – ISSN: 1678-300x
Revista Científica Eletrônica de Pedagogia é uma publicação semestral da Faculdade de CiênciasHumanas de Garça FAHU/FAEF e
Editora FAEF
, mantidas pela Associação Cultural e Educacional deGarça – ACEG. Rua das Flores, 740 – Vila Labienópolis – CEP: 17400-000 – Garça/SP – Tel: (0**14) 3407-8000 – www.revista.inf.br – www.editorafaef.com.br – www.faef.br.Ano V – Número 09Janeiro de 2007Periódicos Semestral
 1. INTRODUÇÃO:
Vivemos em uma sociedade dividida em classes:composta por dominantes e dominados; em um neoliberalismo onde asexigências perpassam à autonomia, à crítica, à reflexão e à versatilidade. Essetipo de sociedade exclui, por conta do capital, a maioria da população no quediz respeito ao processo de alfabetização, levando-o à marginalização. Assim,trilham-se os interesses da “sociedade dominante”, ou seja, as pessoas comum poder aquisitivo elevado, ou com uma grande influência política-econômica,infiltram seus pensamentos caracterizando-os como verdades; dogmas quedevem ser seguidos.Com isso, percebemos que há uma formação deestereótipos ou tácitos pensamentos coletivos; normas comuns que devemmanter as ações a serem exercidas. Essa classe dominante filtra informações apartir do seu interesse à grande massa; exemplo disto é aquele cidadão pobre,sem instrução, que em seu modo simples de vida habitua-se a viver a partir de“cabrestos” sociais (estes, entendidas como as normas sociais impostas eseguidas cegamente).O fato é que esse cidadão (sujeito passivo diante dasverdades alheias) vai conduzindo sua vida e acreditando que não deve perder o seu tempo buscando os estudos, pois já incorporou a idéia de que é “burro”mesmo! Somente o universo: trabalho - casa – TV - basta, sem ao menos teinteresse pelo que acontece em sua realidade político-social. Deste modo,aliena-se no trabalho e na mídia (assiste novelas, programas de auditório quetratam as realidades e os problemas familiares muitas vezes como mais umaforma de entretenimento) tornando-se passivo a tudo.
 
REVISTA CIENTÍFICA ELETÔNICA DE PEDAGOGIA – ISSN: 1678-300x
Revista Científica Eletrônica de Pedagogia é uma publicação semestral da Faculdade de CiênciasHumanas de Garça FAHU/FAEF e
Editora FAEF
, mantidas pela Associação Cultural e Educacional deGarça – ACEG. Rua das Flores, 740 – Vila Labienópolis – CEP: 17400-000 – Garça/SP – Tel: (0**14) 3407-8000 – www.revista.inf.br – www.editorafaef.com.br – www.faef.br.Ano V – Número 09Janeiro de 2007Periódicos Semestral
Contudo, é bastante comum ouvirmos frases ideológicasdo tipo: “o trabalho dignifica o homem”, “Deus ajuda quem cedo madruga”, “sóé digno aquele que tem um emprego e o exerce sem questionar”; tais frasesnada mais representam que um chauvinismo, um patriarcalismo que conduz àsubmissão.Sem perceber, as pessoas menos instruídas sofrem váriostipos de violência por parte dessa sociedade elitista. Ao pensarmos emviolência, normalmente apenas consideramos a violência física, ou seja, nosesquecemos que existe também a violência simbólica. Neste sentido, violênciaé também qualquer ato que iniba ou fira os direitos de qualquer ordem moral,cívica. Em outras palavras, violência aplica-se àquele que desrespeita adiversidade cultural, religiosa, racial ou ideológica. Diante disso, sabemos que:os costumes culturais, os padrões de pensamentos e o sistema de valoresvigentes em nossa sociedade são frutos do Estado moderno inspirados noiluminismo. Deste modo, por meio de aparelhos ideológicos sociais (escola,família, igreja, trabalho) incorporamos pensamentos e comportamentos deforma inconsciente como se fossem naturais.Diante de toda essa situação mencionada acima,questionamos o seguinte: o que deve acontecer para que de fato o cidadão setorne mais consciente de sua realidade sócio-política-econômica? Ou ainda, oque é preciso fazer para que ele consiga perceber o quanto é dominado eencontra-se em uma classe subalterna? A resposta na pode ser outra a nãoser: EDUCAÇÃO.
2. A IMPORTÂNCIA DO PENSAMENTO EDUCACIONAL DE PAULOFREIRE:
É sabido que a Educação deve possibilitar: a alfabetização, ascapacidades de aprendizagem, o desenvolvimento do raciocínio crítico, acriatividade e a ação no que diz respeito à transformação social. Através de

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->