Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
BAUBO

BAUBO

Ratings: (0)|Views: 7 |Likes:

More info:

Published by: Biblioteca do Paganismo on Apr 25, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/27/2013

pdf

text

original

 
BAUBO, a deusa do
 
ventreBaubo é uma antiga Deusa Grega do Ventre, conhecida também pelonome de Iamba, era esposa de Dysaules e mãe de Mise. Em suasrepresentações não possui cabeça, e sim um rosto que aparece no torso.Sua história nos chega da Antiga Grécia, quando Deméter era a DeusaMãe da Terra e todos os dias passeava pelos prados para cuidá-los,garantindo assim que houvesse abundância em nosso planeta. Regava asplantas, fazia florescer as árvores, sempre acompanhada da filhaPerséfone que amava profundamente.Um certo dia, Hades, o Deus dos Infernos seqüestrou Perséfone e a levoupara as entranhas da terra. Deméter caiu então, em profunda depressão. Aterra reflete seu desespero e os campos se tornam estéreis.Deméter em sua peregrinação atrás da filha chega a um lugar chamadoEleusis chorando muito. A pequena ama Baubo, vendo-a tãodesesperada, acercou-se dela dançando, levantou sua saia e mostrou suavulva. Deméter sorriu e Baubo abraçou-a e disse-lhe que como Deusa daTerra, ela não poderia ser destruidora e sim transformadora. Em seguidacontinuou contando-lhe histórias bem picantes e engraçadas. As duasriram muito juntas até que a Mãe da Terra adquiriu novas forças para irem busca da filha. A Terra riu com as Deusas, a Terra Floresceu. A dimensão contagiante da alegria e do riso sagrado, junto com asfestividades e cerimoniais em que se vê envolto, afasta a humanidade deseus pesares que constantemente os aferroam, afirma a vida e vence ostemores da morte e da esterilidade. Através da alegria e do riso nosesquecemos dos limites de nossa existência, além de nos ajudar a vencerobstáculos que põem em perigo a continuidade da vida.
 
Baubo é a Deusa radiante, amante do sorriso. Ela é a combinação deimpulso sexual, natural e instintivo, e da arte altamente elaborada deamar.Baubo vive em cada uma de nós, é a capacidade que todas nós temos denos levantar e seguir em frente depois de um momento triste. De apostarno riso, como auxiliar na cura de nossas depressões. Baubo nos faz aindaentender como é poderoso, belo e mágico o corpo feminino. Qualquerque seja sua forma e seu tamanho, nosso corpo é único e, portanto,especial. A maioria das mulheres ainda se deixam prender na teia dapropaganda que nasce do mundo do consumismo popular.Comparando-se às outras, em vez de apreciar o que ela própria é, setornará cativa daquilo que ela erroneamente identifica como defeitospessoais.Os germes de desprezo pelo corpo nos foi passado pelas primeirasdécadas do cristianismo e acabaram infectando toda a consciênciaocidental. A capacidade do homem de criar hoje vida em laboratórios,com seleção do DNA, é típica do desprezo pela matéria enquanto"matéria" e pelo processo natural de seleção e adaptação. Mas é destemodo, que a mente científica tenta nos colocar fora da natureza,reforçando a persistente alienação do corpo que teve início na era cristã.Muitas pessoas ainda hoje, se sentem desamadas, ou até indignas de seramadas e muitas ainda, tem a certeza de terem perdido a capacidade deamar. Mas este vazio difuso de que as pessoas se queixam pode serexplicado em termos de perda da conexão com a Deusa, aquela querenova a vida, traz o amor, paixão e fertilidade. É a Deusa Baubo que faza ligação com uma camada importante da nossa vida instintiva, nostrazendo de volta o riso, a alegria, a beleza e a energia criativa que une asexualidade com espiritualidade.
 
Hoje já não temos a oportunidade de segurarmos a imagem da Deusacom o carinho de antigamente, pois a mente racional simplesmenterelegou-a a categoria de práticas pagãs arcaicas. Entretanto, no corpo dopensamento psicológico, as imagens das Deusas são consideradas"arquétipos". Arquétipos são formas preexistentes que integram aestrutura herdada da psique comum de todas as pessoas. Essasestruturas psiquícas são dotadas de densidade emocional e quandoativadas tem o poder de transformar o nosso consciente. Acredito, que Deusas como Baubo, segura e confiante em seu corpo e suasexualidade, pode nos ensinar a adquirirmos confiança em nós próprias,para que possamos compreender que a nossa sensualidade com seusimpulsos naturais não são pecaminosos e sim um dom divino.ENTENDENDO A SEXUALIDADE SAGRADABaubo é uma antiga Deusa da Grécia associada a sexualidade sagrada. Étambém um arquétipo da vida, da morte e da fertilidade. A sexualidadesagrada, a fertilidade e a imortalidade são conceitos que estão unidos naconcepção mágica dos povos antigos. A representação da vulva não é mais doque a perpetuação do feito mágico do nascimento. Toda a criação é ummistério numinoso, um segredo de que a humanidade freqüentemente "seafasta", em uma atitude que, mais tarde, é erroneamente interpretada como"vergonha". Na figura da Deusa Baubo, o seu ventre representa o símbolonuminoso da fertilidade. Enquanto que na posição frontal, toda a nuafeminilidade da Deusa é permeada pelo numinoso que dela emana comofascinação, essa limitação à zona do ventre ou do útero expressa do aspectoinumano e grotesco, a autonomia radical do ventre aos "centros superiores"do coração, seios, cabeça, e assim entroniza-o como sagrado. A Deusa Baubo reflete três aspectos particulares da existência humana:idade Anciã (chegada da menopausa), Mulher Fecunda e poder pessoaltransformativo.Baubo é uma Deusa Anciã irreverente e alegre com sua sexualidade, quevem lembra-nos que sexo é amor e prazer e é, sobretudo mágico. Elachega as nossas vidas para dizer:-"Vamos comemorar! Nós temos nossos úteros, nossas vulvas, nossa vida.Vamos dançar!". Tente... não custa nada, dançar e rir ainda é de graça.Coloque a palma de suas mãos um pouco abaixo centro do abdomen (emcima do útero) e embale-se em uma dança improvisada. Quando estiverpronta ria alto e o quanto puder. Rir é contagioso, portanto, a partir dehoje sorria muito e infecte o mundo com a epidemia de seu sorriso.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->