Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
0Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
AGAMBEN, Giorgio - Idéia do comunismo & idéia da política IN Idéia da prosa

AGAMBEN, Giorgio - Idéia do comunismo & idéia da política IN Idéia da prosa

Ratings: (0)|Views: 73|Likes:
Published by Cithara

More info:

Published by: Cithara on Apr 24, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

04/24/2013

pdf

text

original

 
I,
?~
Títulooriginal:
IdeadeltaProsa
©GiorgioAgamben,1985©EdõesCatovia,Lda.,Lisboa,1999Concepçãográficade]oBotelho
ISBN972-8423-70-5
!,
"
GiorgioAgamben
IdeiadaProsa
Tradão,prefácioenotasdeJoãoBarrento
SBD-FFLCH-USP
1/11111111/1II!IIIJIIIfl!111111I
111111II
295963
Cotovia
 
:\
:1
!~
.
"
~~
.
:~:
,:1
'/
.,;
"
',"
.'
~[
dor.Tornando-seinterminável,estac;:tisob~alçadadosonhoegera,para
si
própriaeparaoprazer,osmaismonstruososequívocos.Pervertendoajustarelaçãoentreosmeioseosfins,abuscaeaformulação,confundeocúmulodador-aomnipotênda-com'amaiordasperfeições.Mas
o
prazeréhumanoeinocenteenquantofimdapot~~da,enquantoimponcia;eadoréaceiveUenqu,antotenoque<obscuramenteprenunciaasuacrise,ojuízoresolutivo.Naobra,comonoprazer,oserhu-manodesfrutaenfimdasuaprópriaimpótência.''
64
Ideiadocomunismo
Napornografia,autopiadeumasociedadesemclassesmanifesta-seatrasdoexagerocaricaturaldost~açosquedistinguemessasclassesedasuatransfigurãonarelaçãosexual.Emnenhumoutrocontexto,nemsequernasmáscarasdecarnaval,seinsistecomtanta'obstinaçãonasmarcasdeclassedaindumenria,noprópriomomentoemqueasituãoleva
à
suatransgressãoeanulão,daformamaisdespropositada.Astoucaseosaventaisdascriadasdequarto,ofato-macacodosoperários,asluvasbrancaseosgalõesdomordomo,emesmo,maisrecentemente,asbataseasmáscarasdasenfermeiras,celebramasuaapoteosenoinstanteemque,estendidoscomoestranhosamuletossobrecorposnusindestriavelmenteenroscadosunsnosoutros,parecemanunciar,comumtoqueestridentedetrombeta,aqueleúltimodiaemqueelesteodeapresentar-secomosinaisdeumacomunidadeaindaoamll1ciada.Sónomundoantigoseencontraqualquercoisadesemelhanteaisto,narepresentaçãodasrelaçõesamorosasentredeusesehomens,queconstituemumafonteinesgotáveldeinspiraçãoparaaarteclássicanasuafasefinal.Nauniãosexualcomodeus,omortal,vencidoefeliz,anulavadeumgolpe
65
 
l!
[I
l!·1
I:
I
l!
·11
lii
11
II
:11
I
i
J
~.
M
~
11'J
~
:;
J.
11
ainfinitadistânciaqueoseparavados..imortais;mas,aomesmotempo,estadistânciarestabelecia-se,aindaqueinvertida,nasmetamorfosesdadivindadeemanimais.OmeigofocinhodotouroqueraptaEuropa,obicosagazdocisneinclinadosobreorostodeLeda,sãosinaisdeumapromiscuidade'tãoÍntimaetãoheróicaquesenostoma"pelomenosdurantealgumtempo,insuportávéLSeprocurarmosoconteúdodeverdadedapornografia,imediatementeela.nosmetediantedosolhosasunnuaesimplistapretenodefelicidade.,Acaracte!Í!?caessencialdestaúltima,éadeserexigívelaqualquermomentoeemqualquerocasião:qualquerqpe.sejaasituaçãodedespedida,·elateminfalivelmentedeacabar'comarelão.sexual.
UtIl
filmepornográficonoqual,porumqualquúcontratempo,,:istooacontecesse,seriaumaobra-prima,masnãoseriaumfJ1mepornográfico.O
strip~tease
é,nestesentido,omodelodetodaaintrigapomográfi-.ça:noiciotemossempreeapenaspessoasvestidas,numadeterminadasituão,eoúnicoespaçodeixadoaoimprevistoéodomodocomo,no
fi.t:ri,
elastêm.dereencontrar-se,agorasemroupa.(Nisto,apornografiarecuperaogestorigorosodagrandeliteraturaclássica:nãopodehaverespaçoparasurpresas,eotalentomanifesta-senasimperceptíveisvariaçõessobreomesmotemamítico).Ecomistopusemosanutambémasegundacaracterística'essencial.da.pornpgrafia:.afelicidadequeelaexibe,ésempredrcunstancral,ésempreumahistóriae.umaocasiãoqueseaproveitam,masnuncaumacondiçãonatural,
66
.t.r:~,.'.,I:::'.
nuncaqualquercoisade
dado.Onaturismo,quelevaatirararoupa,édesdesempreoadversáriomaisaguerridodapornografia;edomesmomodoqueumfilmepornográficosemacontecimentosexualnãoteriasentido,tambémdificilmentesepoderiaqualificardepornográficaaexibiçãopuraesimplesdosexonoserhumano.Mostraropotencialdefelicidadepresentenamaisinsignificantesituaçãoquotidianaeemqualquerformadesocialidadehumana:essaéaeternarazãopolíticadapornografia.Masoseuconteúdodeverdade,queacolocanosantípodasdoscorposnusqueenchemaartemonumentaldoFim-de-séccio,équeelanãoelevaoquotídianoaoníveldocéueternodoprazer,masexibeantesoirremediávelcarácterepisódicodetodooprazer,aíntimadigressãodetodoouniversal.Porisso,sónarepresentaçãodoprazerfeminino,cujaexpressãoévisívelapenasnorosto,elaesgotaasuaintenção.Quediriamospersonagensdofilmepornográficoqueestamosvendosepudessem,porseuturno,serespectadoresdanossavida?Osnossossonhosnãopodemver-nos-eesta
é
atragédiadautopia.Aconfusãoentrepersonagemeleitorboaregradetodaaleitura-deveriafuncionartambémaqui.Acontece,porém,queoimportantenãoétantoaprenderaviverosnossossonhos,massimqueelesaprendamaleranossavida."Umdiasemostraráqueomundojáhámuitotempoquepossuiosonhodeumacoisa,daqual
67

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->