Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
13Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
questoes identitárias em Cabo Verde

questoes identitárias em Cabo Verde

Ratings:

4.0

(1)
|Views: 5,871|Likes:
Este artigo mostras nos como é visto a problemática da identidade cultural em Cabo Verde
Este artigo mostras nos como é visto a problemática da identidade cultural em Cabo Verde

More info:

categoriesTypes, School Work
Published by: euclidesjorge20099949 on Mar 31, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

02/06/2013

pdf

text

original

 
ENQUADRAMENTO HISTÓRICO – GEOGRÁFICO
Cabo verde é um arquipélago constituído por dez ilhas, sendo nove delashabitadas e alguns ilhéus. Está situado na costa ocidental africana a cerca de quinhentosquilómetros do cabo do mesmo nome no Senegal.Segundo a tese oficial, Cabo verde foi descoberto pelos portugueses no ano de1460. Mas ao longo do tempo surgira várias hipóteses sobre uma eventual ocupação ou passagem de alguns povos para o nosso país antes dos portugueses. A hipótese maisdifundida surgiu no século XVIII, em que diziam que a ilha de Santiago já tinha sidoocupado antes da chegada dos navegadores portugueses pelos Jalofos vindos doSenegal. Estavam a ser perseguidos e durante a fuga a corrente marítima trouxe-os até àilha de Santiago. Entretanto, até ainda não foram encontrados nenhum vestígio queajude a comprovar esta hipótese. Outra hipótese levantada é que as salinas do Sal eramexploradas pelos árabes antes da chegada dos portugueses, mas no entanto não queriadivulgar a descoberta para evitarem a concorrência.Quando os portugueses chegaram a Cabo Verde disseram que o tinhamencontrado “nem homem nus, nem mulheres espreitando por de trás das plantas”. Isso para afirmar que não tinham encontrado gente no arquipélago.Relativamente a quem foi ou quem foram os verdadeiros descobridores do nosso país, também temos vários relatos. Um desses nos dá conta que algumas ilhas de CaboVerde foram avistadas por Dinis Dias na década de 40, mais concretamente no ano de1445, quando este regressava de uma expedição à costa africana, uma forte correnteafastou-o da frota e deste modo, avistou algumas ilhas. Mas, ao chegar ao reino, anocia do descobrimento do arquipélago tinha sido divulgado por outrosnavegadores.Todavia, a tese oficial diz que Cabo Vede foi descoberto no dia 1 de Maio de1460, pelos navegadores Diogo Gomes e Diogo Afonso. No ano de 1462, Diogo Afonsodescobriu as ilhas do Norte e Brava. Mas actualmente, a maioria dos historiadoresdiscordam, afirmando que António da Noli foi o verdadeiro descobridor de Cabo Verde,contudo, não lhe foi atribuído o mérito, na altura, pelo facto de não ser português.Santiago foi a primeira ilha a ser povoada, devido à sua localização geográfica,abundância de água (em relação às outras ilhas), bons portos naturais, etc. A sua
4
 
ocupação não foi nada fácil, uma vez que os portugueses queriam seguir o mesmomodelo que adoptaram no arquipélago dos Açores e da Madeira. Isto é, queriam povoar Cabo Verde apenas com colonos brancos vindos do reino, mas aqui não tinham asmesmas condições climatéricas que os outros arquipélagos, pois, não havia: bonsterrenos para a prática da agricultura, sobretudo, para a produção dos produtos aos quaisos portugueses estavam habituados como o trigo, a cevada e a vinha; e os produtos queestavam a procurar como o ouro, o marfim e as especiarias. Além disso, Portugaltambém tinha pouca gente.Devido a sua localização queriam ocupá-lo para continuarem o projecto dosdescobrimentos e comerciar, sem perigo, com a costa africana. Ciente disso, o rei publicou várias cartas para incentivar o seu povoamento.Com a carta de 1466, o rei deu muitos privilégios aos vizinhos
1
de Santiago como intuito de incentivar a fixação das pessoas na dita ilha. A carta de 1472 limitou os privilégios destes e os obrigou a comerciar na costa da Guiné com os produtos “
nadus ecriadus na terra”
, ou seja, os produtos produzidos em Cabo Verde. Essa normativaobrigou os vizinhos de Santiago a voltarem para o interior para produzir tais produtos, para isso, era necessária mão-de-obra. A solução foi transformar parte dos escravos queantes em Santiago eram apenas mercadorias em mão-de-obra e povoadores do interior de Santiago e Fogo.Em suma, podemos dizer que são esses dois grupos que contribuíram para a formaçãode aquilo que hoje é Homem cabo-verdiano. Explicaremos como no próximo tópico.
II.POVOS QUE CONTIBUIRAM PARA A FORMAÇÃO DOHOMEM CABO-VERDIANO
1
Aqueles que residiam na ilha de Santiago por mais de quatro anos com as suas respectivas famílias e que possuíam bens na dita ilha.
5
 
Como já tínhamos referido anteriormente, para a formação do Homem cabo-verdiano contribuíram inicialmente povos vindos de duas áreas geográficas bastantedistintas. Em função da sua procedência vamos dividi-los em dois grandes grupos, brancos europeus e negros africanos, e tentaremos averiguar a identidade étnica dosindivíduos que entraram na composição de cada um.Gostaríamos de dizer,
a priori
que tentar estudar e compreender a composiçãodestes dois grandes grupos não é nada fácil na medida em que as informações dasociedade cabo-verdiana quatrocentista e quinhentistas são escassas e os poucos que sãoencontrados apenas faz alusão aos portugueses. Segundo o historiador Ilídio Baleno,isto se explica pelo facto de que “eram eles que detinham a soberania do arquipélago eque, além disso, desde cedo se autonomizam enquanto grupo”
2
. Quanto aos outroseuropeus sabe-se alguma coisa, mas não podemos dizer o mesmo relativamente aogrande número de africanos que para cá vieram. Eles eram referidos apenas como peças.
1.Europeus
 No que dizem respeito aos europeus, os portugueses eram em maior número,como é óbvio. Sobre eles, há algumas contradições, uns dizem que são oriundos donorte e outros dizem que o do sul. Mas ainda os estudiosos da maria oencontraram nenhum dado que nos ajuda a afirmar ou infirmar tais informações.Conforme tínhamos sublinhado no primeiro ponto, na origem do povoamento doarquipélago encontram-se incentivos comerciais concedido pela coroa com o intuito deatrair gente do reino para Santiago. Entretanto, este atractivo,
a priori,
atraia oscomerciantes. No entanto foi isso que aconteceu. Estes homens de negócio foram os primeiros a povoar Cabo Verde, começando por Santiago, na esperança de poderemcomerciar com a Guiné e enriquecer rapidamente. Tudo isso dependia da posse de cadaum.
2
BALENO, Ilídio – “Povoamento e formação da sociedade”. In: ALBUQUERQUE, Luís de e SANTOS,Maria Emília Medeiros (coord.)
 Historia Geral de Cabo Verde. Vol. I. 2ª ed.
Lisboa / Praia. Ediçõesconjuntas do Centro de Estudos de História e Cartografia Antiga e Instituto Nacional de InvestigaçãoCultural, 2001. P. 129.
6

Activity (13)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
12 PAG AVE MARIA
António Carlos liked this
Etelvino Chantre liked this
César Lasso liked this
Lizito Correia liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->